O comandante militar da Amazônia diz que demarcação de terra indígena pode ser ameaça ao país. Índios criticam militares que são contrários à demarcação de Raposa Serra do Sol

O comandante militar da Amazônia, general Augusto Heleno, disse no dia 16/4 que a demarcação contínua de terras indígenas na região de fronteira é uma ameaça à soberania nacional. Ele participou da abertura do seminário Brasil, Ameaças a sua Soberania, que prossegue até sexta-feira (18), no Clube Militar do Rio de Janeiro. Matéria de Vladimir Platonow, da Agência Brasil, publicada pelo EcoDebate. 583

STF pode declarar nula demarcação da reserva Raposa Serra do Sol

O ministro Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal (STF), admitiu, ontem, que o decreto presidencial de maio de 2005, que homologou a demarcação contínua da reserva indígena Raposa/Serra do Sol, pode – em tese – vir a ser anulado. Isso pode acontecer quando o tribunal julgar uma das principais ações do lote de 33 processos referentes à questão, "que não é apenas de ordem fundiária, mas também de interesse

Raposa Serra do Sol: Ibama encontra pontos de desmatamento em reserva ocupada em Roraima

Com a suspensão da operação de retirada dos arrozeiros da terra indígena Raposa/Serra do Sol, no nordeste de Roraima, o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e a ANA (Agência Nacional de Águas) começaram a fiscalizar os 20 mil hectares ocupados com o plantio de arroz na área e detectou pontos de desmatamento irregular. Por Andrezza Trajano, colaboração para a Agência Folha, em Boa Vista,

Ambientalistas questionam licenciamento do Madeira no Conama

Um requerimento de informações que pede esclarecimentos sobre o Processo de Licenciamento das Usinas Hidrelétricas Santo Antonio e Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia, será apresentado ao Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) por organizações ambientalistas e será submetido à aprovação da plenária em reunião nos dias 24 e 25 de abril em Fortaleza, CE. Por Bruno Calixto, do Amazonia.org.br. 578

“Conflitos no Campo Brasil 2007”: Síntese dos dados da CPT–Comissão Pastoral da Terra, por frei Gilvander Moreira

[EcoDebate] Explodiu o número de trabalhadores escravizados no setor sucroalcooleiro. Em 2007 os agrocombustíveis roubaram a cena. Foram apresentados como a grande alternativa ao aquecimento global. A expansão da área plantada com cana-de-açúcar veio acompanhada de inversões capitalistas em novas usinas sucroalcooleiras. Já são 363 em operação. O etanol se tornou o carro-chefe destes novos combustíveis e foi o centro da agenda do presidente Lula em suas viagens internacionais. Lula

Biodiesel, o novo vilão brasileiro… artigo de Nelson Batista Tembra

[EcoDebate] Relator especial da Organização das Nações Unidas para o Direito à Alimentação, Jean Ziegler, em recente entrevista a uma emissora alemã, repetiu o que vêm dizendo outros críticos dos biocombustíveis, segundo os quais o uso de terras férteis para cultivos destinados a esta tecnologia “reduz as superfícies destinadas aos alimentos e contribui para o aumento dos preços dos mantimentos”. A declaração de Ziegler não mencionou quaisquer estatísticas sobre a

Chuvas: Mais gastos com desastres do que com prevenção

As enchentes causadas pelas cheias dos rios da região Nordeste arrasaram casas, destruíram estradas e pontes e afetaram a agricultura. Passa de 390 mil o número de pessoas afetadas pelas chuvas que atingem à região em pelo menos seis estados. Diante desse quadro, um levantamento realizado pelo Contas Abertas constatou que o governo federal gastou mais, nos três primeiros meses do ano, remediando ao invés de prevenir. O programa de

Aquecedores solares economizaram em 2007 energia suficiente para abastecer 350 mil domicílios no Brasil

[Cidades Solares] O ano de 2007 pode ser apontado como um ano de transição para o aquecimento solar de água não somente no Brasil, mas em diversos países do mundo. Segundo pesquisa realizada durante a reunião da Convenção do Clima da ONU (UNFCCC) em Bali, que procurou avaliar as tecnologias disponíveis que inspiram mais confiança em sua capacidade de combater o aquecimento global, a solução com maior índice de aprovação

Top