Protocolos de consulta de diferentes povos indígenas na Amazônia são instrumentos de luta pelos direitos; entrevista com Angela Amankawa Kaxuyana

    Por Sucena Shkrada Resk* O protagonismo indígena na defesa dos seus direitos é a pauta desta semana. Na seara do contexto amazônico, a entrevistada é Angela Amankawa Kaxuyana, da TI Kaxuyana Tunayana, do extremo Norte do Pará, que pertence ao povo Kahyana e Katxuyana. Atual coordenadora tesoureira da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), ela fala ao Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk sobre as principais

Protocolos de consulta de diferentes povos indígenas na Amazônia são instrumentos de luta pelos direitos, entrevista com Angela Amankawa Kaxuyana

    Por Sucena Shkrada Resk* O protagonismo indígena na defesa dos seus direitos é a pauta desta semana. Na seara do contexto amazônico, a entrevistada é Angela Amankawa Kaxuyana, da TI Kaxuyana Tunayana, do extremo Norte do Pará, que pertence ao povo Kahyana e Katxuyana. Atual coordenadora tesoureira da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), ela fala ao Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk sobre as principais

‘Perseguição a indígenas do Acre demonstra que pacto social nunca existiu no Brasil’. Entrevista com Lindomar Padilha

    IHU Se o re­cru­des­ci­mento do trato aos mo­vi­mentos so­ciais per­passa o Brasil, não ne­ces­sa­ri­a­mente se re­sume aos úl­timos doze meses. Que o digam os povos in­dí­genas de vá­rias partes do ter­ri­tório, ex­cluídos dos prin­ci­pais de­bates sobre o de­sen­vol­vi­mento do país e até das prá­ticas ditas sus­ten­tá­veis. Nesta en­tre­vista, Lin­domar Pa­dilha, co­la­bo­rador do Con­selho In­di­ge­nista Mis­si­o­nário, alvo re­cente das im­pre­ca­ções da ban­cada ru­ra­lista, co­menta as de­nún­cias de per­se­guição de et­nias in­dí­genas do

Vozes do Direito indígena refletem sobre cenário atual, artigo de Sucena Shkrada Resk

    Compreender os conceitos de bem-viver, de patrimônios imaterial e espiritual, do significado holístico da terra, do ecossistema e do território como casa (mãe “pachamama”) e local sagrado, é o grande desafio das visões herméticas dos Estados que ainda se estabelecem na lógica de commodities e de uma cultura colonizadora por séculos. Este universo que abriga polos opostos resulta atualmente na cobrança cada vez maior de respeito ao direito internacional de

Conjuntura Político Indigenista – Retrocesso e Ameaça aos Direitos dos Povos Indígenas, por Chantelle Teixeira

CONJUNTURA POLÍTICO INDIGENISTA RETROCESSO E AMEAÇA AOS DIREITOS DOS POVOS INDÍGENAS Por Chantelle Teixeira. Revisão: Lígia Apel     Este documento foi elaborado com a participação financeira da União Europeia. O seu conteúdo é de responsabilidade exclusiva de Cáritas de Tefé e CIMI Tefé, não podendo, em caso algum, considerar que reflita a posição da União Europeia.   Outubro 2017 Da Constituição de 88 aos primeiros anos do terceiro milênio: Há resistência enquanto há vida!! Ailton Krenak é uma liderança

Situação dos povos indígenas no Brasil é tema de audiência na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (OEA)

  ABr A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos realizou na segunda-feira (23) audiência para discutir a situação dos povos indígenas no Brasil. Na ocasião, as organizações autoras do pedido de reunião apresentaram um relatório com denúncias e questionamentos sobre a falta de atuação do Estado brasileiro em relação a problemas como a violência contra povos tradicionais, a lentidão nos processos de demarcação de terras e a

STF determina volta à prisão de fazendeiros envolvidos em ataque a indígenas no Mato Grosso do Sul

  Prisão havia sido solicitada pela Força-Tarefa Avá-Guarani Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a prisão preventiva de cinco fazendeiros acusados de envolvimento em um ataque a indígenas no Mato Grosso do Sul, em junho do ano passado. O ataque à comunidade Tey Kuê, na Fazenda Yvu, localizada em Caarapó/MS deixou um morto e oito feridos. Na decisão desta terça-feira (26), os ministros

CIDH e ONU cobram ações de proteção do Brasil para indígenas isolados na Amazônia

  A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e o Escritório Regional para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) emitiram nota, ontem (21), instando o Estado brasileiro a desenvolver políticas para a proteção de indígenas que optam por viver isolados. O posicionamento decorre de denúncias sobre assassinatos de dez índios que vivem nessas condições no Vale do Javari, no oeste do Amazonas, por um

Mobilização nacional defende comunidades remanescentes quilombolas contra retrocessos em direitos estabelecidos, por Sucena Shkrada Resk

    Nos últimos anos, está sendo construído um cenário de retrocessos no campo dos direitos humanos no Brasil, que ferem a Constituição de 1988. Atualmente, uma causa que ganha visibilidade é a das comunidades remanescentes quilombolas. Isso acontece, porque o julgamento iniciado em 2012, sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade ADI nº 3239/2004 realizada pelo Partido Democratas (DEM), antigo Partido da Frente Liberal, no Supremo Tribunal Federal (STF), está sendo retomado

Omissão do Estado na demarcação de terras indígenas agrava conflitos agrários, aponta MPF

    Debate ocorreu na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados A União falhou no dever constitucional de proteger e demarcar as terras indígenas, afirmou o coordenador da Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais do Ministério Público Federal (6CCR/MPF), subprocurador-geral da República Luciano Mariz Maia, durante debate na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados na última terça-feira (1º). Além de membros do MPF, a audiência

Temer acolhe pleito dos ruralistas e reedita medidas que afrontam os direitos indígenas

  Temer acolhe pleito dos ruralistas e reedita medidas que afrontam os direitos indígenas. Entrevista especial com Roberto Liebgott IHU O Parecer 001/2017/GAB/CGU/AGU, que sugere a demarcação somente daquelas terras indígenas que estavam sob posse das comunidades em 1988, em ocasião da promulgação da Constituição, recentemente aprovado pelo presidente Michel Temer, “retoma os argumentos anti-indígenas estabelecidos pela Portaria 303/2012 da AGU” e impõe “aos procedimentos de demarcação de terras a tese do marco

Qual valor dos povos indígenas no planejamento energético brasileiro?

Por Sucena Shkrada Resk/ICV Como o componente indígena entra na agenda socioambiental de planejamento da matriz elétrica brasileira, em especial, com relação a grandes empreendimentos hidrelétricos? Esse foi um dos pontos destacados durante o diálogo entre representantes de organizações não governamentais, que integram o Grupo de Trabalho de Infraestrutura, com equipe técnica da Empresa de Pesquisas Energéticas (EPE), no dia 17 de julho. O encontro ocorreu, na sede da empresa, no

Top