Índice da edição de 25/02/2010

A Suzano e a Região Tocantina, Mayron Régis Linguagem do sistema em que vivemos, artigo de Maurício Gomide Martins Questão de credibilidade, artigo de Montserrat Martins Santa Catarina: Lixo sobre lixo em Laguna, artigo de Ana Echevenguá MMA assina convênio com estados e municípios para tratamento de resíduos sólidos urbanos Liminar paralisa obras em área de proteção ambiental na APA Morro da Pedreira, MG MPF/CE recomenda análise dos impactos ambientais de aeroporto em Jericoacoara Ipea: Brasil forma

A Suzano e a Região Tocantina, Mayron Régis

[EcoDebate] Quem diria que a Suzano Papel e Celulose, com a conveniência, com a complacência e com a conivência dos governos dos estados do Maranhão e do Piaui, tenta solapar as legislações ambientais que contornam respectivamente o bioma Amazônico e o bioma Mata Atlântica nestes dois estados?!!! A empresa acabou de entregar o estudo de impacto ambiental referente a 60 mil hectares de plantio de eucalipto na região Tocantina, oeste

Linguagem do sistema em que vivemos, artigo de Maurício Gomide Martins

[EcoDebate] Eu sou bancário. Eu sou motorista. Eu sou balconista. Eu sou jornalista. Eu sou estoquista. Eu sou comerciante. Eu sou industrial. Eu sou.... e assim por diante. Todos estão integrados a um sistema social que, atualmente, é o econômico. Sem perceberem, estão condicionados à linguagem comportamental vigente. Tal como nos comunicamos pela linguagem oral materna. Sem examinarem a questão a fundo, raciocinam, agem, e vivem ao compasso desse sistema. É

Questão de credibilidade, artigo de Montserrat Martins

[EcoDebate] Vem empolgando a opinião pública o caso dos apostadores que ganharam mas não levaram a Mega Sena. Não por falta de assuntos mais graves, como o da dengue aqui mesmo no Estado. Mas porque mexe com situações que afetam a todos nós, que são a credibilidade e a transferência de responsabilidades entre as instituições. Não sei se fizeram alguma pesquisa de opinião, mas o que se ouve é pessoas torcendo

Santa Catarina: Lixo sobre lixo em Laguna, artigo de Ana Echevenguá

[EcoDebate] Anita Garibaldi deve estar se remexendo no túmulo! Sua terra, em Santa Catarina - linda; preciosa por suas águas, sambaquis, história... - é palco de um dos mais fétidos crimes ambientais da região. O município é o depósito do lixo oficial de quase trinta municípios e de várias empresas da área da saúde. Segundo a Juíza Federal Adriana Barni Ritter, “... A manutenção de lixões a céu aberto é inaceitável

MMA assina convênio com estados e municípios para tratamento de resíduos sólidos urbanos

Lixão, em foto de arquivo ABr O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, entregou ontem (24) a 21 gestores de estados e municípios termos de convênios que garantem a elaboração de planos de gestão para o tratamento dos resíduos sólidos urbanos. Os planos de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (Pgirs) têm o objetivo de organizar a gestão dos resíduos dentro das particularidades regionais, econômicas, geográficas, ambientais e sociais, com a meta de

Liminar paralisa obras em área de proteção ambiental na APA Morro da Pedreira, MG

O proprietário do imóvel destruiu mais de 350 m2 de vegetação natural de área localizada na APA Morro da Pedreira O Ministério Público Federal em Minas Gerais (MPF/MG) conseguiu liminar na Ação Civil Pública nº 2009.38.00.010440-0 ajuizada em abril do ano passado contra o proprietário de um imóvel cuja construção resultou em graves danos ambientais. O réu Antônio Cézar Guimarães Silva foi obrigado pela Justiça a paralisar imediatamente todas as obras que

MPF/CE recomenda análise dos impactos ambientais de aeroporto em Jericoacoara

Entidade gestora do Parque Nacional de Jericoacoara não teve conhecimento de licenciamento concedido pela Semace O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE) recomendou ao Ministério do Turismo a suspensão de recursos federais para a concretização da obra do Complexo Aeroportuário do Pólo Turístico de Jericoacoara até que seja feito o devido licenciamento ambiental pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama) ou, alternativamente, até que sejam analisados pelo Instituto Chico

Ipea: Brasil forma muitos engenheiros nas faculdades, mas poucos trabalham na profissão

De cada 3,5 engenheiros formados no Brasil, apenas um está formalmente empregado em ocupações típicas da profissão. Isso mostra que o país tem um número suficiente de engenheiros para dar conta dos novos postos que devem surgir com o crescimento econômico. No entanto, é necessário que aumente a proporção de profissionais dedicados às áreas específicas da engenharia que o país dê conta de acompanhar os cenários mais otimistas. A avaliação é

América Latina: Riqueza privada, pobreza pública

CIDSE (Alianza de organizaciones católicas para el desarrollo) / ALAI (Agencia Latinoamericana de Información), Quito, enero 2009. (247 páginas). Ante la voraz competencia de las empresas transnacionales por recursos naturales limitados, las presiones que éstas ejercen sobre los Estados para que cedan sus territorios a las actividades extractivas generan conflictos con las comunidades locales. Estas buscan respuestas para evitar o enfrentar la pérdida de sus medios de vida. En este libro,

Belo Monte na BBC: a farsa dos 23 milhões de lares, artigo de Rodolfo Salm

[Correio da Cidadania] Costumo queixar-me da falta de espaço na grande imprensa que nós, críticos do projeto de construção da hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, temos para denunciar a tragédia que seria esta obra, sob os pontos de vista social, econômico e ambiental. Mas na terça-feira, 2 de fevereiro, dia seguinte da midiática liberação pelo IBAMA da vergonhosa licença ambiental para a construção da barragem, a situação parecia

Alimentos bons, limpos e justos. Entrevista com Carlo Petrini

Na opinião de Carlo Petrini vivemos um momento de crise econômica, energética e agrícola e o futuro da alimentação exige mudanças nos hábitos de consumo pois a maior parte dos danos que a nossa terra sofreu até agora se deve à produção de alimentos O poder que o consumidor possui simplesmente pelo fato de escolher diariamente o próprio alimento é inacreditável: exercitá-lo com consciência e responsabilidade e um dever, um ato

Top