Alguns tópicos em saneamento básico artigo de Roberto Naime

 

esgoto
SP teria 46 mil casos de diarreia a menos com universalização do saneamento – Informação e foto: EBC

 

[EcoDebate] Saneamento básico são as atividades relacionadas com o abastecimento de água potável, o manejo de água pluvial, a coleta e tratamento de esgoto, a limpeza urbana, o manejo de resíduos sólidos e o controle de pragas e de qualquer tipo de agente patogênico, visando à manutenção da saúde das populações.

É o conjunto de procedimentos adotados numa determinada região visando a proporcionar uma situação higiênica saudável para os habitantes.

Trata-se de serviços que podem ser prestados por empresas públicas ou, em regime de concessão, por empresas privadas, sendo esses serviços considerados essenciais, tendo em vista a necessidade imperiosa destes por parte da população, além da sua importância para a saúde de toda a sociedade e para a preservação do meio ambiente.

Entre os procedimentos do saneamento básico, podemos citar: tratamento de água, canalização e tratamento de esgotos, limpeza pública de ruas e avenidas, coleta e tratamento de resíduos orgânicos, em aterros sanitários regularizados ou através de reciclagem.

Com estas medidas de saneamento básico, é possível se garantir melhores condições de saúde para as pessoas, evitando a contaminação e proliferação de doenças. Ao mesmo tempo, garante-se a preservação do meio ambiente.

A falta de saneamento básico, aliada a fatores socioeconômicos e culturais, é determinante para o surgimento de infecções por parasitas, sendo as crianças o grupo que apresenta maior suscetibilidade às doenças infectocontagiosas.

Nos países mais pobres ou em regiões mais carentes, as doenças decorrentes da falta de saneamento básico de natureza virótica ou bacteriana. Estes eventos tendem a ocorrer de forma endêmica. No Brasil, figuram entre os principais problemas de saúde pública e ambiental.

O saneamento básico é, geralmente, uma atividade econômica monopolista em todos os países do mundo, já que seu monopólio é um poder típico do Estado, sendo que este pode delegar, a empresas, o direito de explorar estes serviços através das chamadas concessões de serviços públicos.

Tendo em vista a dificuldade física e prática em se assentar duas ou três redes de água ou esgotos de empresas diferentes no equipamento urbano.

Então geralmente apenas uma empresa, pública ou privada, realiza e explora economicamente esse serviço.

O setor de saneamento básico também se caracteriza por necessidade de um elevado investimento em obras e constantes melhoramentos, sendo que os resultados destes investimentos, na forma de receitas, são de longa maturação.

Por este motivo e outros, a concessão dos serviços de saneamento a empresas privadas deve ser muito bem fiscalizada pelo Estado, uma vez que o objetivo de uma companhia privada é sempre o lucro máximo, o que pode inviabilizar um bom serviço em certos casos, como o de comunidades carentes.

Quem sofreu um arrepio com esta última informação está perdoado. Não se tratam de questões ideológicas. Existe universalidade na negligência, corrupção e incompetência de fiscalização de serviços terceirizados que atuam no país.

 

Dr. Roberto Naime, Colunista do Portal EcoDebate, é Doutor em Geologia Ambiental. Aposentado do corpo Docente do Mestrado e Doutorado em Qualidade Ambiental da Universidade Feevale.

Sugestão de leitura: Civilização Instantânea ou Felicidade Efervescente numa Gôndola ou na Tela de um Tablet [EBook Kindle], por Roberto Naime, na Amazon.

 

Referência: https://pt.wikipedia.org/wiki/Saneamento_básico

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 13/06/2019

Alguns tópicos em saneamento básico artigo de Roberto Naime

, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 13/06/2019, https://www.ecodebate.com.br/2019/06/13/alguns-topicos-em-saneamento-basico-artigo-de-roberto-naime/.

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

2 comentários em “

Alguns tópicos em saneamento básico artigo de Roberto Naime

  1. Dr. Roberto, parabéns pelo artigo.
    Mais de uma empresa de saneamento na cidade pode causar problemas. É o que foi concluído pela OMS, que publicou um manual de normas para potabilização de esgoto, que traduzi e o EcoDebate publicou na edição de 20 de janeiro de 2018 com o título “Manual de Produção de Água Segura por Reúso do Esgoto”.
    Portanto, se for feita a privatização de tratamento de água e de tratamento de esgoto, é conveniente que uma única empresa seja a responsável por ambos e a prefeitura fiscalize essa empresa.

Comentários encerrados.

Top