Índice da edição de 31/03/2009

O deus do agronegócio, artigo de Egon Heck NAFTA pode impedir o Canadá de banir agrotóxico Campanha de abaixo-assinado em apoio à Campanha pelo Limite da Propriedade de Terra Ibama e Sema desencadeiam, no Pará, operação contra empresas de produtos florestais que só existem no papel Custos da violência para o sistema de saúde brasileiro podem ser quatro vezes maiores do que se imaginava Marcas superam o preço na preferência de consumidoras de baixa renda Testes

O deus do agronegócio, artigo de Egon Heck

“Padres devem ser cobrados para que formalizem posição contra demarcações em Mato Grosso do Sul". Para justificar a exigência, produtores rurais devem lembrar aos párocos que “o que mantém obras sociais nos municípios vêm em sua maior parte do campo”, orienta entidade rural em nota divulgada à imprensa. A recomendação é para que os fazendeiros procurem os padres e peçam a “eles que se manifestem, inclusive formalmente, por carta, em relação

NAFTA pode impedir o Canadá de banir agrotóxico

ácido 2,4 diclorofenóxiacético. Imagem da Wikipedia [Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Os tratados de livre comércio, tal como o NAFTA, na verdade, são concebidos para favorecer aos interesses da economia dominante. O México já sentiu o ‘peso’ do NAFTA diversas vezes e agora, ao que parece, pode ser a vez do Canadá. Há poucos meses a província de Quebec baniu o herbicida 2,4-D (ácido 2,4 diclorofenóxiacético) e, em razão disto, enfrenta um

Campanha de abaixo-assinado em apoio à Campanha pelo Limite da Propriedade de Terra

Estimados Companheiros e Companheiras, Nos dias 26 a 28 de fevereiro de 2009 em Salvador-Bahia, realizamos o Seminário nacional de planejamento estratégico da Campanha pelo Limite da Propriedade da Terra: Em Defesa da reforma agrária e da soberania territorial e alimentar e um dos pontos deliberados pelos delegados e delegadas presentes foi o encaminhamento de um abaixo-assinado em apoio à Emenda Constitucional que o fórum irá preparar durante o contexto das

Ibama e Sema desencadeiam, no Pará, operação contra empresas de produtos florestais que só existem no papel

Madeira ilegal apreendida no Pará, em foto de arquivo MMA A Operação Caça Fantasma, do Ibama, bloqueou mais de 100 empresas de crédito que estavam vendendo madeira ilegal em Belém e região metropolitana, Santarém, Bom Jesus do Tocantins, Goianésia, Dom Eliseu e Novo Progresso, só no primeiro mês de atuação no estado do Pará. Essas identificações foram possíveis com o apoio das representações do Ibama em Santarém, Marabá, Altamira, Itaituba, além

Custos da violência para o sistema de saúde brasileiro podem ser quatro vezes maiores do que se imaginava

Impacto subestimado – Ao propor uma nova metodologia para estimar os impactos econômicos da violência para o sistema público de saúde, um estudo realizado por pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que os custos para tratamento de agressões e acidentes de transporte podem ser quatro vezes maior do que se imaginava. Diferentemente da análise tradicional, que considera apenas os

Marcas superam o preço na preferência de consumidoras de baixa renda

Na hora da compra de alguns produtos, o preço é o que menos importa para algumas donas de casa de famílias de baixa renda. Uma pesquisa da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP revela que as mulheres cujas famílias têm ganho mensal de até 5 salários mínimos optam mesmo é pela marca em suas compras. Segundo a administradora de empresas Karen Perrotta Lopes de Almeida Prado, estas consumidoras

Testes avaliam produtividade do feijão orgânico

Feijão cultivado no sistema orgânico apresenta ótima produtividade - Principal vantagem do cultivo é não utilização de agrotóxicos. Oferta do produto ainda é inferior à demanda, o que eleva preço ao consumidor Seis variedades de feijão cultivadas no sistema orgânico apresentaram excelente produtividade em experimento realizado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da USP de Piracicaba. Em média, os cultivares renderam 3.500 quilos de feijão por hectare, acima

Faixas ou facões? artigo de Rodolfo Salm

Nós, da coluna Ambiente e Cidadania, acreditamos que o enfrentamento da questão ambiental é como uma batalha de campo. E que temos no Correio da Cidadania a nossa trincheira maior. Mas há muito que nós nos perguntamos sobre o alcance de nossos artigos. No fim das contas, quantos são os nossos leitores? Na verdade é uma pergunta impossível de se responder, mas um bom "termômetro" da propagação de cada artigo

A economia ecológica e os desafios para os economistas de esquerda. Entrevista com Ricardo Abramovay

Integrar de maneira organicamente articulada sociedade e natureza numa mesma estrutura analítica é o que faz a atual econômica ecológica e isso é ignorado pela maioria dos economistas de esquerda. Para o economista Ricardo Abramovay, mais do que discutir quais são as propostas da direita ou esquerda, a crise trouxe a “necessidade de repensar a relação entre sociedade e natureza”. Segundo o pesquisador, a relação entre economia, sociedade e natureza “se

