Índice da edição de 13/09/2008

Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão É prematuro falar na construção de 50 usinas nucleares no país, diz presidente da Aben Nota do Ecodebate sobre a matéria ‘Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão’ rio madeira: Ribeirinhos são despejados para dar lugar ao lago da UHE Santo Antônio Notas de imprensa sobre julgamento internacional das UHE rio Madeira cana-de-açúcar: Estudo mostra que cultura já

Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou ontem (12), em Angra dos Reis, que o Brasil já definiu como prioritária a retomada do programa nuclear brasileiro e que deverá construir cerca de 50 a 60 usinas nucleares nos próximos 50 anos – com capacidade de geração de aproximadamente mil megawatts cada unidade. Por Nielmar de Oliveira, da Agência Brasil. 4477

Nota do Ecodebate sobre a matéria ‘Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão’

'Brasil deverá construir 50 usinas nucleares nos próximos 50 anos, afirma Lobão' [Ecodebate] Já discutimos e questionamos a equivocada opção nuclear deste governo por diversas vezes, mas, como a sandice não parece ter fim, retomamos nossos questionamentos. Em primeiro lugar, construir de 50 a 60 usinas nucleares nos próximos 50 anos equivale a construir uma usina por ano, algo que nem os EUA jamais tentaram. A China, que atualmente investe pesadamente em

rio madeira: Ribeirinhos são despejados para dar lugar ao lago da UHE Santo Antônio

Muito antes de ser emitida a Licença de Instalação da hidrelétrica de Santo Antônio, o consórcio Madeira Energia, responsável pela obra, já “negociava” a saída dos ribeirinhos que terão suas casas, terras e meio de sustento alagados. Apesar da pressão dos povos que serão prejudicados pela barragem, a licença saiu em 11 de agosto, como queriam as principais acionistas do consórcio, Furnas e Odebrecht. 4469

Notas de imprensa sobre julgamento internacional das UHE rio Madeira

1) En riesgo pueblos indígenas aislados por represas Teresa Martínez, Antigua, Guatemala / enviada Vertigo 12 de Septiembre de 2008. La forma de vida de los pueblos indígenas que han vivido absolutamente aislados, lo cual debe ser respetado por completo de acuerdo a la legislación de Brasil, podría ser violentada radicalmente con la construcción de dos represas en el río Madeira, en la selva amazónica, denunció la Asociación de Defensa Etnoambiental Kanindé

cana-de-açúcar: Estudo mostra que cultura já ocupa mais da metade da principal área agrícola do Estado de São Paulo

O avanço da cana - Canavial no interior paulista: pesquisa mostra que cultura propiciou um ganho de quase R$ 1,5 bilhão na renda bruta, mas também representou a perda de 21,5 mil empregos diretos (Foto: Antônio Scarpinetti)Nos quinze anos entre 1988 e 2003, o plantio de cana-de-açúcar saltou de 21% para 44% da cobertura de terras na bacia dos rios Mogi-Guaçu e Pardo, a principal região agrícola paulista. A expansão

Invasão de espécies domésticas ameaça as espécies nativas nos remanescentes de Mata Atlântica

(foto: E. Darvin e R. Silva/USP) Macacos em perigo - O cão é uma excelente companhia para moradores de áreas urbanas e um forte aliado dos proprietários rurais. Mas um estudo feito na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) alerta para o risco do animal de estimação em áreas de conservação ambiental. Por Alex Sander Alcântara, da Agência FAPESP. 4463

Caatinga, muito prazer: estudo mostra que este bioma, pouco conhecido e desvalorizado, sofre com a degradação

A caatinga está em risco: estudo revela que 59% da vegetação original desse bioma já sofreu algum tipo de modificação por atividades humanas. Imagens de satélite e visitas de campo serviram de base para os autores de uma pesquisa que mapeou a degradação dessa vegetação em áreas com mais de 40 hectares em todos os estados nos quais o bioma está presente. Para os cientistas, a constatação da grande depredação

Amazônia: governo flexibiliza regras que proíbem crédito a proprietários rurais em situação ambiental irregular

Pequenos produtores são liberados de apresentar certificado de cadastro rural BRASÍLIA. O governo cedeu ontem à pressão dos nove governadores da Amazônia Legal e aceitou flexibilizar as regras da resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que proíbe bancos públicos e privados de conceder crédito a proprietários rurais da região em situação ambiental irregular, em vigor desde julho. Agora, não será mais exigido de pequenos produtores o Certificado de Cadastro do Imóvel

Minhocas podem ajudar a limpar solo contaminado

Minhocas mudam as características de metais tóxicos Cientistas descobriram como minhocas que consomem metal pesado acabam ajudando plantas a limpar solo contaminado. Pesquisadores da Universidade de Reading, na Inglaterra, encontraram mudanças sutis nas propriedades de metais à medida que minhocas ingeriam e expeliam o solo onde esses metais se encontravam. Por Elizabeth Mitchell, da BBC News 4455

UE reduz meta para uso de biocombustível

Um comitê chave do Parlamento Europeu votou ontem pela redução drástica na meta de uso de biocombustíveis no transporte terrestre até 2020 na União Européia (UE), ameaçando o projeto brasileiro de transformar o etanol numa commodity global. Os líderes dos 27 países-membros da UE tinham aprovado a meta de 10% de utilização de etanol e biodiesel, no ano passado, para combater as emissões de gases de efeito-estufa. Por Assis Moreira,

CONAMA, Bolívia e ambientalistas, por Telma D. Monteiro

Depois de três dias em Brasília e de uma frustrante participação na 91a Reunião CONAMA, tenho muitas coisas para contar. A experiência foi enriquecedora e os resultados pífios. Porém, o Presidente do Ibama, Roberto Messias Franco, recebeu uma grande e pública cobrança sobre sua atuação na concessão da licença de instalação da Hidrelétrica Santo Antônio, no rio Madeira. Para acessarem a íntegra do post cliquem aqui Telma D. Monteiro, ATLA -

Top