Darwin, transgênicos e imunodeficiência, Parte 2/2 (Final), artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Antônio Inácio Andrioli embora a maioria dos cientistas financiados pela indústria química continue ignorando os dados disponíveis, determina que a experiência com o cultivo de transgênicos demonstra que essas plantas apresentam uma menor produtividade e carecem de um maior uso de agrotóxicos em relação às plantas convencionais. É sempre bom lembrar que a realidade dos transgênicos, não passou nem perto de solucionar o problema da fome, que depende da distribuição

Darwin, transgênicos e imunodeficiência, Parte 1/2, artigo de Roberto Naime

  "No curso da evolução, entendida não como um processo teleológico ou rigidamente determinado, mas como um processo que contém a cada etapa colossais níveis de contingência, as espécies, inclusive os seres humanos, tornaram se adaptadas aos seus ambientes por meio de um processo de seleção natural de variações inatas, operando numa escala cronológica de milhões de anos. Então, segundo esta perspectiva, nós deveríamos ter muita cautela ao fazer mudanças ecológicas

Contaminação da biodiversidade por transgênicos, Parte 6/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] NODARI et. al. (2010) registram que já em 1989, pelo menos 15 anos antes da liberação no meio ambiente da primeira planta transgênica, o tomate Flavr Svr segundo TIEDJE et al. (1989), se anteciparam os principais riscos ambientais. A criação de novas pragas e plantas daninhas, um aumento das pragas já existentes por meio da recombinação gênica entre a planta transgênica e outras espécies filogeneticamente relacionadas e a produção de

Contaminação da biodiversidade por transgênicos, Parte 5/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] NODARI et. al. (2010) dizem que ao contrario de contribuir, os transgênicos reduzem as inovações e a manutenção dos conhecimentos das comunidades locais e indígenas limitando práticas como a troca e a seleção de sementes. Os transgênicos podem precipitar a perda de conhecimento tradicional pela dependência da compra de sementes e insumos associados. Isto poderia causar uma mudança drástica em termos de sustentabilidade e estabilidade das comunidades locais e indígenas,

Contaminação da biodiversidade por transgênicos, Parte 4/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] NODARI et. al. (2010) manifesta que uma das grandes preocupações existentes em âmbito mundial como no Brasil se refere ao desafio de assegurar ao ser humano uma alimentação adequada e saudável, sem comprometer a sustentabilidade do planeta. Segundo o ex-Ministro do Meio Ambiente do Peru, o Dr. Antonio Brack, a humanidade dispõe hoje de uma mesa bem servida de alimentos variados graças a milhares de anos de processos de domesticação

Contaminação da biodiversidade por transgênicos, Parte 3/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] NODARI et. al. (2010) registram que no Brasil, a estratégia voltada à conservação “on farm” vem sendo implementada aos poucos por meio de uma ampla rede de ações dirigidas à manutenção de recursos genéticos na propriedade rural, particularmente aqueles de interesse agrícola, a chamada agrobiodiversidade. Essas ações contam com uma efetiva participação de movimentos e organizações sociais, onde a ênfase é dirigida para o resgate, conservação de variedades crioulas ou

Contaminação da biodiversidade por transgênicos, Parte 2/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] NODARI et. al. (2010) assinala que neste inicio do Século XXI, o cenário é marcado fortemente por duas características. A primeira, é que a eficiência do ciclo do melhoramento diminui muito para muitas espécies, sendo que um dos principais fatores é a baixa variação genética utilizada a cada novo ciclo, já que nem todos os agricultores continuaram a fazer inovações. Isto resulta que a maioria dos cultivares, por exemplo, de

Contaminação da biodiversidade por transgênicos, Parte 1/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] NODARI et. al. (2010) asseveram que biodiversidade significa mais do que a riqueza de espécies, pois inclui também os ecossistemas. Mais do que manter a vida no planeta, a biodiversidade, está intimamente relacionada com a cultura e a socioeconomia de todos os povos. Desta forma, a erosão genética tem consequências múltiplas, muitas delas imprevisíveis. Os efeitos das mudanças climáticas, a disseminação de espécies invasoras, a expansão da fronteira agrícola e

Os transgênicos e as hidrelétricas, artigo de Nagib Nassar

    [EcoDebate] Em seu artigo titulado Transgênicos e Hidrelétricas publicado no Estadão o professor José Goldemberg, enfatiza beneficio dos transgênicos e disse que eles são feitos para proteger plantas de pragas. Discordo do ilustre cientista, a começar por ele dizer vantagens não verdadeiras dos transgênicos . Sabe se que o único transgênico plantado para essa finalidade no Brasil é Milho Bt. Assim o Doutor esqueceu ou fez esquecer que para essa finalidade

As monoculturas da mente, Parte 3/3, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Continuando a digressão de Vandana Shiva, física, escritora e ativista ambiental, o entrevistador Barsamian reflete que ela está empregando cada vez mais a terminologia da violência e da guerra, ao que ela argumenta que “a questão da violência é importante porque todo o paradigma da tecnologia como tem emergido e o paradigma econômico da globalização estão baseados na guerra. Você começa a desenvolver geneticamente uma semente. Onde isso começa?

As monoculturas da mente, Parte 2/3, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Prosseguindo a digressão de Vandana Shiva, física, escritora e ativista ambiental, foi indagada sobre eventos políticos internos da Índia, assim se referindo “o governo da Índia não abraçou a globalização de maneira voluntária. Em 1991, o Banco Mundial disse basicamente “Vocês tem de se ajustar estruturalmente”. Durante esse período, tínhamos um movimento muito intenso começado em 1988, quando os Estados Unidos mudaram suas leis de comércio e os representantes

As monoculturas da mente, Parte 1/3, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Vandana Shiva, física, escritora e ativista ambiental, é figura de destaque no movimento anti-globalização e consultora para questões ambientais da “Third World Network”. Entre suas atividades mais recentes, incluem-se iniciativas de ampla divulgação para a preservação das florestas da Índia, luta em favor das sementes como patrimônio da humanidade e programas sobre biodiversidade dirigidos a diferentes coletividades, além de pesquisas para o desenvolvimento de uma nova estrutura legal para

Top