Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.724, de 23/11/2012

    Os sentidos do lulismo, artigo de Montserrat Martins A população da China em 2100, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Pequena dose de economia ecológica, artigo de André Aroeira Pacheco A influência dos desastres naturais que ocorrem no Brasil sobre a saúde das populações humanas, artigo de Alyne Foschiani Helbel Escola, poder e democracia, artigo de Nei Alberto Pies Autoridades de São Vicente aguardam resultado de testes para discutir envio

Os sentidos do lulismo, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Indispensável para compreender a política atual, o livro com esse título é uma aula de ciências sociais, descrevendo “uma revolução epistemológica para a qual ainda não dispomos das ferramentas adequadas”. Escritos pró e contra os governos dos últimos 10 anos costumam ser superficiais, ou tendenciosos. André Singer é uma exceção a essa regra: mesmo sendo ex porta-voz presidencial, se mantém como observador científico dos fatos, cujos sentidos tenta interpretar.

A população da China em 2100, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A China tem a maior população nacional entre todos os países do mundo, desde o início dos registros históricos das civilizações. O “Império do Meio” foi também a maior economia do mundo até o século XVIII. Agora, no século XXI, a China volta, em um patamar mais elevado, a disputar a hegemonia econômica mundial. A população da China era de 550,8 milhões de habitantes em 1950 e chegou a 1,34

Pequena dose de economia ecológica, artigo de André Aroeira Pacheco

    [EcoDebate] Estive lendo algumas semanas o artigo entitulado Sitiante recompôs 80% da mata de seu sítio e criou a primeira RPPN de Amparo (SP)[1] em uma das minhas leituras diárias do profundamente inspirador boletim do site EcoDebate, que, à la Christopher Hitchens, lhe sugiro com veemência. Em um daqueles exemplos impressionantes de altivez que surgem de tempos em tempos na TV, embora eu duvide muito que esse tipo de noticia vá ser pauta

A influência dos desastres naturais que ocorrem no Brasil sobre a saúde das populações humanas, artigo de Alyne Foschiani Helbel

    [EcoDebate] O termo “desastre” é designado para tratar de resultados adversos provocados por eventos distintos; no que tange aos desastres naturais, estes podem estar relacionados com a geodinâmica terrestre externa (causa eólica; relacionados com temperaturas externas; com o incremento ou com a intensa redução das precipitações hídricas), assim como com a geodinâmica terrestre interna (abalos sísmicos, maremotos, tsunamis, erupções vulcânicas, movimentos gravitacionais de massas e processos de transportes de massas),

Escola, poder e democracia, artigo de Nei Alberto Pies

    Os homens constroem paredes demais e pontes de menos (D. Pire). [EcoDebate] A escola pública e democrática é hoje uma conquista institucionalizada, mas que, na prática, ainda está longe de ser realidade plenamente vivenciada na escola. A escolha democrática das direções escolares ainda não permitiu condições democráticas de organizar as escolas a partir de uma base curricular, de propostas pedagógicas, de metas e da organização do quadro dos professores (distribuição da

Autoridades de São Vicente aguardam resultado de testes para discutir envio de material tóxico para Camaçari

    A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de São Vicente, no litoral paulista, pretende aguardar por um resultado positivo da queima do material contaminado por resíduos industriais tóxicos que vai ser transportado de Cubatão para Camaçari, na Bahia, antes de exigir que a empresa Rhodia dê a mesma destinação às cerca de 33 mil toneladas de material semelhante que, há décadas, estão armazenadas em um terreno vicentino, à espera de destinação

Parlamentares e população baiana reagem contra envio de material tóxico de Cubatão para Camaçari

    Parlamentares e cidadãos baianos prometem agir para impedir que toneladas de resíduos industriais tóxicos – há décadas armazenados pela empresa multinacional Rhodia em terrenos de Cubatão (SP), sejam transportados e queimados em Camaçari, na região metropolitana de Salvador (BA). Após a Agência Brasil divulgar, nesta terça-feira (20), com exclusividade, que o Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) da Bahia e a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) de

RJ: Duque de Caxias promove conferência sobre meio ambiente sem resolver coleta de lixo

  Lixo em Duque de Caxias. Foto no blogue do jornalista ALBERTO MARQUES   Em meio a problemas com a coleta de lixo, o município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, promove a partir de ontem (22) a 6ª Conferência Municipal de Meio Ambiente, com a participação de representantes do poder público e da sociedade civil. Entre os painéis da conferência, que vai até sábado (24), estão Recursos Hídricos e Saneamento e

Especialistas dizem que Nordeste tem água, mas falta capilaridade na distribuição

    A fome, sede e as perdas agrícolas enfrentadas, anualmente, por quase 20 milhões de brasileiros que vivem no Semiárido nordestino, poderiam ser evitadas se existisse um programa de abastecimento de água para a região nos mesmos moldes do Programa Luz para Todos. O defensor da proposta, João Abner Guimarães Júnior, especialista em recursos hídricos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), garante que o novo sistema solucionaria, inclusive, os

Investimento anual de R$ 20 por pessoa pode sanar falta de água no NE, diz professor

  Audiência Pública: Questão da seca no Nordeste Brasileiro. Foto de Sérgio Almeida / Agência Câmara   A estiagem no Nordeste, que já atingiu mais de 10 milhões de pessoas, foi discutida na audiência. O professor e pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) João Abner Guimarães Júnior defendeu, nesta quinta-feira (22), a implementação de uma espécie de programa “Água para Todos”, nos moldes do atual “Luz para Todos”, para resolver

PI: MPF quer que Polícia Federal apure crimes ambientais envolvendo qualidade da água distribuída à população

    Ministério Público Federal quer que a Polícia Federal apure a existência de crimes ambientais envolvendo a qualidade da água distribuída à população piauiense e a degradação dos rios Poti e Parnaíba O Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI), por meio do procurador regional dos direitos do cidadão Kelston Pinheiro Lages, requisitou à Polícia Federal a abertura de dois inquéritos para apurar a existência de crimes ambientais envolvendo a qualidade da água

Top