Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.552, de 19/03/2012

  Aonde o povo está, artigo de Montserrat Martins SINIR - Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão de Resíduos Sólidos, artigo de Antonio Silvio Hendges Indígenas denunciarão, na Cúpula dos Povos, violação de direitos e violência que sofrem no Brasil Grupo Carta de Belém lança documento sobre Redd e Pagamento por Serviços Ambientais Lixões ou aterros controlados são destino de 70% dos resíduos produzidos no país Tratamento adequado do lixo

Aonde o povo está, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] “Todo artista tem de ir aonde o povo está”, um verdadeiro hino na voz de Mílton Nascimento, bem que podia servir de exemplo para os políticos também. No caminho entre as promessas dos eleitos e a desilusão dos eleitores, encontramos grandes pressões do poder econômico e muitos interesses fisiológicos menores. Felizes os momentos em que vemos lampejos de coragem dos governantes, também movidos a pressões (sociais), em que vislumbramos

SINIR – Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão de Resíduos Sólidos, artigo de Antonio Silvio Hendges

  [EcoDebate] O Plano Nacional de Resíduos Sólidos faz uma avaliação bastante breve das perspectivas de implantação do Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão de Resíduos Sólidos – SINIR que deve ser implantado até dezembro/2012 para disponibilizar estatísticas e indicadores, coletar e sistematizar dados e informações sobre os serviços públicos e privados de gestão e gerenciamento de resíduos, caracterizar as demandas e ofertas de serviços necessários, avaliar as metas, resultados

Indígenas denunciarão, na Cúpula dos Povos, violação de direitos e violência que sofrem no Brasil

  As associações indígenas brasileiras vão utilizar a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, prevista para junho, no Rio de Janeiro, a fim de denunciar os problemas vividos pelos índios no país. “A gente está pensando em utilizar a Cúpula [dos Povos, evento paralelo à Rio+20] para dar visibilidade aos grandes problemas de violação de direitos e de violência que os povos indígenas vivem hoje no Brasil”, disse à

Grupo Carta de Belém lança documento sobre Redd e Pagamento por Serviços Ambientais

  O documento “Quem ganha e quem perde com o Redd e Pagamento por Serviços Ambientais?” traz o posicionamento de mais de 30 organizações e movimentos sociais sobre mecanismos econômicos, cuja adoção tem se popularizado no Brasil. A nova proposta do Código Florestal dedica um capítulo ao assunto. A iniciativa é fruto do seminário “Redd+ e Pagamento por Serviços Ambientais x Bens Comuns”, realizado em novembro de 2011. Alertas e propostas O grupo alerta

Lixões ou aterros controlados são destino de 70% dos resíduos produzidos no país

  Cerca de 70% do lixo produzido no país estão em lixões ou em aterros controlados, chamados de lixões melhorados por serem áreas que dispensam a coleta e o tratamento do chorume. Apenas 27,7% das cidades dispõem de aterros sanitários, segundo dados do Ministério das Cidades. Os aterros sanitários, se feitos de acordo com regras ambientais, evitam a contaminação do solo e de lençóis freáticos por resíduos do lixo. A meta do

Tratamento adequado do lixo domiciliar pode gerar US$ 10 bilhões por ano ao país

  O lixo domiciliar, se tivesse tratamento adequado, poderia gerar recursos da ordem de US$ 10 bilhões ao país por ano, dinheiro suficiente para beneficiar a população brasileira com cestas básicas e um plano habitacional. A estimativa é do economista Sabetai Calderoni, presidente do Instituto Brasil Ambiente e do Instituto de Desenvolvimento Sustentável. Calderoni acredita que o país vai conseguir captar cerca de 80% desse valor em cinco a dez anos. Para

Rio de Janeiro, uma cidade que se lixa para a reciclagem

  No Rio, reciclagem é um lixo - A cidade que vai sediar em três meses a Rio+20, a conferência mundial sobre desenvolvimento sustentável, recicla apenas 3% de seu lixo (a média na Europa é de 40%). O desleixo contribui, por exemplo, para sobrecarregar aterros sanitários como o de Gramacho. Rio só reaproveita 3% das 8,4 mil toneladas de lixo geradas diariamente; Comlurb separa apenas 0,27%. Coleta seletiva é feita em apenas

MPF/PR realiza reunião pública sobre a concessão de Licença de Operação para a UHE Mauá

  O objetivo foi avaliar o cumprimento de diversas condicionantes e obrigações socioambientais por parte do empreendedor O Ministério Público Federal (MPF) realizou nesta sexta-feira, 16 de março, uma reunião para discutir questões relacionadas à concessão de licença de operação da Usina Hidrelétrica Mauá (UHE Mauá), que o Consórcio Energético Cruzeiro do Sul (CECS) requer seja concedida no início do mês de abril. A reunião, promovida pelo procurador da República em Londrina,

Exposição ao chumbo pode causar comportamentos trangressores em jovens

  Carga corporal de chumbo foi verificada pelo esmalte do dente Comportamento agressivo, atos de vandalismo e baixo desempenho escolar. Fatores assim, normalmente associados a problemas psicossociais nos jovens, podem ter uma causa extra. Uma pesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP mostra que a exposição ao chumbo leva ao aumento das atitudes transgressoras e causa prejuízos psicológicos. Pesquisadores estrangeiros já haviam observado danos semelhantes. Agora, a cirurgiã dentista Kelly Polido

Pesquisa indica que composto extraído da pariparoba é capaz de inibir o desenvolvimento do melanoma

  Em pesquisa feita com pele artificial na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, molécula extraída da planta pariparoba barrou a migração das células tumorais da epiderme para a derme Composto impede avanço de melanoma - Testes pré-clínicos feitos na Universidade de São Paulo (USP) revelaram que um composto extraído da pariparoba (Pothomorphe umbellata), arbusto originário da Mata Atlântica, é capaz de inibir o desenvolvimento do melanoma e impedir que as células

‘O consumidor deve aprender a avaliar quando há ou não necessidade de usar sacola plástica’. Entrevista com Ludmila Frateschi

  “Considero um avanço o fato de que a maioria dos brasileiros seja a favor de utilizar as sacolas reutilizáveis. O próximo passo é fazer com que isso se torne um hábito”, avalia a gerente de comunicação do Instituto Akatu. Confira a entrevista. “A briga contra as sacolinhas plásticas não é uma briga com o plástico em si, é uma briga contra a descartabilidade”, esclarece a gerente de comunicação do Instituto Akatu, que

Top