Denúncia: Governo do Paraná abre precedente para rios sadios virarem esgoto

  Denúncia enviada por 350.org Brasil e América Latina Resolução aprovada pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos rebaixa meta de enquadramento das águas para classe 4, a pior em termos de qualidade, até 2040 O Conselho Estadual de Recursos Hídricos do Paraná (CERH) aprovou nesta quarta-feira (19), em Curitiba, uma resolução que rebaixa a meta atual de classificação dos rios paranaenses de classe 2 para classe 4 até o ano de 2040. Esta

Geração de energia elétrica por biogás é alternativa para resíduos do esgoto

  ABr   O lodo resultante do esgoto em Curitiba está prestes a ser transformado em energia elétrica, para abastecer a própria estação de tratamento de água da capital paranaense. O processo de conversão de matéria orgânica em gases que podem gerar energia é antigo, mas o aproveitamento do lodo em grande quantidade é uma novidade. Restos de alimentos, resíduos da pecuária e da agricultura e até dejetos são matéria orgânica que podem virar

Investimentos dos países em saneamento não estão sendo suficientes, alerta relatório da OMS

  ONU De acordo com relatório publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em nome da ONU Água, os países aumentaram seus orçamentos para água, saneamento e higiene a uma taxa média anual de 4,9% nos últimos três anos. Contudo, 80% deles admitem que o financiamento para o setor ainda é insuficiente para cumprir os objetivos definidos nacionalmente para esses serviços. Os países não estão aumentando os gastos com rapidez suficiente para atender

Biossistema: uma saída sustentável para tratar esgoto em favelas

  Por Vilma Homero, FAPERJ   Equipe bota a mão na massa para construir o biosssistema no Vale Encantado, no Alto da Boa Vista (Foto: Leonardo Adler)    O ponto de partida foi o pedido do líder comunitário Otávio Barros, que queria um modo de resolver o problema do tratamento de esgoto sanitário na comunidade do Vale Encantado que, como o nome bem sugere, é um enclave de 27 casas em meio ao verde da Floresta da

Estudo mostra que, em 2015, apenas 42% dos esgotos eram tratados

  ABr Levantamento divulgado ontem (20) pelo Instituto Trata Brasil, em parceria com a consultoria GO Associados, revela que 50,3% dos brasileiros tinham acesso à coleta dos esgotos em 2015, porém somente 42% dos esgotos eram tratados. Cerca de 34 milhões de brasileiros não tinham acesso a água tratada naquele ano. O estudo mostra que, apesar dos investimentos feitos nos últimos cinco anos, o país avançou pouco em saneamento básico, inclusive nas capitais. Elaborado

Aos 10 anos da Lei do Saneamento Básico, Brasil ainda apresenta condições lamentáveis

    No aniversário da Lei 11.445, estudo realizado pela ABES sobre situação do saneamento no país, com base na PNAD 2015, mostra avanços tímidos. “O Brasil precisa urgentemente colocar o saneamento como prioridade. Saneamento deve ser prioridade de Estado e não de governo”, afirma o presidente da ABES, Roberval Tavares de Souza. A Lei 11.445, conhecida como a Lei do Saneamento Básico, completou 10 anos neste janeiro com pouco a comemorar: estudo

Sugestão para melhorar o tratamento de esgoto em Araruama, RJ, artigo de Paulo Afonso da Mata Machado

    [EcoDebate] A utilização de lagoas com plantas aquáticas para tratarem tanto o esgoto doméstico como o efluente industrial é uma realidade tanto nos Estados Unidos como no Canadá. O tratamento com plantas aquáticas é muito superior ao tratamento convencional de esgoto, seja anaeróbio seja aeróbio. Na cidade de Araruama, no Rio de Janeiro, o esgoto é tratado por meio de plantas aquáticas. Após o tratamento preliminar, o esgoto segue para lagoas

Ambientalistas dizem que saneamento precisa ser mais discutido com a sociedade

    A necessidade de ampliar a participação da sociedade na discussão sobre tarifas de saneamento foi um dos principais pontos levantados pelos participantes da roda de conversa Tarifas de Água e Esgoto: Abrindo os Números para o Debate. O evento aconteceu ontem (24), promovido pelo Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) e a Aliança pela Água. “Você vê pessoa discutindo a conta de energia, de celular e o plano de celular. Agora, o

Esgoto pode virar água potável, por Paulo Afonso Mata Machado

    Quando estava cursando o mestrado em Houston, por indicação da Fundação de Ensino e Tecnologia de Alfenas, tive oportunidade de entrar, pela primeira vez, em uma estação de tratamento de esgoto. Qual não foi minha surpresa ao verificar que o efluente praticamente não tinha cor ou turbidez. Entusiasmado, perguntei o que era feito com ele. - Vai ser jogado fora – foi a resposta. Mais tarde, perguntei por que esse efluente não era

O saneamento foi para o esgoto, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Concluídas as eleições municipais – com a mídia saboreando a derrota do PT e a vitória do PSDB -, voltamos à política real. A aprovação da PEC 241 pelos deputados sofreu uma crítica profunda por parte do Conselho Permanente da CNBB. Pena que a nota demorou, mas ainda há tempo, já que vai tramitar pelo Senado agora como PEC 55. Um dos itens que teve debate zero nessas eleições municipais, tão

PAC 1 concluiu apenas metade das obras de esgoto em 8 anos, diz levantamento

   Pouco menos da metade (49%) das obras de esgoto da primeira fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1) foi concluída. Segundo levantamento divulgado ontem (28) pelo Instituto Trata Brasil, das 111 obras 54 foram finalizadas, 34 estão em andamento e 23 estão paralisadas. O estudo foi feito a partir da consulta aos agentes (municípios e governos estaduais) que conseguiram recursos disponibilizados pelo governo federal para ampliar essa infraestrutura. O

Projeto de Lei que abranda punição para empresas de saneamento por crime ambiental fere Constituição

  Em nota técnica encaminhada ao Congresso Nacional, MPF alerta para prejuízos ao meio ambiente     A Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público Federal (MPF) alerta para inconstitucionalidade e para o risco de fragilização do meio ambiente do Projeto de Lei n. 165/16 do Senado Federal, que prevê punições mais leves para as empresas de saneamento básico que infringirem à Lei de Crimes Ambientais. O entendimento do MPF está

Top