Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.296, de 30/04/2015

    Fazendas eólicas, artigo de Roberto Naime Geração 3D: transformando seu desenho favorito em um bichinho de verdade, artigo de Marta Luciane Fischer Por uma pecuária sustentável, artigo de Vanderley Porfírio-da-Silva A inexorabilidade do reúso potável direto, por Ivanildo Hespanhol Para economista, companhias de abastecimento priorizam lucros imediatos e não investem em saneamento Integrar criação de peixes com hortaliças economiza 90% de água e elimina químicos Apicultura: uma aliada na preservação ambiental Feijão-caupi tolerante à seca exige a

Fazendas eólicas, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] A energia eólica é a energia que é obtida pelo movimento do ar, que gira cataventos metálicos, que acionam a turbinas de geração elétrica associadas. As fazendas eólicas são os conjuntos de individuais de cataventos e geradores que se instala em determinado sítio em função do potencial eólico do local, previamente estudado. Os moinhos de vento foram imortalizados pelo escritor espanhol Cervantes, em seu célebre clássico “Dom Quixote de la

Geração 3D: transformando seu desenho favorito em um bichinho de verdade, artigo de Marta Luciane Fischer

  [EcoDebate] Essa semana os usuários das redes sociais se depararam com uma imagem intrigante: um pintinho, com a cabeça exposta e o corpo dentro de uma minúscula caixinha de madeira, um cartão com a ilustração da galinha pintadinha e sua trupe e os dizeres: lembrancinha do meu aniversário (*). A denúncia rendeu os virais compartilhamentos do momento e os mais enfáticos comentários. A empatia das crianças por animais é bem conhecida,

Por uma pecuária sustentável, artigo de Vanderley Porfírio-da-Silva

    Volta e meia surge uma discussão sobre se a pecuária brasileira pode ser mais sustentável. Essa discussão parte tanto de consumidores mais conscientes quanto dos indicativos da balança de exportações, e os países utilizam esse argumento para muitas vezes barrarem produtos brasileiros. Ambos utilizam informações sobre o impacto ambiental da pecuária para pressionar os produtores, uma vez que isso afeta diretamente a economia das cadeias produtivas vinculadas à pecuária, em

A inexorabilidade do reúso potável direto, por Ivanildo Hespanhol

  Revista DAE - Artigo - A Inexorabilidade do reúso potável direto Edição nº: 198Ano: A Inexorabilidade do reúso potável direto Autores: Ivanildo Hespanhol Resumo:DOI: http://dx.doi.org/10.4322/dae.2014.141 A política de importar água de bacias cada vez mais distantes para satisfazer o crescimento da demanda começou há mais de dois mil anos com os romanos, dando origem aos seus famosos aquedutos. A prática ainda persiste, resolvendo, precariamente, o problema de abastecimento de água de uma região, em detrimento daquela

Para economista, companhias de abastecimento priorizam lucros imediatos e não investem em saneamento

    Uma lógica mercantil, voltada para a produção de lucros e dividendos imediatos, em detrimento de objetivos de longo prazo, e a ausência de uma política nacional articulada de saneamento estão entre as causas da crise hídrica vivida pelo Estado de São Paulo, principalmente no Sistema Cantareira, que abastece a capital, afirma o professor Eduardo Fagnani, do Instituto de Economia (IE) da Unicamp. “Se você observar os dados da Sabesp agora,

Integrar criação de peixes com hortaliças economiza 90% de água e elimina químicos

  A criação de peixes associada ao cultivo de hortaliças, chamada de aquaponia, pode economizar até 90% de água em relação à agricultura convencional e ainda eliminar completamente a liberação de efluentes no meio ambiente, pois trata-se de um sistema fechado, diferentemente das criações convencionais. Motivados por essas vantagens, pesquisadores da Embrapa Tabuleiros Costeiros (SE) têm desenvolvido sistemas de diferentes portes de aquaponia que podem ser de produção doméstica ou mesmo

Apicultura: uma aliada na preservação ambiental

  Por Danielle Kiffer À frente do apiário Mel de Teresópolis, o casal Adriano e Lúcia contribui para a expansão da apicultura na Região Serrana (Fotos: André Telles)   Anti-inflamatório, anti-hemorrágico e antioxidante: essas são apenas algumas propriedades do mel, um alimento saboroso e um ótimo adoçante natural, rico em funções terapêuticas. Entretanto, não é apenas para a saúde que o mel é valioso. Sua produção também é benéfica para o meio ambiente. Ao contrário de outras atividades, não há necessidade de desflorestar

Feijão-caupi tolerante à seca exige a metade da água usada nas plantas convencionais

    Este ano, no centenário da seca de 1915, que matou milhares de pessoas e animais, arrasou plantações e cidades inteiras no sertão do Nordeste brasileiro, a Embrapa avança no desenvolvendo das primeiras cultivares de feijão-caupi tolerantes à estiagem. Dez linhagens do tipo grão sempre-verde, submetidas ao estresse hídrico, no Piauí, apresentaram uma produtividade em torno de 2 toneladas por hectare. Em média, cultivares que já estão no mercado têm produtividade

