Doenças ligadas à falta de saneamento geram custo de R$ 100 mi ao SUS

  As internações hospitalares de pacientes no Sistema Único de Saúde (SUS), em todo o país, por doenças causadas pela falta de saneamento básico e acesso à água de qualidade, ao longo de 2017, geraram um custo de R$ 100 milhões. De acordo com dados do Ministério da Saúde, ao todo, foram 263,4 mil internações. O número ainda é elevado, mesmo com o decréscimo em relação aos casos registrados no ano anterior, quando

Esgoto tratado reduz índice de doenças no Triângulo Mineiro; Uberlândia e Uberaba são destaque em indicadores de saneamento

  Com praticamente 100% de esgoto tratado, Uberlândia e Uberaba, os dois municípios mais populosos do Triângulo Mineiro, oeste de Minas Gerais, se destacam entre as dez cidades com melhor saneamento básico do país. Na terra do pão de queijo e de belas montanhas, não são apenas a gastronomia e a paisagem natural que têm chamado a atenção. A reportagem da Agência Brasil passou três dias na região e constatou que investimentos públicos realizados ao longo

Cientistas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) produzem fertilizante com lodo de esgoto

  Lodo de esgoto: Resíduos tratados formam composto organomineral para uso em plantação de cana-de-açúcar Por Diélen Borges, UFU Quando a crise de investimentos em pesquisa veio à tona para o público em geral, há cerca de um mês, viralizou nas redes sociais o comentário de um internauta que minimizava a importância da ciência em detrimento de saneamento básico, que ainda não chega a metade da população brasileira. Muitos dos compartilhamentos rebatiam o comentário, demonstrando o quanto

Proposta de checklist para monitoramento da amostragem de efluentes líquidos

  Pauta: Saneamento, Esgoto, Efluentes Líquidos   O descarte em corpos d’água de efluentes líquidos industriais não tratados gera impactos ambientais negativos. No caso de lançamento dos efluentes líquidos em sistemas de coleta de esgotos sanitários, é necessário atender a programas de monitoramento de efluentes líquidos, quando pertinente, regulados pela companhia de saneamento local. Em Minas Gerais, Brasil, alguns geradores de efluentes líquidos podem optar pelo lançamento na rede coletora da Companhia de

Conselho de Arquitetura e Urbanismo critica Medida Provisória do Saneamento Básico

  Para entidade, proposta afronta o desenvolvimento saudável de nossas cidades A reforma do marco legal do saneamento básico proposta pela Medida Provisória 844/18, publicada dia 9 de julho no Diário Oficial, “é uma afronta ao desenvolvimento saudável de nossas cidades por sobrepor o interesse das empresas que operam no setor do saneamento básico ao interesse público”, no entendimento do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil. Segundo manifesto da entidade, a MP

Saneamento: precisamos falar e agir, artigo de Monica Pertel

    [EcoDebate] No mês em que temos uma data mundial para chamar atenção para as questões do meio ambiente, falar sobre saneamento básico no Brasil e despertar o interesse do leitor não é nada fácil. Mesmo com mais de dez anos após a aprovação da Lei de Saneamento – 11.445/07, o assunto ainda é desconhecido pela maioria dos brasileiros. Apenas com a Lei de 2007 ficou claro que saneamento básico é o

Saneamento Nada Básico: Baía de Guanabara vive um conflito silencioso em meio à poluição

  Por Mariana Simões e Gabriele Roza, da Agência Pública     Baía de Guanabara: Patrimônio da Humanidade e cartão-postal do Rio de Janeiro. Ali, no noroeste do seu espelho d’água, em um pequeno afluente conhecido como rio Roncador, uma fileira de canos longos sai das casinhas de tijolo vermelho que beiram a margem. O pescador Alaildo Malafaia pede para a sua vizinha ligar a torneira da cozinha. Do lado de fora, ele assiste à

Saneamento básico. Planejamento, regulação e operação: os critérios para a sua universalização

    Saneamento básico. Planejamento, regulação e operação: os critérios para a sua universalização. Entrevista especial com Pedro Scazufca IHU As 20 maiores cidades brasileiras que alcançaram melhor desempenho no Ranking do Saneamento 2018, feito pelo Instituto Trata Brasil e a GO Associados, foram as que fizeram maiores investimentos no setor. Segundo Pedro Scazufca, um dos responsáveis pelo estudo, “o investimento médio anual por habitante dos vinte melhores municípios está em R$ 85 e

Mais da metade do esgoto produzido no Brasil vai para a natureza sem qualquer tipo de tratamento

    Eliane Gonçalves, da Radioagência Nacional Segundo os dados do SNIS, o Sistema Nacional de Informações sobre o Saneamento, de cada 100 litros de esgoto produzido no ano de 2016, menos de 45 litros foram tratados. O restante, ou seja 55% do total, foi lançado na natureza sem qualquer tipo de tratamento. Os números mostram que enquanto o fornecimento de água potável já está próximo à universalização, a coleta e o tratamento do

Investimento anunciado pelo governo representa apenas 25% do valor necessário para cumprir a meta do plano de saneamento

    Por Cristiano Carlos, Agência Rádio Mais Marco regulatório atual não prevê metas para estados e municípios, diz João Paulo Papa O governo Federal anunciou a liberação de dois bilhões de reais para serem gastos com saneamento básico em 76 municípios brasileiros. Além disso, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, revelou que serão liberados mais 3,5 bilhões de reais para o setor, em abril. Os valores já superam em quase duas vezes os investimentos

Saneamento avança menos de 1% nas cidades mais populosas, aponta o Ranking do Saneamento 2017

    Parcerias público-privadas podem elevar investimentos no setor, acredita senador Por Cristiano Carlos e Sara Graziela, Agência Rádio Mais As melhorias e avanços nas políticas, em obras e infraestrutura no setor de saneamento básico das 100 cidades mais populosas do país foram tímidas nos últimos três anos. De acordo com o Ranking do Saneamento 2017, divulgado pelo Instituto Trata Brasil, a coleta de esgoto nas cidades mais populosas avançou menos de 1% entre os

Brasileiros ainda adoecem por falta de saneamento básico, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Raquel Júnia, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/FIOCRUZ), reflete se na sua casa não chegasse água encanada. E se o esgoto da sua rua corresse a céu aberto, ou que todo o seu esgoto doméstico e o de seus vizinhos fosse jogado no córrego mais próximo. Sendo morador de uma das 33 cidades brasileiras que não contam com abastecimento de água, ou de uma das mais de duas

Top