Projeto que reduz área de preservação ambiental em SC é votado nesta terça-feira

Um projeto do governo de Santa Catarina que reduz a área de preservação ao longo de rios e cursos d'água vai a votação nesta terça-feira (31) na Assembleia Legislativa do Estado. A proposta é criticada por ambientalistas, que consideram que a diminuição da faixa de mata ciliar pode provocar tragédias ambientais, como as cheias e desmoronamentos que mataram 135 pessoas no Estado em novembro. O projeto, que institui um novo Código

Praia de Itaguaré, na Baixada Santista, é alvo de disputa entre mercado imobiliário e ambientalistas

Praia de Itaguaré, Bertioga, São Paulo. Foto da Wikipédia O verde de Itaguaré vai da praia até a serra do Mar sem interrupção. Com cerca de 3 km2, a última praia totalmente preservada na Baixada Santista, frequentada por surfistas e ecoturistas, é hoje o principal ponto de uma disputa ferrenha entre o mercado imobiliário e ambientalistas no Conselho Estadual do Meio Ambiente. Isso porque o Consema, como é conhecido o órgão ambiental

Greenpeace afirma que créditos de carbono florestal podem desacelerar a luta contra o aquecimento global

Greenpeace: florestas podem prejudicar mercado de carbono - Os preços do mercado de carbono podem despencar 75% se os créditos para a salvaguarda de florestas forem acrescidos aos mercados para as emissões industriais, disse a entidade ambientalista Greenpeace nesta segunda-feira, 30. Um relatório divulgado durante uma reunião da ONU em Bonn disse que uma onda de créditos relativos ao carbono florestal poderia também desacelerar a luta contra o aquecimento global e

‘Sem meio ambiente, não é possível recuperar a economia’, afirma ecologista norte-americano

Imagem: Stockxpert "Obama está se movendo com determinação e velocidade: ele fez mais coletivas de imprensa cheias de anúncios concretos em poucos meses do que Bush em quatro anos. É a direção em que esperávamos que os Estados Unidos andassem, arrastando consigo os outros países. Agora, estamos no desafio decisivo: sem recuperar o meio ambiente, não se salva a economia; sem recuperar a economia, não se salva o meio ambiente". Barry

Um planeta sedento

Mapa da seca na Califórnia Algumas das imagens mais marcantes da Grande Depressão vieram de Estados ressequidos das pradarias americanas, onde a terra árida forçou famílias de agricultores a fugir em busca de empregos e sustento. A situação desesperadora inspirou as baladas de Woody Guthrie sobre o "Dust Bowl" e o livro "As Vinhas da Ira", de John Steinbeck. O "Dust Bowl" (taça de pó) foi desencadeado por anos de práticas agrícolas

Índice da edição de 30/03/2009

Rio São Francisco: dádiva agredida, artigo de Gilvander Luís Moreira A cara oculta dos supermercados, artigo de Esther Vivas A ineficiência energética é crescentemente insustentável Um quatro da população mundial depende diretamente de terras degradadas EUA: Estudo avalia a contaminação da água de poços domésticos Dossiê EcoDebate: A substituição de combustíveis fósseis por biocombustíveis e suas conseqüências Especial: Relatório avalia que o Plano Nacional de Convivência Familiar e Comunitária permanece ‘praticamente desconhecido’ Brasil recolhe 95% das embalagens

Rio São Francisco: dádiva agredida, artigo de Gilvander Luís Moreira

O desmatamento das margens do lago da represa de Três Marias, assim como de vários trechos das margens do Velho Chico, provoca processos violentos de erosão, como a voçoroca acima. Foto: Fernando Zarur / Rota Brasil Oeste [EcoDebate] Conhecido pelos indígenas antes da colonização como Opará (que significa rio-mar), o Rio São Francisco, popularmente chamado de Velho Chico, nasce na Serra da Canastra, em Minas Gerais, a cerca de 1.200 metros

A cara oculta dos supermercados, artigo de Esther Vivas

[EcoDebate] A grande distribuição comercial (supermercados, hipermercados, cadeias de desconto...) têm experimentado nos últimos anos um forte processo de expansão, crescimento e concentração industrial. As principais companhias de venda a varejo passaram a formar parte do ranking das maiores multinacionais do planeta e se converteram em um dos atores mais significativos do processo de globalização capitalista. 11766

A ineficiência energética é crescentemente insustentável

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] A demanda por energia cresce em escala bem maior do que a população, principalmente em razão de processos produtivos ineficientes, em razão da obsolescência tecnológica e dos subsídios. O interesse econômico no desenvolvimento industrial, desde o início do século XX, condicionou os subsídios ao custo da energia adquirida pela industria e, ao longo do tempo, isto, no longo prazo, estimulou a obsolescência tecnológica dos processos produtivos. Em

Um quatro da população mundial depende diretamente de terras degradadas

Pasto degradado [Por Henrique Cortez, do EcoDebate] As áreas degradadas estão em expansão em todo o mundo e isto é uma séria ameaça à segurança alimentar. De acordo com a FAO, em razão do declínio a longo prazo na função e na produtividade de um ecossistema, a degradação do solo está aumentando em gravidade e extensão, afetando mais de 20% das terras agrícolas, 30% das florestas e 10% dos pastos. Um novo

Top