Pesquisa do Idec alerta para o consumo excessivo de bebidas light, zero ou diet

  Apesar de a quantidade de edulcorantes estar dentro dos limites permitidos, o consumo de poucos copos por dia é suficiente para alcançar o valor máximo recomendado por organismos internacionais Em abril, o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) publicou em sua revista mensal uma pesquisa que analisou o rótulo de 53 bebidas que utilizam edulcorantes (adoçantes), entre refrigerantes, chás, refrescos em pó e bebidas à base de soja. O objetivo

Poluição do ar custa US$ 1,6 trilhão por ano aos países da Europa

    Primeiro estudo do tipo na região foi produzido pela Organização Mundial da Saúde; além de causar doenças, ar poluído gera 600 mil mortes prematuras todos os anos no continente.   Por Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. A Organização Mundial da Saúde, OMS, divulgou esta terça-feira um estudo inédito sobre os custos econômicos da poluição do ar para os países da Europa. Mortes prematuras e doenças causadas pelo ar poluído geram

Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.295, de 29/04/2015

    Decrescimento da população da cidade do Rio de Janeiro, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Epidemia de dengue: gestão do lixo faz a diferença, artigo de Francisco Oliveira O Crime e a Criança, artigo de Murilo Silva Uso de agrotóxicos subiu 162% em 12 anos, diz pesquisa Especialista em gestão da água ressalta que adoção de medidas e uso racional podem reverter o estresse hídrico Avanço em saneamento é insuficiente

Decrescimento da população da cidade do Rio de Janeiro, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, também conhecida como “Cidade Maravilhosa” foi fundada por Estácio de Sá no dia 1° de março de 1565 e comemorou seus 450 anos em 2015. O Rio de Janeiro foi a capital do Brasil entre 1763 a 1960. Atualmente é a segunda cidade do país em termos populacionais e econômicos, ficando atrás apenas da cidade de São Paulo. A população carioca

Epidemia de dengue: gestão do lixo faz a diferença, artigo de Francisco Oliveira

[EcoDebate] A dengue se tornou uma epidemia no país e fora dele. A questão é tão grave que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos emitiu alerta aos americanos para o risco de contrair dengue e malária em viagens ao Brasil. Em nosso país, o número de casos registrados em 2015 já é 240% maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

O Crime e a Criança, artigo de Murilo Silva

  Entrada para um dos pavimentos da Fundação Casa. Foto:Marcos Santos/USP imagens   [EcoDebate] A proposta de redução da maioridade penal no Brasil recebe grande quantidade de apoiadores no Congresso Nacional. Observamos o crescente número de menores de 18 anos executando crimes. Respeito a dor de familiares de vítimas fatais, de onde partem legítimas comoções sociais, mas defendo o uso da razão para o enfrentamento deste problema e também as regras constitucionais vigentes. Parlamentares

Uso de agrotóxicos subiu 162% em 12 anos, diz pesquisa

    O setor agrícola brasileiro comprou, no ano de 2012, 823.226 toneladas de agrotóxicos, sendo que muitos deles são proibidos em outros países. De 2000 a 2012, o aumento em toneladas compradas foi 162,32%. Os dados estão no Dossiê Abrasco – Um Alerta sobre os Impactos dos Agrotóxicos na Saúde, lançado ontem (28) pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), em evento na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). “Desde 2009

Especialista em gestão da água ressalta que adoção de medidas e uso racional podem reverter o estresse hídrico

    No Brasil, ainda hoje tem-se uma cultura de uso não racional de água, estimulada pela percepção de que se trata de um recurso abundante que “nunca vai faltar”, disse a diretora da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC) da Unicamp, professora Marina Ilha. Ela é especialista em questões de gestão da água em edificações e lotes urbanos e tem orientado pesquisas sobre o tema. “Temos desenvolvido pesquisas nessa

Avanço em saneamento é insuficiente para atingir meta, diz Instituto Trata Brasil

esgoto

  Se permanecer o atual ritmo, o Brasil não deve cumprir, no tempo previsto, as metas de universalização do saneamento básico, previstas pelo governo federal para serem concluídas até 2033, de acordo com o Plano Nacional de Saneamento Básico – revelou o Ranking do Saneamento Básico, divulgado ontem (28) pelo Instituto Trata Brasil. “A principal conclusão é que o avanço obtido em saneamento, nos últimos cinco anos, é relevante, mas insuficiente [comparando-se

Ibama para grande desmatamento ilegal com uso de correntão em Mato Grosso

    Fiscais do Ibama, dentro da operação Onda Verde, cessaram desmatamento que chegaria a 1500 hectares. Em área entre os municípios de Nova Maringá e Juara, centro-norte de Mato Grosso, os agentes flagraram desmatamento ilegal com uso de correntão (corrente que tem suas extremidades presas a dois tratores que andam, simultaneamente, derrubando a floresta). Quando os fiscais chegaram, com 617 hectares desmatados, eles pararam o que poderia se transformar em degradação

Câmara aprova projeto que dispensa símbolo da transgenia em rótulos de produtos

    A discussão sobre o tema foi intensa entre deputados favoráveis e contrários à medida. Texto seguirá para o Senado. O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (28) o Projeto de Lei 4148/08, do deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS), que acaba com a exigência do símbolo da transgenia nos rótulos dos produtos com organismos geneticamente modificados (OGM), como óleo de soja, fubá e outros produtos derivados. A matéria, aprovada com 320

Top