Transposição do Rio São Francisco: Custo explode e obra terá mais R$ 1,2 bi

  Para tentar terminar as obras da transposição do Rio São Francisco em mais quatro anos, o governo Dilma Rousseff recorrerá a uma nova licitação bilionária de obras já entregues à iniciativa privada. O custo estimado do negócio é de R$ 1,2 bilhão, informou à reportagem o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, responsável pela obra mais cara do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) bancada com dinheiro dos impostos. Matéria

Transposição do Rio São Francisco exige modificações que podem tornar preço da água um dos mais altos do País

  Transposição do Rio São Francisco esbarra em preço da tarifa de água Com dificuldades para completar as obras da transposição do Rio São Francisco, cujo custo já explodiu, o governo analisa como cobrar do consumidor do semiárido nordestino o alto preço da água. Para vencer o relevo da região, as águas desviadas do rio terão de ser bombeadas até uma altura de 300 metros. O trabalho consumirá muita energia elétrica e

Decomposição da Transposição, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

  [EcoDebate] Não foi por falta de alerta da sociedade, de protestos, até de greves de fome. A Transposição sempre foi tida como absurda, mesmo que fosse concluída, porque atenderia muito mais aos grandes interesses que à sede das populações necessitadas. Agora, anos depois de iniciada, vai comprovando uma por uma todas as preocupações da sociedade: já devorou 3,5 bilhões de reais, precisa de mais 1,8 bilhões em aditivos, obras paralisadas, decomposição

Revitalização x Transposição: O Dilema do São Francisco Continua

  O Rio São Francisco completou (4/10) 510 anos de seu “batismo”. O Opará dos indígenas – “rio-mar” ou “sem paradeiro definido” – tornou-se ao longo dos séculos “rio dos currais” e “rio da integração nacional”, gerador de energia elétrica e grande pólo de irrigação agrícola. Nos últimos 70 anos, intensificaram-se as produções de riquezas em suas margens e em seus biomas formadores (cerrado, mata atlântica e caatinga). Em conseqüência, as

Semiárido nordestino: Nas cisternas de placas, um avanço importante no acesso à água, artigo de Washington Novaes

[O Estado de S.Paulo] É uma boa notícia a de que o governo federal está lançando, como uma das âncoras para seu plano de erradicação da miséria, o Programa Água para Todos, voltado para o semiárido nordestino (Estado, 2/4). E que o programa, segundo informação da própria presidente da República a dirigentes sindicais, inclui a construção de 800 mil cisternas de placas. Deve-se acrescentar que esse é o caminho para milhões

Plataforma Dhesca Brasil: Obras da transposição do Rio São Francisco violam direitos humanos

Falta de água potável, falta de titulação e demarcação das terras dos quilombolas e indígenas, falta de escolas, de posto médico. Esses são alguns dos exemplos de violação dos direitos humanos que constam no Relatório da Missão à Petrolina e região do Rio São Francisco, apresentado pela Plataforma Dhesca Brasil – Rede Nacional de Direitos Humanos, que congrega entidades ligadas às redes de direitos humanos da sociedade civil. O relatório foi apresentado

As vacas pastam na Transposição, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

[EcoDebate] Apesar do marketing feroz do governo, a transposição do São Francisco agoniza. Os canais já revestidos racham ao sol. As partes apenas desmatadas vão sendo recobertas pela capoeira e servem de pastos para os animais. Só de Icó Mandante até Serra Negra são 70 km retomados pelo mato. Nas cidades onde a obra passou, como Petrolândia, ficou o desemprego, além de uma renca enorme de problemas, como famílias desmanteladas e

Relatório sobre impactos da Transposição do Rio São Francisco é lançado em Recife

A comunidade quilombola Cupira, localizada no município de Santa Maria da Boa Vista, sertão pernambucano, terá o seu território completamente inundado em consequência da construção da barragem de Riacho Seco, uma das obras que integra o grande projeto de transposição do Rio São Francisco. Ainda que as obras de construção da barragem não tenham sido iniciadas, as 250 famílias que formam a comunidade - que ainda luta para ter

Relatoria lança documento sobre impactos causados pela transposição do São Francisco e barragens no semi-árido

Apesar de estar próximo ao rio São Francisco e de ver suas terras cortadas por um dos gigantescos canais da transposição do rio, o assentamento Jibóia, no município de Cabrobó, continuará sem ter água encanada para manter o plantio das famílias que sobrevivem no local. Essas e outras contradições envolvendo a transposição do Velho Chico e a construção de barragens na região serão debatidas

O povo ribeirinho do São Francisco traduz as lutas populares do Brasil. Entrevista com João Zinclar

Um fotógrafo operário. Assim se define João Zinclar que já foi metalúrgico e hoje vive da fotografia. O gaúcho, que hoje vive em Campinas-SP, durante seis anos percorreu as margens do rio São Francisco e registrou a vida deste e de quem depende dele para viver. Assim nasceu o livro O Rio São Francisco e as Águas no Sertão (Campinas: sem editora, 2010). Em entrevista à IHU On-Line,

Cobrança pela transposição de águas do Rio São Francisco, artigo de Paulo Afonso da Mata Machado

