PA: duas madeireiras são condenadas por desmatamento ilegal

  Desmatamento na Amazônia, em foto de arquivo   Somadas, indenizações a título de danos materiais ao meio ambiente passam de R$ 1,6 milhão. As empresas também terão que reflorestar mais de cem hectares Duas madeireiras foram condenadas pela Justiça Federal no Pará por desmatamento ilegal. A 9ª Vara Federal em Belém, especializada em questões ambientais, condenou a C&N Comércio e Exportação de Madeiras e seus dois proprietários – Carlos Antônio Dias Lourenço e

MPF/PA denuncia responsáveis pelo corte ilegal de mais de 23 mil toras de madeira na reserva extrativista (Resex) Renascer

  Toras apreendidas. Foto de arquivo Ibama Madeireira e cinco pessoas foram acusadas pelo corte ilegal de mais de 23 mil toras de madeira na reserva extrativista Renascer O Ministério Público Federal no Pará (MPF/PA) denunciou à Justiça uma madeireira e cinco pessoas como responsáveis pela extração ilegal, na Reserva Extrativista (Resex) Renascer, no noroeste do Estado, de 64,5 mil metros cúbicos de madeira – mais de 23 mil toras, volume suficiente para

MPF/MT denuncia seis por extração ilegal de madeira na Terra Indígena (TI) do povo Kayabi

  Madeira ilegal. Foto de arquivo Ibama Os acusados também foram denunciados por uso de motosserra em florestas sem licença da autoridade competente, furto e porte ilegal de armas O Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF/MT) denunciou, nesta quinta-feira, 28 de junho, seis pessoas por explorarem ilegalmente madeiras na Terra Indígena (TI) do povo Kayabi, em Apiacás (MT). O crime foi descoberto durante uma fiscalização da Polícia Federal, no dia 5 de junho

Roraima: MPF e PF deflagram operação de combate a grilagem e desmatamento ilegal

  Investigação aponta uma grande rede de corrupção e fraude. A área autorizada para extração de madeira equivale a 56 mil caminhões carregados suficientes para percorrer São Paulo/Brasília Foi deflagrada nesta madrugada pelo Ministério Público Federal e Polícia Federal a Operação Salmo 96:12 que visa coibir a grilagem de terras e o desmatamento ilegal no estado de Roraima. Vários mandados de prisão e busca e apreensão foram cumpridos inclusive em órgãos públicos.

MPF/PA denuncia madeireiros em assentamento de extrativistas assassinados

  Três madeireiras que haviam sido acusadas por Zé Cláudio e Maria, além de seus sócios administradores à época, podem ser réus em processo de crimes ambientais O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça Federal em Marabá (PA) as empresas Tedesco Madeiras Ltda, Madeireira Eunápolis Ltda e Madeireira Bom Futuro Ltda pela exploração ilegal dos recursos florestais do assentamento Praialta Piranheira, em Nova Ipixuna, Pará, onde foram assassinados no ano passado

Indústria do aço deixará de usar carvão de desmatamento ilegal

  Conforme protocolo assinado em Brasília, a indústria nacional do aço compromete-se a eliminar, nos próximos quatro anos, o consumo de carvão vegetal de origem ilegal. A partir de 2016, todo carvão vegetal necessário à produção de aço terá que ser proveniente de florestas plantadas pela própria indústria siderúrgica A indústria nacional do aço se comprometeu em eliminar, ao longo dos próximos quatro anos, o consumo de carvão vegetal de origem ilegal.

Ibama desvenda esquema que ‘esquentou’ 29,8 mil m3 de madeira de desmatamento no MT

  Uma única madeireira, com endereço fictício numa sala comercial de 250 m² em Sinop, utilizou Guias Florestais fraudadas para legalizar mais de 29,8 mil m³ de madeira de desmatamento ou extraída irregularmente de florestas em diversos municípios no norte do Mato Grosso, como Feliz Natal, Cláudia, Alta Floresta, Marcelândia, Vera e Cotriguaçu. Esse volume equivale a cerca de 1.200 caminhões cheios.   Depois de desvendar o esquema, que pode ter movimentado em

No Pará 56 propriedades são notificadas a retirar o gado criado em área desmatada ilegalmente

  O Ibama notificou 56 propriedades a retirar o gado de áreas desmatadas ilegalmente e embargadas anteriormente em seis municípios paraenses: Itaituba, Óbidos, Alenquer, Terra Santa, Altamira e Trairão. Os desmatamentos ilegais ocorreram entre 2009 e 2011 e já havia constatação de criação de animais, mas os proprietários não puderam ser identificados no momento da ação de fiscalização. Essas áreas foram desmatadas sem autorização e não houve construção de infraestrutura. Houve somente

Ibama flagra invasão de madeireiros em floresta manejada em fase de regeneração no MT

  O Ibama interrompeu neste final de semana uma exploração ilegal de madeira em uma floresta com cerca de 1,5 mil hectares em União do Sul, a 140 km de Sinop, no norte do Mato Grosso. Na ação, os agentes ambientais apreenderam três tratores adaptados para o arraste de madeira, uma caminhonete D20 com rádio de comunicação, um caminhão-toreiro, quatro motosserras e 270 m³ de toras recém-derrubadas (o equivalente a onze

Governo do Pará assina acordo com o MPF/PA, que prevê uma série de medidas contra o carvão ilegal

  Objetivo é evitar desmatamento e trabalho escravo A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Ministério Público Federal no Pará (MPF) assinaram nesta quarta-feira, 8 de fevereiro, acordo que prevê uma série de medidas para intensificar a fiscalização sobre a atividade das carvoarias fornecedoras de insumo para siderúrgicas do polo Carajás. A produção ilegal do carvão é responsável por grande parte do desmatamento e do trabalho escravo no Estado. Pelo

Ibama flagra desmatamento de vegetação nativa da Mata Atlântica na área de amortecimento do Parque Nacional do Caparaó/ES

  Agentes do Ibama flagraram desmatamento de vegetação nativa da Mata Atlântica na área de amortecimento do Parque Nacional do Caparaó/ES, sendo o dono da propriedade multado em R$ 63 mil. Segundo a equipe de fiscalização, que contou com apoio dos técnicos do Iema, o proprietário estaria fazendo loteamentos no espaço para construção de casas, o que é proibido por lei por ser tratar de área de preservação permanente. A área atingida

Ibama embarga área de 700 hectares de desmatamento ilegal em Mato Grosso

  Uma operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Mato Grosso resultou na aplicação de mais de R$ 3,5 milhões em multas e no embargo de 700 hectares de áreas desmatadas ilegalmente, o equivalente a 700 campos de futebol. Deflagrada no começo de dezembro, a Operação Custódia Juína concentrou suas ações no noroeste do estado, onde os satélites registraram um aumento significativo de desmatamento este

Top
Betway Casino Roulette Image Banners
Betway Casino Roulette Image Banners