Rio de Janeiro: Justiça Federal aceita denúncia contra Cedae por poluição na Baía de Guanabara e Oceano

    Os crimes foram cometidos em cinco estações de tratamento de esgoto desde 2015 A Justiça Federal do Rio de Janeiro aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra a Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae) e seus ex-diretores e gerente pelo crime de poluição com o lançamento de esgoto não tratado em cinco estações diferentes, e que foram despejados na Baía de Guanabara e no Oceano Atlântico. O

O que está por trás da crise da água no Rio

IHU Há três semanas, muitos cariocas lidam com água turva e malcheirosa saindo das torneiras, enquanto nos mercados o preço da água mineral assusta consumidores. Crise traz temor de consequências graves para saúde pública. A reportagem é de Thomas Milz, publicada por Deutsche Welle, 21-01-2020. No bairro Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro, Elton Luiz vai de supermercado em supermercado em busca de água mineral, mas na maioria das lojas as prateleiras estão vazias. E, quando encontra, o

Estudo do WRI aponta que, em média, 62% dos esgotos e resíduos humanos são gerenciados de maneira insegura

Saneamento seguro e acessível, ainda um sonho para muitos lares no Sul global Nova pesquisa constata que quase dois terços do esgoto e dos resíduos humanos de 15 grandes cidades do mundo são administrados de maneira insegura, agravando a crise do saneamento urbano Por Karol Domingues, AViV, para o EcoDebate A população urbana que carece de serviços de saneamento gerenciados com segurança em todo o mundo aumentou de 1,9 bilhão em 2000 para

Artigo analisa dificuldades de acesso à água potável e saneamento básico na Amazônia

    Tecnologias testadas enfrentam dificuldades impostas pela dinâmica de alagamentos da várzea, ecossistema amazônico, e também por questões culturais Por Júlia de Freitas Segundo levantamentos da ONU, cerca de 30% da população mundial não tem acesso adequado a água limpa e a serviços de saneamento e 12% ainda praticam a defecação à céu aberto. O acesso inadequado a estes serviços básicos gera, diariamente, milhares de mortes por doenças evitáveis. No Brasil, as dificuldades de

Saneamento deve ser o objetivo, a despoluição de rios apenas uma boa decorrência, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

    [EcoDebate] Nesse nosso Brasil de sinais trocados o governador Dória anuncia, mais uma vez, um projeto de despoluição do rio Pinheiros. Para tanto seriam implantadas algumas medidas para melhorar o saneamento básico da bacia hidrográfica desse maltratado canal de dejetos em que foi transformado o Ainda que o referido projeto não preveja a extensão dos serviços de saneamento básico por todos os bairros da bacia, como também uma total despoluição do

Saneamento básico no Brasil: a infraestrutura que não chega ao esgoto, artigo de Lucas Dezordi

    [EcoDebate] O acesso da população aos serviços de saneamento básico está diretamente relacionado aos indicadores de desenvolvimento humano. Economias maduras necessariamente apresentam índices satisfatórios e de referência internacional. É conhecido que a melhora de indicadores de saúde, tais como expectativa de vida, taxa de mortalidade infantil e doenças epidêmicas de origem hídrica são obtidos a partir da universalização dos serviços de água e esgoto. O Brasil está muito longe dessa

Técnica permite cultivar cianobactérias para bioenergia e, ao mesmo tempo, limpar a água de estações de tratamento de efluentes

  Técnica permite cultivar cianobactérias para bioenergia Idaho National Laboratory/DOE* As florações de cianobactérias têm bloqueado as vias fluviais em todo o mundo, desde estuários na Flórida até a bacia do rio Mississippi e lagos na China. E as toxinas que as cianobactérias produzem são prejudiciais aos seres humanos, aos animais de estimação e à vida selvagem. Esses organismos fotossintéticos, também chamados de algas verde-azuladas, crescem em fontes humanas de nitrogênio e fósforo, incluindo

PL que institui novo marco legal para saneamento básico no país chega à Câmara dos Deputados sob críticas de todos os lados

    Por Martha Esteves - EPSJV/Fiocruz A proposta de um novo marco legal para o saneamento básico chegou à Câmara dos Deputados com o 'mérito' de desagradar tanto seus críticos, quanto seus defensores. Isso porque os governadores obtiveram uma vitória importante no último lance da disputa, assegurando a renovação dos contratos já firmados entre companhias estaduais de saneamento e municípios, que são os entes titulares da prestação destes serviços. A mudança desagradou

Alguns tópicos em saneamento básico artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Saneamento básico são as atividades relacionadas com o abastecimento de água potável, o manejo de água pluvial, a coleta e tratamento de esgoto, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos e o controle de pragas e de qualquer tipo de agente patogênico, visando à manutenção da saúde das populações. É o conjunto de procedimentos adotados numa determinada região visando a proporcionar uma situação higiênica saudável para os habitantes. Trata-se de

No país, 72,4 milhões de pessoas moram em domicílios sem acesso à rede geral de esgoto

  Em 2018, estima-se que 66,3% do total de domicílios do país tinham acesso a rede geral ou fossa ligada à rede para escoamento de esgotos. No Sudeste 88,6% dos domicílios tinham ligação à rede geral ou fossas ligadas à rede geral de esgotos. Os menores percentuais estavam no Norte (21,8%) e Nordeste (44,6%). No país, 72,4 milhões de pessoas residiam em domicílios sem acesso à rede geral coletora de esgotos. De

SP: Projeto Aquapolo, projeto de produção de água de reúso, transforma esgoto tratado em água industrial, por Paulo Afonso da Mata Machado

    O Projeto Aquapolo é um marco na história do Saneamento brasileiro, onde a SABESP e a BRK Ambiental transformam o esgoto tratado em água industrial. Esse projeto tem números impressionantes: a adutora que conduz o esgoto tratado ao Aquapolo tem 17 km de extensão; a área construída tem 15.000 metros quadrados; os dois tanques de armazenamento de água têm, em conjunto, capacidade para 70.000 litros; a rede de distribuição de água

Cientistas de Brasil e Holanda empregam algas unicelulares do gênero Chlorella na gestão de resíduos gerados no tratamento de esgoto

  Algas são usadas para despoluir esgoto e produzir adubo Uma parceria entre pesquisadores brasileiros e holandeses está mostrando que é possível transformar a chamada água negra – fração mais “pesada” do esgoto doméstico, composta basicamente de uma mistura pouco diluída de fezes e urina que vem do vaso sanitário – em uma espécie de fazenda de algas. Jornal da USP Ao crescer com a ajuda dos nutrientes desse efluente, as algas unicelulares do

Top