[EcoDebate] A Lei 9.433/1997 (Lei das Águas), que autorizou a formação dos comitês de bacia, prevê a cobrança pelo uso de recursos hídricos. O primeiro comitê a iniciar essa cobrança foi o Comitê das Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul (CBH-PS), que utiliza, atualmente, os seguintes parâmetros1: Tabela 1 Setor Unidade Valor Captação de água bruta R$/m3 0,01 Consumo de água bruta R$/m3 0,02 Lançamento de carga orgânica R$/kg DBO5,20 0,07 O consumo de água bruta (definido como a diferença entre

Transposição de Lula para Dilma, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

[EcoDebate] Em primeiro de Janeiro Lula transpõe a presidência da República para Dilma. Antes, porém, transporá a transposição do São Francisco para sua sucessora. A previsão é que Lula e Dilma visitem a obra dia 14 de Dezembro. Certamente serão bem recebidos. Lula é muito querido no Nordeste, inclusive no São Francisco. Conseguiu transferir grande parte de seus votos para Dilma. Portanto, deverão estar em casa. Mas, será que Lula e Dilma

Após transposição água do rio São Francisco será a mais cara

Após transposição, nordestino deverá pagar R$ 0,13 por mil litros, enquanto valor médio nacional é de até R$ 0,02 Governo diz que terá de responder por captação e bombeamento da água e que preço se deve à complexidade da obra Da torneira do nordestino atendido pela transposição do rio São Francisco vai pingar a água mais cara do país. O Conselho Gestor do Projeto de Integração do São Francisco avalia cobrar dos Estados

Uso das águas do rio São Francisco na Paraíba: crônica de um insucesso anunciado, artigo de João Suassuna

“Quem tem água tem tudo!”..... Será? [EcoDebate] No início do mês de outubro, fomos convidados para participar da III Semana de Geografia da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus de Cajazeiras, proferindo uma conferência sobre a hidrologia do Nordeste seco, com enfoque na transposição do rio São Francisco. Na ocasião, com vistas a conhecermos e avaliarmos melhor o estágio em que se encontra o projeto da transposição na Paraíba, a

Transposição de águas do Rio São Francisco para o sertão alagoano, artigo de Paulo Afonso da Mata Machado

[EcoDebate] O semi-árido brasileiro, uma região de elevadas temperaturas, abriga uma população de cerca de 20 milhões de habitantes. A precipitação pluviométrica anual oscila entre 400 e 800 mm, mas se concentra nos meses do chamado inverno, tornando necessário o armazenamento da água de chuva. A infra-estrutura de armazenamento de água do semi-árido dispõe de mais de 36 bilhões de metros cúbicos. Contudo, devido ao regime de concentração de chuvas,

Transposição do Rio São Francisco: uma jogada eleitoral. Entrevista com Dom Luiz Flávio Cappio

Dom Luiz Flávio Cappio Dois anos depois de nossa última conversa, Dom Cappio fala, na entrevista que concedeu à IHU On-Line, por telefone, sobre a situação atual das obras de transposição do rio São Francisco e como ele e os movimentos sociais estão trabalhando na luta contra o projeto. “O projeto segue adiante, mas não na velocidade prevista. Quem está trabalhando é praticamente só o exército. Quase todas as empresas

Transposição do rio São Francisco: livro do pesquisador João Suassuna é lançado em São Paulo

Com a presença de um público seleto e ávido por informações, foi lançado no sábado (14/08), na Bienal Internacional do Livro, de São Paulo, o livro do pesquisador João Suassuna, "Transposição do Rio São Francisco na Perspectiva do Brasil Real". A obra é composta por uma coletânea de artigos escritos nos últimos 15 anos pelo pesquisador, sobre a transposição do rio, representando a sua contribuição à hidrologia nordestina, com a discussão

A nossa terra, a nossa água, a nossa vida, artigo de D. Luiz Flávio Cappio

“Este é o grito de um pastor que vem das terras do Sul, preocupado e muito ocupado com as ovelhas de sua imensa grei. Um pastor que deseja ardentemente que suas ovelhas tenham verdes pastos nos quais comer, água cristalina para beber, ar limpo para respirar. Vida de qualidade e dignidade, vida com todos os direitos de cidadania. E por isso é necessário pôr em fuga os lobos que giram

Atingidos pela Transposição participam do plenário do São Francisco

Plenarinho sobre o rio São Francisco durante a 33ª Romaria da Terra e das Águas. O avanço das obras da Transposição tem gerado uma série de transtornos para as populações que vivem ao longo das áreas por onde estão sendo construídos os canais. Foram essas informações que foram compartilhadas com os 200 participantes do plenarinho do São Francisco, que teve como tema esse ano “O São Francisco e o negócio

Carta-aberta do Encontro de Atingidos e Atingidas pela Transposição do rio São Francisco

Transposição do Rio São Francisco: Conhecemos essa história, de outros canais... Vindos de todos os estados do Nordeste, Minas Gerais e São Paulo nos encontramos em Campina Grande, na Paraíba. Somos 82 pessoas, vítimas dos impactos da malfadada Transposição do rio São Francisco e de outras grandes obras do capital que estão em curso no Nordeste. Representantes de movimentos sociais, sindicatos, associações, comunidades, ONGs, pastorais, nos reunimos durante os dias 17,

Top