Um bilhão de litros de chorume são despejados todo ano na Baía de Guanabara

    ABr* No Dia Mundial da Água é comemorado este ano, no Rio de Janeiro, com a constatação de que um bilhão de litros de chorume são despejados na Baía de Guanabara todo ano, de acordo com denúncia do Movimento Baía Viva. Chorume é o líquido poluente de cor escura e mau cheiro, originado de processos biológicos, químicos e físicos da decomposição de resíduos orgânicos. O vazamento de chorume proveniente do lixão de

Em 20 anos, o avanço do saneamento no Brasil pode reduzir gastos com saúde em mais de R$ 7 bilhões

  Saneamento no Brasil e conservação da água - Melhor qualidade da água traz benefícios à saúde e à economia     Com a maior reserva de água doce do mundo, o Brasil ainda sofre com a falta de medidas para a conservação desse recurso essencial para a vida e para a atividade econômica. Segundo o levantamento mais recente divulgado pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico (SNIS), 35 milhões de brasileiros não

RJ, 20 a 26 de março – Workshop gratuito debate sobre remoção de nutrientes nas águas e efluentes

  Parceria entre Poli-UFRJ e a Universidade de Stuttgart (USTUTT) traz novidades sobre as principais tecnologias de tratamento de efluentes.     Com objetivo de debater a respeito de como remover nutrientes presentes na água e efluentes, e adequá-los para o padrão de qualidade vigente, a Escola Politécnica da UFRJ (Poli-UFRJ), através do Departamento de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (DRHIMA), em parceria com a Universidade de Stuttgart (USTUTT) e o Instituto de Química

Natal – RN com alta concentração de nitratos na água nos poços? Isso é fácil de resolver, artigo de Paulo Afonso da Mata Machado

  INTRODUÇÃO A cidade de Natal é suprida, principalmente, por água subterrânea que, apesar de apresentar boa qualidade biológica, contém alta concentração de nitratos, já tendo sido observada concentração superior a 80 mg/L, o que motivou o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (2007) a mover ação contra a concessionária estadual, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte – CAERN. As principais fontes de contaminação da

Saneamento e violência armada são distribuídos de maneira desigual nos territórios

Saneamento e violência armada - O que determina o quê? Por Maíra Mathias - EPSJV/Fiocruz   "A relação do saneamento com saúde não é óbvia", obervou Alexandre Pessoa, professor-pesquisador da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz) para uma plateia repleta de estudantes da educação de jovens e adultos, a EJA. O mesmo poderia ser dito da violência, tema candente no debate público normalmente vinculado à segurança, mas raramente abordado como problema de saúde.

Estudo mostra que uma em cada quatro mulheres no país não tem acesso a saneamento básico

Uma em cada quatro mulheres no país não tem acesso adequado a infraestrutura sanitária e saneamento, conforme mostra um estudo do Instituto Trata Brasil, divulgado ontem (24). ABr     A falta desses serviços a 27 milhões de brasileiras contribui para reforçar as desigualdades de gêneros, pois impactam a saúde, o acesso à educação e à renda, além do bem-estar dessas mulheres, conforme as conclusões da pesquisa O Saneamento e a Vida da Mulher

Menos de 40% das cidades brasileiras têm política de saneamento

  Entre os 5.570 municípios brasileiros, 2.126 têm política de saneamento básico, mesmo que não seja regulamentada por instrumento legal, o que equivale a 38,2% do total. Apesar do baixo percentual, o índice avançou 10 pontos percentuais desde 2011, quando 28,2% tinham uma política estruturada para a área, que engloba os serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e manejo de resíduos sólidos. Os dados foram divulgados ontem (19) pelo Instituto

Quase 35% das cidades tiveram casos de doenças ligadas ao saneamento

  Em 2017, 34,7% dos 5.570 municípios brasileiros relataram casos de endemia ou de epidemia de doenças relacionadas a condições deficientes de saneamento básico. A dengue foi a doença mais citada, com registro em 1.501 cidades, ou 26,9% do total, seguida da diarreia, com 23,1%. Em terceiro lugar, aparecem as verminoses e a chikungunya, com registro em 17,2% municípios cada, e depois zika, citada por 14,6% das prefeituras. Os dados estão na

Doenças ligadas à falta de saneamento geram custo de R$ 100 mi ao SUS

  As internações hospitalares de pacientes no Sistema Único de Saúde (SUS), em todo o país, por doenças causadas pela falta de saneamento básico e acesso à água de qualidade, ao longo de 2017, geraram um custo de R$ 100 milhões. De acordo com dados do Ministério da Saúde, ao todo, foram 263,4 mil internações. O número ainda é elevado, mesmo com o decréscimo em relação aos casos registrados no ano anterior, quando

Esgoto tratado reduz índice de doenças no Triângulo Mineiro; Uberlândia e Uberaba são destaque em indicadores de saneamento

  Com praticamente 100% de esgoto tratado, Uberlândia e Uberaba, os dois municípios mais populosos do Triângulo Mineiro, oeste de Minas Gerais, se destacam entre as dez cidades com melhor saneamento básico do país. Na terra do pão de queijo e de belas montanhas, não são apenas a gastronomia e a paisagem natural que têm chamado a atenção. A reportagem da Agência Brasil passou três dias na região e constatou que investimentos públicos realizados ao longo

Cientistas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) produzem fertilizante com lodo de esgoto

  Lodo de esgoto: Resíduos tratados formam composto organomineral para uso em plantação de cana-de-açúcar Por Diélen Borges, UFU Quando a crise de investimentos em pesquisa veio à tona para o público em geral, há cerca de um mês, viralizou nas redes sociais o comentário de um internauta que minimizava a importância da ciência em detrimento de saneamento básico, que ainda não chega a metade da população brasileira. Muitos dos compartilhamentos rebatiam o comentário, demonstrando o quanto

Proposta de checklist para monitoramento da amostragem de efluentes líquidos

  Pauta: Saneamento, Esgoto, Efluentes Líquidos   O descarte em corpos d’água de efluentes líquidos industriais não tratados gera impactos ambientais negativos. No caso de lançamento dos efluentes líquidos em sistemas de coleta de esgotos sanitários, é necessário atender a programas de monitoramento de efluentes líquidos, quando pertinente, regulados pela companhia de saneamento local. Em Minas Gerais, Brasil, alguns geradores de efluentes líquidos podem optar pelo lançamento na rede coletora da Companhia de

Top