Escolhas, escolhas… artigo de Montserrat Martins

 

[EcoDebate] Até a Hebe Camargo pediu na TV “veta, Dilma!” (só acreditei porque vi o vídeo no site do Greenpeace), achei mais inédito que o próprio vídeo da Camila Pitanga quebrando o protocolo ao pedir isso à presidenta. Esse mês de maio, que já é o “mês das mães”, está carregado de simbolismos. Vai ser o da grande escolha da Dilma, talvez a mais importante de seu governo – porque agora não pode agradar a todos, tem de escolher entre a voz do povo ou a maioria dos atuais congressistas.

Maio vai ser um mês interessante para o país, mesmo, porque traz em si muitas escolhas. Não vou comentar a tentativa de baixa dos juros com rebote na alta do dólar, porque é assunto para os economistas explicarem. O âmbito estadual também está palpitante, pode incluir aí, entre as questões mais cruciais, a dos estados que querem rever a dívida com a União. Escolhas, escolhas.

Na esfera municipal, por fim, as eleições começam a esquentar. Na capital gaúcha, o Villaverde fez uma escolha inteligente, que deu novo interesse a uma eleição até agora polarizada entre Fortunatti e Manuela. Enquanto os favoritos disputam o tradicional PP, o Villa foi atrás do PV, criando um contraponto com os outros. É o único dos três, agora, que pode pedir o “Veta, Dilma!” alinhado a partidos que assumem as bandeiras verdes, o que não combinaria com as tradições ruralistas do PP. O quanto o eleitorado se importa com isso, só vamos saber depois, mas que ficou mais interessante, ficou. Escolhas, escolhas.

Escolhi tirar férias em maio, ao invés do verão ou do inverno, não me perguntem porque, aconteceu. Quando marquei, não imaginava o quanto ia ser decisivo este mês em que vou estar fora, mas fazer o que ? Nem sempre dá pra ir a campo, às vezes a gente assiste mesmo “pela TV ou pelo radinho” (traduzindo para hoje em dia, leia-se internet). Mas confesso minha adesão temporária às teses do Veríssimo, que se recusa a ter celular, férias mesmo é quando a gente se desliga um pouco dos dilemas do mundo, de verdade. Como diz o mestre da ironia, relaxe porque o mundo não acaba sem nós – mas isso é uma metáfora, porque a ciência diz que vai acabar sem nós, mesmo (nós vamos antes, se formos pelo Rebelo).

Também aderi à tese do Cezar Alvarez, gaúcho que é secretário-executivo do Ministério das Comunicações: “não quero ser aquele que, no domingo de manhã, à beira da praia, fica respondendo emails ou SMS”. Buenas, tchê, vocês estão livres dos meus palpites até o mês que vem. Boas escolhas e, por favor, não deixem a Dilma fazer bobagem e acabar passando essas barbaridades do Congresso, tá ? Ah, sim, abraços para as mães, vocês merecem !

Montserrat Martins, Colunista do Portal EcoDebate, é Psiquiatra.

EcoDebate, 11/05/2012

[ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário do Portal EcoDebate
Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta clicar no LINK e preencher o formulário de inscrição. O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Alexa

Top