Índice da edição de 13/09/2008

Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão É prematuro falar na construção de 50 usinas nucleares no país, diz presidente da Aben Nota do Ecodebate sobre a matéria ‘Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão’ rio madeira: Ribeirinhos são despejados para dar lugar ao lago da UHE Santo Antônio Notas de imprensa sobre julgamento internacional das UHE rio Madeira cana-de-açúcar: Estudo mostra que cultura já

Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou ontem (12), em Angra dos Reis, que o Brasil já definiu como prioritária a retomada do programa nuclear brasileiro e que deverá construir cerca de 50 a 60 usinas nucleares nos próximos 50 anos – com capacidade de geração de aproximadamente mil megawatts cada unidade. Por Nielmar de Oliveira, da Agência Brasil. 4477

Nota do Ecodebate sobre a matéria ‘Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão’

'Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão' [Ecodebate] Já discutimos e questionamos a equivocada opção nuclear deste governo por diversas vezes, mas, como a sandice não parece ter fim, retomamos nossos questionamentos. Em primeiro lugar, construir de 50 a 60 usinas nucleares nos próximos 50 anos equivale a construir uma usina por ano, algo que nem os EUA jamais tentaram. A China, que atualmente investe pesadamente em

rio madeira: Ribeirinhos são despejados para dar lugar ao lago da UHE Santo Antônio

Muito antes de ser emitida a Licença de Instalação da hidrelétrica de Santo Antônio, o consórcio Madeira Energia, responsável pela obra, já “negociava” a saída dos ribeirinhos que terão suas casas, terras e meio de sustento alagados. Apesar da pressão dos povos que serão prejudicados pela barragem, a licença saiu em 11 de agosto, como queriam as principais acionistas do consórcio, Furnas e Odebrecht. 4469

Notas de imprensa sobre julgamento internacional das UHE rio Madeira

1) En riesgo pueblos indígenas aislados por represas Teresa Martínez, Antigua, Guatemala / enviada Vertigo 12 de Septiembre de 2008. La forma de vida de los pueblos indígenas que han vivido absolutamente aislados, lo cual debe ser respetado por completo de acuerdo a la legislación de Brasil, podría ser violentada radicalmente con la construcción de dos represas en el río Madeira, en la selva amazónica, denunció la Asociación de Defensa Etnoambiental Kanindé

cana-de-açúcar: Estudo mostra que cultura já ocupa mais da metade da principal área agrícola do Estado de São Paulo

O avanço da cana - Canavial no interior paulista: pesquisa mostra que cultura propiciou um ganho de quase R$ 1,5 bilhão na renda bruta, mas também representou a perda de 21,5 mil empregos diretos (Foto: Antônio Scarpinetti)Nos quinze anos entre 1988 e 2003, o plantio de cana-de-açúcar saltou de 21% para 44% da cobertura de terras na bacia dos rios Mogi-Guaçu e Pardo, a principal região agrícola paulista. A expansão

Invasão de espécies domésticas ameaça as espécies nativas nos remanescentes de Mata Atlântica

(foto: E. Darvin e R. Silva/USP) Macacos em perigo - O cão é uma excelente companhia para moradores de áreas urbanas e um forte aliado dos proprietários rurais. Mas um estudo feito na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) alerta para o risco do animal de estimação em áreas de conservação ambiental. Por Alex Sander Alcântara, da Agência FAPESP. 4463

Caatinga, muito prazer: estudo mostra que este bioma, pouco conhecido e desvalorizado, sofre com a degradação

A caatinga está em risco: estudo revela que 59% da vegetação original desse bioma já sofreu algum tipo de modificação por atividades humanas. Imagens de satélite e visitas de campo serviram de base para os autores de uma pesquisa que mapeou a degradação dessa vegetação em áreas com mais de 40 hectares em todos os estados nos quais o bioma está presente. Para os cientistas, a constatação da grande depredação

Amazônia: governo flexibiliza regras que proíbem crédito a proprietários rurais em situação ambiental irregular

Pequenos produtores são liberados de apresentar certificado de cadastro rural BRASÍLIA. O governo cedeu ontem à pressão dos nove governadores da Amazônia Legal e aceitou flexibilizar as regras da resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que proíbe bancos públicos e privados de conceder crédito a proprietários rurais da região em situação ambiental irregular, em vigor desde julho. Agora, não será mais exigido de pequenos produtores o Certificado de Cadastro do Imóvel

Minhocas podem ajudar a limpar solo contaminado

Minhocas mudam as características de metais tóxicos Cientistas descobriram como minhocas que consomem metal pesado acabam ajudando plantas a limpar solo contaminado. Pesquisadores da Universidade de Reading, na Inglaterra, encontraram mudanças sutis nas propriedades de metais à medida que minhocas ingeriam e expeliam o solo onde esses metais se encontravam. Por Elizabeth Mitchell, da BBC News 4455

Top