Índice da edição de 23/07/2009

Pesquisadores reafirmam a necessidade de garantir a produção sustentável e responsável de biocombustíveis Água subterrânea em Ji-Paraná , RO, artigo de Margarida Marchetto Lula diz que vai não empurrar o projeto de construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte ‘goela abaixo’ de comunidades Minc e Cassel anunciam acordo em benefício da agricultura familiar Mutirão Arco Verde Terra Legal: Agricultura é principal atividade em 59% das terras cadastradas na Amazônia A utopia do desenvolvimento ameaça a

Pesquisadores reafirmam a necessidade de garantir a produção sustentável e responsável de biocombustíveis

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Embora no Brasil qualquer questionamento aos biocombustíveis seja tratado como um crime lesa-pátria, nos EUA e na Europa o tema é consistentemente discutido e questionado. Em tese, os biocombustíveis podem ser produzidos em grandes quantidades e com múltiplas vantagens, mas apenas se forem provenientes de matérias primas produzidas durante um processo com ciclo de vida de baixas emissões de gases de estufa, bem como sem concorrência

Água subterrânea em Ji-Paraná , RO, artigo de Margarida Marchetto

Município de Ji-Paraná ( Wikipédia) [EcoDebate] O Município de Ji-Paraná está localizado na Amazônia Ocidental, porção centro-leste do Estado de Rondônia, na microrregião de Ji-Paraná e na mesorregião do Leste Rondoniense. Com latitude 10º53’07” sul e longitude 61º57'06" oeste, e altitude de 170 metros. Possui área de 6.897 km² representando 2,9% do Estado. Segundo estimativas da Fundação Nacional de Saúde - FUNASA, 40% das residências no município de Ji-Paraná – RO são

Lula diz que vai não empurrar o projeto de construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte ‘goela abaixo’ de comunidades

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu ontem (22) a líderes comunitários e representantes de movimentos sociais ligados ao Rio Xingu que “jamais empurrará o projeto de construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte goela abaixo das comunidades envolvidas”. A informação foi repassada à imprensa pelo presidente do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), dom Erwin Kraütler. Conhecido como Bispo do Xingu, dom Kraütler participou da reunião entre governo, representantes da Eletrobrás

Minc e Cassel anunciam acordo em benefício da agricultura familiar

(22/07/2009) Os ministros do Meio Ambiente, Carlos Minc, e do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, anunciam em entrevista coletiva detalhes do acordo firmado com a agricultura familiar Foto: Valter Campanato/ABr Os ministros do Meio Ambiente, Carlos Minc, e do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, anunciaram ontem (22) um acordo que deverá agilizar as ações governamentais referentes à agricultura familiar. O "acordo histórico”, como foi chamado por Minc, tem como principais propostas o pagamento

Mutirão Arco Verde Terra Legal: Agricultura é principal atividade em 59% das terras cadastradas na Amazônia

A agricultura é a principal atividade econômica em 59% das terras cadastradas no processo de regularização fundiária iniciado a pouco mais de três semanas pelo Mutirão Arco Verde Terra Legal, do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Em seguida, aparece a pecuária como fonte de renda em 33% das posses. A quantidade de pequenas propriedades, com de até quatro módulos fiscais, representa 84,82% dos imóveis. “Esse dado de tamanho de propriedade confirma as

A utopia do desenvolvimento ameaça a floresta

Abraçado por parcela significativa da esquerda que hoje participa do comando de Estados Nacionais, o desenvolvimento em curso arrasa recursos naturais A proposta de consolidar um amplo leque de alianças para resistir aos megaprojetos e planos do poder econômico para a região PanAmazônica, apresentada pelo técnico da FASE Amazônia, Guilherme Carvalho, foi centro dos debates na primeira mesa do Encontro PanAmazônico. Ele definiu o desenvolvimentismo como a “nova utopia” de parcela significativa

BNDES amplia exigências para apoio à cadeia produtiva da pecuária bovina

O BNDES ampliou o conjunto de medidas que visa contribuir para a sustentabilidade da cadeia produtiva da pecuária bovina. As novas diretrizes consolidam critérios socioambientais que serão utilizados para todas as formas de apoio do Banco ao setor. Ou seja, tanto para concessão de financiamento quanto para participação acionária em empresas. Para evitar que o avanço da fronteira agropecuária provoque aumento do desmatamento na Amazônia, o BNDES decidiu ampliar as exigências

Estudo do IBGE revela que a Bacia do São Francisco abriga fortes desigualdades socioespaciais

Bacia do Rio São Francisco. (Wikipédia) A bacia do Rio São Francisco é composta por 506 municípios localizados em sete estados do Brasil. A área ocupa cerca de 7,5% de todo o território brasileiro e concentra 9,6% da população nacional. Entre as principais atividades econômicas estão, por um lado, o cultivo da soja e do algodão, no Cerrado baiano, e a fruticultura em áreas irrigadas do Semiárido, todas voltadas especialmente para

Cai pela metade participação do carvão da Bacia do São Francisco na matriz enérgética do país

A participação do carvão vegetal produzido nos municípios que compõem a Bacia do Rio São Francisco na matriz energética brasileira caiu pela metade entre os anos de 2000 e 2007, passando de 26,17% para 13,79%. Apesar disso, em termos de volume, a redução foi pequena, tendo passado de 374 mil para 349 mil toneladas por ano no período. A atividade, realizada sem os cuidados de manejo ambiental, é um dos principais

Ibama realiza 15 operações de combate ao desmatamento na Amazônia

Desmatamento na Amazônia, em foto de arquivo MMA O Ibama realiza 15 grandes operações simultâneas na Amazônia para combater o desmatamento ilegal e atingir a meta do Plano Nacional de Mudanças Climáticas de reduzir a 9.200 quilômetros quadrados a área de floresta derrubada entre agosto de 2008 e julho de 2009. Mais da metade da fiscalização do Ibama está na Amazônia, fiscais lotados em superintendências e escritórios de vários pontos do Brasil

MPF/AL denuncia usina Sinimbu por crime ambiental

Empresa plantou cana em área de conservação federal, segundo perícia do Ibama O Ministério Público Federal em Alagoas (MPF/AL) denunciou a Usina Cansanção de Sinimbu e seus sócios, João Jorge Vilar Coutinho e Pedro Silveira Coutinho, por crime ambiental. Em abril de 2007, técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) autuaram a usina por cultivo de cana em área de preservação permanente, no município de

Top