A transposição do Rio São Francisco e a seca no Nordeste. Entrevista com João Abner Guimarães Júnior

  IHU   A crise de abastecimento urbano no Nordeste Setentrional, embora tenha relações com os últimos períodos de seca que a região tem enfrentado há cinco anos, é explicada pela falta de integração do sistema de distribuição de água, diz João Abner à IHU On-Line, na entrevista a seguir, concedida por telefone. Segundo ele, a cobertura de abastecimento de água nas cidades do Nordeste é de 92%, em condições normais, entretanto, a crise

Rupturas nos canais da Transposição, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

  Imagem: Instituto Humanitas Unisinos - IHU   [EcoDebate] Mais uma vez o canal do Eixo Leste da Transposição do São Francisco se rompeu nesse fim de semana. As imagens e vídeos da ruptura estão pela internet. Diante desses fatos até mesmo o jornalismo paraibano começa questionar a qualidade técnica da obra realizada. Afinal, com os canais expostos há tantos anos ao sol do sertão, sendo remendados várias vezes, sempre restava uma interrogação sobre

A transposição do Rio São Francisco é um ‘ralo de dinheiro público’. Entrevista com Ruben Siqueira

IHU As delações dos executivos da Odebrecht para a Operação Lava Jato “vieram comprovar as suspeitas de que um dos objetivos da transposição era a transferência de grandes montantes de recursos públicos para empresas em ‘caixa um’ e ‘caixa dois’ e para políticos em campanhas eleitorais”, diz Ruben Siqueira, coordenador da Comissão Pastoral da Terra – CPT, na entrevista a seguir, concedida por e-mail à IHU On-Line. Segundo ele, para dar conta dos 14

A transposição do Rio São Francisco: águas e falácias do desenvolvimento, palestra de Ruben Siqueira

    Confira a palestra de Ruben Siqueira, da coordenação nacional da CPT, proferida no seminário “Rio São Francisco: margens em tensão – transposição, (in)justiças e territorialidades”, realizado em Recife (PE), no Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães , pela Fiocruz, no dia 28 de março último. Ruben Siqueira[1] “Quem na beira do Rio São Francisco viver, rico não há de ser, de fome e sede não há de morrer e mais de uma camisa

Para a transposição das águas do São Francisco funcionar é preciso algo óbvio: o rio ter água

    IHU São Francisco: O rio transportado à beira da morte Para a transposição das águas do São Francisco funcionar é preciso algo óbvio: o rio ter água. Por mais elementar que seja essa questão, a maioria das reportagens publicadas na imprensa empresarial ignora a situação de clemência do rio nas reportagens sobre o desvio das águas. Festeja-se a inauguração do primeiro eixo da obra, que transporta água para a Paraíba, mas a saúde

Transposição, pensei que era uma joia rara e é simplesmente uma bijuteria! artigo de Almacks Luiz Silva

  [EcoDebate] Desde o início das obras de transposição do rio São Francisco, dividida em dois Eixos, Norte (foto 1) e Leste (foto 2), os movimentos sociais e o Comitê do São Francisco sempre foram favoráveis só ao Eixo Leste, mesmo assim, com algumas alterações básicas. O governo Lula em 2007 não aceitou o diálogo e se dizendo um socialista usou o Exército Brasileiro para intimidar e iniciar as obras que

Até que enfim, artigo de Paulo Afonso da Mata Machado

    - Esta obra da transposição não vai começar; se começar, não vai continuar; se continuar, não vai terminar; se terminar, não vai funcionar. Tal frase, que relembra outra de Carlos Lacerda a respeito da candidatura, eleição e posse de JK, foi dita em um debate na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Nesse debate, ao final da palestra do representante do Ministério da Integração Nacional, uma assistente foi à mesa e lhe

Os mercadores de sonho e a transposição do rio São Francisco. Entrevista com Dom Luiz Flávio Cappio

  Os mercadores de sonho e a transposição do rio São Francisco. Bem social, direito de todos, transformado em bem econômico, direito de alguns. Entrevista especial com Dom Luiz Flávio Cappio IHU "O Projeto de Transposição de Águas do Rio São Francisco é eleitoreiro, e por isso é muito oportuno usá-lo em momentos como este que temos pela frente, as eleições de 2018”, afirma Dom Luiz Flávio Cappio à IHU On-Line, em entrevista concedida

Transposição, a hora da verdade, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Há uma certa euforia a respeito da reta final da Transposição de águas do São Francisco para o chamado Nordeste Setentrional. Elio Gaspari, na Folha de São Paulo, disse que a “Transposição de Lula é um sucesso”. É compreensível também a euforia da população receptora. Nós aqui, que somos obrigados a olhar a floresta e não só a árvore, mantemos nosso olhar crítico sobre essa obra. Em primeiro, a água

MPT recomenda suspensão de obras da Transposição do Rio São Francisco por riscos aos trabalhadores

  ABr Procuradores do Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco recomendaram ontem (15) a suspensão imediata das obras no Túnel Monteiro, no eixo leste da Transposição do Rio São Francisco, por grave risco de acidente de trabalho. Uma força-tarefa do MPT fiscalizou as obras no local e encontraram falta de condições seguras de transporte e trabalho dos funcionários nos canteiros de obra dos consórcios São Francisco Leste e Bacia do São

A transposição do rio São Francisco, artigo de Aroldo Cangussu

opinião

    [EcoDebate] Considerado um dos maiores projetos do governo Lula e estimado em quatro bilhões de reais, a transposição do Rio São Francisco para alimentar os rios secos do nordeste setentrional já custou mais de 12 bilhões e ainda falta muito para ser concluído. Tanto é que o atual governo interino ainda pretende gastar mais dez bilhões de reais na obra. Este projeto tem a intenção de integrar o Rio São Francisco

Transposição do Rio São Francisco: má gestão dos recursos hídricos leva Nordeste brasileiro à exaustão

  Transposição do Rio São Francisco: má gestão dos recursos hídricos leva Nordeste brasileiro à exaustão. Entrevista especial com João Suassuna “É preciso saber que percentual de água o São Francisco pode dispor para depois avaliarmos que tipo de projeto vamos realizar, inclusive para saber se vamos resolver todo ou parte do problema hídrico e de abastecimento da região”, adverte o engenheiro agrônomo. Foto: Divulgação/Ministério da Integração Nacional / Fickr   “Depois de analisar e acompanhar

Top