A transposição do Rio São Francisco e a seca no Nordeste. Entrevista com João Abner Guimarães Júnior

  IHU   A crise de abastecimento urbano no Nordeste Setentrional, embora tenha relações com os últimos períodos de seca que a região tem enfrentado há cinco anos, é explicada pela falta de integração do sistema de distribuição de água, diz João Abner à IHU On-Line, na entrevista a seguir, concedida por telefone. Segundo ele, a cobertura de abastecimento de água nas cidades do Nordeste é de 92%, em condições normais, entretanto, a crise

Seca no Nordeste e as consequências da má gestão dos recursos hídricos. Entrevista com João Abner Guimarães Júnior

  “A prioridade no momento é fazer medidas de curto prazo, porque estamos atravessando a maior seca do século, temos o maior problema de carro-pipa da história, e esse já é um indicador da falência do sistema de abastecimento na região”, adverte o engenheiro hidráulico. Foto: http://sitionovornemfoco.blogspot.com.br O primeiro diagnóstico acerca da seca mais intensa do último século que atinge o Nordeste brasileiro, é de que existe água disponível para o consumo humano

Transposição do rio São Francisco: ‘Onde está o Tribunal de Contas da União?’. Entrevista com João Abner Guimarães Júnior

  “Com um terço do custo da transposição do rio São Francisco seria possível construir um grande sistema de abastecimento de água para toda a região Nordeste e abastecer todas as casas da região”, constata o engenheiro. Confira a entrevista. “A transposição do rio São Francisco se transformou em um grande atoleiro e eu não vejo nenhuma perspectiva de ela ser concluída, pois as obras estão praticamente paradas em vários trechos”, declara João

Contradições do Projeto de Integração São Francisco, por João Abner Guimarães Júnior

(Transposição Desnecessária) O Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional – PISF é a nova denominação da velha transposição de águas do Rio São Francisco. Porém, na essência, o projeto não mudou, mantém a mesma infra-estrutura e orçamento do governo passado. Essa contradição tem norteado a estratégia que o governo atual vem adotando no enfrentamento das críticas que questionam a real necessidade

Rio São Francisco: O movimento contra o projeto tem que ser politicamente ampliado e nacionalizado. Entrevista especial com João Abner

Conhecido como um dos maiores estudiosos da situação do semi-árido brasileiro, João Abner já manifesta há anos que o problema da região não é a falta de água, mas, antes de tudo, a má qualidade da gestão em relação a ela. “O balanço hídrico global do semi-árido brasileiro é superavitário quando se leva em consideração as vazões regularizadas pelos grandes açudes frente às demandas hídricas atuais e futuras da região.

Índice da edição nº 2.784, 2017 [de 29 e 30/06/17]

    As cinco cidades fluminenses com maior redução das filiações católicas, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Parque Nacional do Itatiaia faz 80 anos, Nilo Sergio S. Gomes Luta pela terra no Pará, entre pistoleiros, milicos, 'puliça' e milicianos, artigo de Rogério Almeida A transposição do Rio São Francisco e a seca no Nordeste. Entrevista com João Abner Guimarães Júnior Mudanças Climáticas: Humanidade tem só mais três anos para salvar o

A tradicional indústria da seca permite que o sertanejo morra de sede com água no joelho

  A tradicional indústria da seca permite que o sertanejo morra de sede com água no joelho. Entrevista especial com João Abner Guimarães   “Qual a explicação para no Nordeste semiárido se disponibilizar água para irrigação durante um evento com criticidade secular? Ou se tem muita água – ao contrário do que se propaga, ou não se tem gestão, ou as duas coisas”, afirma o engenheiro hidráulico. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil   A atual seca no Nordeste

nº 2.347, 2015 [22/07/2015]

    Grécia hoje, Brasil amanhã, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Propina ou doação, tanto faz... artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) O novo endereço dos moradores de rua, artigo de Rosana Schwartz Seca no Nordeste e as consequências da má gestão dos recursos hídricos. Entrevista com João Abner Guimarães Júnior Brasil tem oportunidade de ser protagonista em energia solar Consumo de carne cresce em ritmo acelerado e pode se tornar insustentável

Especialistas dizem que Nordeste tem água, mas falta capilaridade na distribuição

    A fome, sede e as perdas agrícolas enfrentadas, anualmente, por quase 20 milhões de brasileiros que vivem no Semiárido nordestino, poderiam ser evitadas se existisse um programa de abastecimento de água para a região nos mesmos moldes do Programa Luz para Todos. O defensor da proposta, João Abner Guimarães Júnior, especialista em recursos hídricos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), garante que o novo sistema solucionaria, inclusive, os

Investimento anual de R$ 20 por pessoa pode sanar falta de água no NE, diz professor

  Audiência Pública: Questão da seca no Nordeste Brasileiro. Foto de Sérgio Almeida / Agência Câmara   A estiagem no Nordeste, que já atingiu mais de 10 milhões de pessoas, foi discutida na audiência. O professor e pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) João Abner Guimarães Júnior defendeu, nesta quinta-feira (22), a implementação de uma espécie de programa “Água para Todos”, nos moldes do atual “Luz para Todos”, para resolver

Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.561, de 30/03/2012

  Desenvolvimento Sustentável, Economia Verde e Estado Estacionário, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Deputado João Lyra (PSD-AL) responderá a ação penal no STF por manter trabalhadores como escravos Câmara dos Deputados instala CPI do Trabalho Escravo Bacias hidrográficas do Paranaíba e do Verde Grande podem começar a cobrar pelo uso da água MPF/MG entra com 55 ações para obrigar empresas a apresentar plano de contenção de barragens MPF/SC quer impedir

Com duas cheias consecutivas a Transposição é Solução ou Pesadelo para o RN

Este artigo publicado, no jornal Diário de Natal em 13/01/99, é uma concepção para se refletir a respeito da importação de água para o RN. Foi efetuado por João Abner Guimarães Júnior, hidrólogo, Phd, professor de Hidrologia e Irrigação da UFRN, na qual tive a oportunidade de discutir sobre este mesmo assunto. Este professor que trabalha no Laboratório de Recursos Hídricos do Departamento de Engenharia da UFRN e o professor

Top