Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.439, de 30/09/2011

  Enchentes: Ajardinem suas calçadas (2), artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos Relato da grave situação da invasão peruana no Acre, por cacique Siã Huni Kuin Hidrelétricas Binacionais na Bacia do Rio Uruguai: fábricas para gerar energia e lucro para as grandes empresas, artigo de Neudicléia de Oliveira Senado aprova criação de 'Bolsa Verde' para ações de preservação do meio ambiente Especialistas discutem na USP estratégias para que a Rio+20 adote

Enchentes: Ajardinem suas calçadas (2), artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

  [EcoDebate] Com o artigo anterior, ENCHENTES: NÃO TIREM A SERAPILHEIRA, iniciamos uma série de textos dedicados à demonstração da importância das medidas ditas não estruturais no combate às enchentes urbanas. Esses textos estão concebidos para, o mais didaticamente quanto o espaço permite, orientar ações técnicas que podem perfeitamente ser adotadas pela sociedade e pelas administrações públicas desde já, por sua simples deliberação, sem nenhuma necessidade burocrática que os desestimule a

Relato da grave situação da invasão peruana no Acre, por cacique Siã Huni Kuin

  HISTÓRIAS DA FAIXA DE FRONTEIRA PERU – BRASIL, TERRAS INDÍGENAS DO POVO HUNI KUIN (KAXINAWÁ) DO RIO JORDÄO, ACRE, BRASIL Por Siä Huni Kuin, José Osair Sales, shaneibu rakaya [cacique geral] do Jordão, 21/09/2011. História do passado e do presente na faixa de fronteira entre o Peru e Brasil, no município de Jordão, na região das Terras Indígenas Huni Kuin do Jordão. [EcoDebate] Falo sobre o conhecimento que eu tenho de

Hidrelétricas Binacionais na Bacia do Rio Uruguai: fábricas para gerar energia e lucro para as grandes empresas, artigo de Neudicléia de Oliveira

  [EcoDebate] Um projeto que já dura mais de trinta anos pelo grande interesse das grandes empresas do setor elétrico, volta a "assombrar” a população que vive ribeirinha no trecho binacional (Brasil/Argentina) da bacia do rio Uruguai: a construção das barragens de Garabi e Panambi. O Governo Brasileiro (MME/ELETROBRÁS) e Argentino (EBISA) prevêem iniciar as obras em 2012, a um custo de oito bilhões de reais. Quando concluídas podem gerar uma

Senado aprova criação de ‘Bolsa Verde’ para ações de preservação do meio ambiente

  Foi aprovada por unanimidade pelo Plenário do Senado nesta quarta-feira (28) a chamada "Bolsa Verde". A proposta, prevista no Projeto de Lei de Conversão 24/2011, decorrente da Medida Provisória 535/2011, institui o Programa de Apoio à Conservação Ambiental, que concede um benefício trimestral a famílias em situação de extrema pobreza que adotarem ações de conservação ambiental. A MP 535/11 cria também o Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, com

Especialistas discutem na USP estratégias para que a Rio+20 adote a Carta das Responsabilidades Universais

  Debater como as demandas da sociedade civil podem ser não apenas ouvidas, mas acolhidas e adotadas na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – a Rio + 20, que será realizada no Rio de Janeiro em junho de 2012 –, foi um dos objetivos do Seminário Rumo à Rio + 20: Ética e Responsabilidades por uma Nova Governança. O encontro, promovido pelo Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP

MPF/MA cobra o funcionamento adequado da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) do Jaracaty, em São Luís

  Estação de Tratamento do Jaracaty, que deveria tratar os esgotos de diversos bairros de São Luís, não possui o seu sistema de desinfecção em operação e não há monitoramentos dos efluentes lançados O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação civil pública contra a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), exigindo o funcionamento adequado da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) do Jaracaty, que está sem sistema de desinfecção

Menos de 20% dos municípios brasileiros fazem coleta seletiva

  Na apresentação do painel Política Nacional de Resíduos Sólidos e Sustentabilidade, o presidente da Associação Técnica Brasileira das Indústrias Automáticas de Vidro, Lucien Bemonte, afirmou que a maior parte das cidades brasileiras não tem nenhuma iniciativa para coleta seletiva de lixo. Segundo ele, menos de 20% dos municípios fazem coleta seletiva. Ele citou como exemplo a cidade de São Paulo, que gera 14 mil toneladas de resíduos por dia, e apenas

Águas subterrâneas: essenciais para o abastecimento público

  Principal fonte de água doce disponível no mundo, as águas subterrâneas são abundantes no Brasil, mas requerem uso racional e medidas de preservação para continuarem a atender às demandas de abastecimento no país, pois atendem a 53% dos municípios As interações ambientais e geológicas que ocorrem entre solo, rochas e águas subterrâneas afetam diretamente o ambiente em que vivemos. No que se refere aos recursos hídricos, segundo a Associação Brasileira de

FAPESP lança Código de Boas Práticas Científicas

  Objetivo é reforçar na comunidade científica paulista uma cultura sólida e bem arraigada de integridade ética da pesquisa mediante um conjunto de estratégias em três pilares: educação; prevenção; e investigação e sanção justas e rigorosas. A FAPESP lançou na terça-feira (27/09) o Código de Boas Práticas Científicas, com o objetivo reforçar na comunidade científica paulista uma cultura sólida e bem arraigada de integridade ética da pesquisa mediante um

Decreto assinado por Dilma desapropria terras reivindicadas há 12 anos por quilombolas mineiros

  Presidenta Dilma Rousseff recebe reresentantes do quilombo Brejo dos Crioulos e assina decreto que beneficiará 500 famílias. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR A presidenta Dilma Rousseff assinou ontem (29) decreto para desapropriar as terras reivindicadas pela comunidade quilombola Brejo dos Crioulos, no norte de Minas Gerais. A medida vai beneficiar mais de 500 famílias de remanescentes de escravos que vivem na região. Desde terça-feira (27), representantes dos quilombolas estão em Brasília reivindicando a

Anvisa não poderá exigir que publicidade de alimentos informe teor de açúcar, gorduras e sódio

  A Justiça Federal decidiu que não compete à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) regular a publicidade de produtos que possam ser nocivos à saúde. A decisão respondeu a um pedido da Associação Nacional das Indústrias de Biscoito (Anib) questionando uma resolução da agência que trata da propaganda de alimentos que contenham “quantidades elevadas de açúcar, de gordura saturada, de gordura trans, de sódio, e de bebidas com baixo teor

Top