Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.589, de 11/05/2012

  Escolhas, escolhas... artigo de Montserrat Martins O paradigma fossilizado e o preço dos alimentos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Educação Ambiental: PEA e PEAT na Instrução Normativa 02/2012 – IBAMA, artigo de Antonio Silvio Hendges Rio+20 e a matriz energética brasileira - Parte II, artigo de Telma Monteiro Sustentabilidade: mantra ou escolha moral? uma abordagem ecológico-econômica, artigo de Clóvis Cavalcanti Ruralistas apresentam projeto para mudar novo Código Florestal aprovado

Escolhas, escolhas… artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] Até a Hebe Camargo pediu na TV “veta, Dilma!” (só acreditei porque vi o vídeo no site do Greenpeace), achei mais inédito que o próprio vídeo da Camila Pitanga quebrando o protocolo ao pedir isso à presidenta. Esse mês de maio, que já é o “mês das mães”, está carregado de simbolismos. Vai ser o da grande escolha da Dilma, talvez a mais importante de seu governo – porque

O paradigma fossilizado e o preço dos alimentos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  FAO Food Price Index [EcoDebate] As crises econômica, financeira, ecológica, energética e alimentar são o resultado do velho paradigma fossilizado do crescimento pelo crescimento. Como disse a ativista e ecofeminista indiana, Vandana Shiva: “O paradigma é fossilizado, tanto porque é obsoleto, quanto porque é o produto da era dos combustíveis fósseis. Precisamos ir além desse paradigma fossilizado, se quisermos enfrentar a atual crise econômica e ecológica”. Nos últimos 200 anos a economia

Educação Ambiental: PEA e PEAT na Instrução Normativa 02/2012 – IBAMA, artigo de Antonio Silvio Hendges

  [EcoDebate] A Instrução Normativa 02/2012 do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Ibama estabelece as diretrizes e procedimentos para a elaboração, implantação, monitoramento e avaliação dos programas de educação ambiental que devem ser desenvolvidos como parte das medidas de mitigação ou compensação dos impactos dos empreendimentos. Os programas devem ser estruturados em dois componentes: a) Programa de Educação Ambiental – PEA direcionado aos grupos sociais

Rio+20 e a matriz energética brasileira – Parte II, artigo de Telma Monteiro

    Energia Elétrica Se o Brasil pretende se confirmar como liderança em energias limpas na conferência Rio+20, deve começar por levar e discutir propostas consistentes de programas de eficiência energética, de descentralização da geração e pensar numa matriz nacional de transportes coerente com essa postura.  Posar de grande detentor da matriz energética mais verde do mundo é uma falácia. Rever as políticas energéticas adotadas nos últimos 20 anos é uma boa ideia para

Sustentabilidade: mantra ou escolha moral? uma abordagem ecológico-econômica, artigo de Clóvis Cavalcanti

  RESUMO Qual é o tamanho ótimo da escala econômica que a natureza pode admitir? A questão requer que se esteja falando de uma situação em que a economia seja vista como subsistema do ecossistema. É assim que a economia ecológica percebe a realidade e é nessa óptica que se configura o conceito de sustentabilidade ecológica. O impacto ambiental do crescimento sobre os recursos e sumidouros da natureza tem que ser

Ruralistas apresentam projeto para mudar novo Código Florestal aprovado na Câmara

  Deputados ligados ao agronegócio, com o apoio de oito líderes partidários, protocolaram ontem (10), na Câmara dos Deputados, projeto de lei para modificar partes do novo Código Florestal Brasileiro, aprovado na Casa há pouco mais de duas semanas e que ainda aguarda decisão da presidenta Dilma Rousseff sobre sanção ou veto. A proposta visa a redefinir o tamanho das áreas de preservação permanente (APP) às margens dos rios a serem recuperadas

Código Florestal ‘feito por maluco’, artigo de José Eli da Veiga

  [Folha de S.Paulo] O projeto para revogar o Código Florestal que a Câmara submeteu à presidente Dilma foi "feito por maluco", diz o deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP), um dos mais tarimbados líderes do agronegócio exportador, em entrevista ao site Congresso em Foco. Não há como ser menos severo com o grupo de pretensos ruralistas que conseguiu arrastar o PMDB para um dos momentos mais vergonhosos de sua história, conspurcando a

Fórum debaterá nova agenda científica internacional relacionada à Rio+20

  A comunidade científica internacional já definiu que, depois da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (RIO+20), será preciso estabelecer uma agenda de pesquisa e tecnologia e inaugurar uma nova relação entre ciência e sociedade. O caminho para isso será pavimentado na semana que antecede a RIO+20, no "Forum on Science, Technology and Innovation for Sustainable Development”, que será realizado entre os dias 11 e 15 de junho, também no Rio

El planeta errante y la quimera verde de Río +20, por Javier Rodríguez Pardo

  Represas faraónicas desplazando a miles de indígenas de la Amazonía, ductos hidrocarburíferos, alteraciones hidrológicas y dragados de pasos fluviales son, con los corredores bioceánicos, parte estratégica de un modelo extractivo que agota fuentes de agua y consume ingentes volúmenes de energía. Se planifica Río+20 al mismo tiempo que se ejecuta un instrumento de depredación que contribuye aún más al calentamiento global. Agua, suelos fértiles y minerales críticos y estratégicos son

Relator pede aprovação da MP que altera limites de sete unidades de conservação nas regiões Norte e Centro-Oeste

  O relator da Medida Provisória 558/12, deputado Zé Geraldo (PT-PA), apresentou ao Plenário nesta quinta-feira seu projeto de lei de conversão para a proposta do Executivo, que altera os limites de sete unidades de conservação nas regiões Norte e Centro-Oeste. Ele pede a aprovação da medida, que está sendo contestada no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel. Conforme acordo entre os líderes, a MP será votada

Comunidades extrativistas denunciam ameaças de morte na região sul do Amazonas

  Entrevista com Luzia Santos Silva, representante do Fórum de Desenvolvimento Sustentável de Boca do Acre e diretora do Conselho Nacional das Populações Extrativistas, e José Everaldo Vieira Melo, presidente da Associação dos Produtores Rurais e Agroextrativista do Seringal Macapá. Ele reivindicam empenho do governo na reforma agrária e regularização das terras. Lideranças comunitárias estão sob ameaça de morte e acusam os fazendeiros da região de tentativas de agressão. Apresentação Beth Begonha,

Top