Índice da edição de 18/01/2010

Haiti, uma tragédia e algumas lições, por Henrique Cortez Os projetos de plantios de eucalipto no estado do Maranhão, artigo de Mayron Régis Dna. Zilda Arns ‘In Memoriam’: Festança no Céu, ‘Chororô’ aqui, artigo de Américo Canhoto Comunidade Galiléia: Uma alternativa econômica, social e ambiental, em Cidelândia, extrai sua força da agroecologia Terremoto agrava a miséria no Haiti Debates na comissão especial que analisa mudanças no Código Florestal recomeçam em fevereiro Programa Nacional de Direitos Humanos

Haiti, uma tragédia e algumas lições, por Henrique Cortez

Vista aérea do centro de Port-au-Prince, arrasado pelo terremoto. Foto: ONU/Logan Abassi Vista aérea do centro de operações da ONU em Port-au-Prince, logo após o terremoto. Foto: ONU/Logan Abassi [EcoDebate] Já muito se disse sobre a imensa tragédia humanitária que se abateu sobre o já frágil e debilitado Haiti, lamentavelmente o país mais pobre das Américas, mas, ainda assim, há muito que aprender com o desastre em si mesmo e com

Os projetos de plantios de eucalipto no estado do Maranhão, artigo de Mayron Régis

Para acessar o mapa no seu tamanho original clique aqui. [EcoDebate] O estado do Maranhão pertence às áreas de transição. A maioria dos estudos cita de raspão essa característica fundamental desse estado. Um ou outro estudo bota um pouco mais de lenha no fogo da cozinha para requentar a panelada de informações cientificas que esfriou. A forma como os grandes projetos de infra-estrutura e de produção de bens primários e de

Dna. Zilda Arns ‘In Memoriam’: Festança no Céu, ‘Chororô’ aqui, artigo de Américo Canhoto

Fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, é uma das vítimas brasileiras do terremoto que atingiu ontem (12) Porto Príncipe, capital do Haiti Foto: Valter Campanato/Arquivo ABr FESTANÇA NO CÉU: QUEM QUISER PARTICIPAR - ESTEJA Á VONTADE. [EcoDebate] Se nesse mundão de Deus, houver um lugar chamado céu; lá a festança vai durar vários dias para comemorar a chegada de uma alma especial – com certeza quem puder acessar; vai se deliciar

Comunidade Galiléia: Uma alternativa econômica, social e ambiental, em Cidelândia, extrai sua força da agroecologia

A Comunidade Galiléia está localizada no município de Cidelândia – MA e congrega o tipo fitofisionômico da pré-Amazônia maranhense. As primeiras famílias chegaram a Galiléia por volta de 1973 vindas de Altamira do Maranhão, e principalmente, do Estado de Sergipe. Vieram em busca de melhoria de qualidade de vida por meio do trabalho na terra. No final de 1994, constituiu-se o Grupo dos Pequenos Produtores Rurais de Galiléia –GPPRG, que

Terremoto agrava a miséria no Haiti

Centro da cidade de Port-au-Prince após o terremoto. Foto ONU/Logan Abassi O Haiti já estava numa situação social bastante complicada antes do terremoto da última terça-feira (12). O país mais pobre das Américas vivia uma situação de penúria, em que ausência do Estado, aliada a uma economia quase de subsistência, marcava o cotidiano daqueles que tentavam se recuperar de mais uma guerra civil. Antes do tremor de terra que praticamente devastou a

Debates na comissão especial que analisa mudanças no Código Florestal recomeçam em fevereiro

Debates sobre mudanças no Código Florestal já têm datas marcadas - Integrantes da comissão especial que analisa mudanças no Código Florestal definiram o cronograma das próximas audiências públicas promovidas para discutir a reforma. Os debates serão retomados no dia 2 de fevereiro em Goiânia e seguirão para o interior de São Paulo e Minas Gerais. As discussões nos estados prosseguirão até 8 de fevereiro, percorrendo cidades como Palmas, Manaus e

Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3): Fábio Konder Comparato critica ‘consciência conservadora’ que coloca propriedade acima da dignidade

A terceira edição do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH 3) fez reaparecer fantasmas que há décadas atormentam a história política brasileira. A principal crítica ao programa, escrito após discussão pública de dois anos, é que ele ameaça a Lei da Anistia (Lei nº 6.683, de 28 de agosto de 1979) e permite que pessoas que atuaram na “repressão política” da ditadura militar (1964-1985) sejam processadas, julgadas e condenadas por seus

MPF/PA alerta que em fevereiro frigorífico só negocia com pecuarista legalizado

Acordo determina que a partir de 31 de janeiro só as propriedades rurais inscritas no cadastro ambiental poderão fornecer gado aos maiores frigoríficos do Pará O Ministério Público Federal no Pará (MPF/PA) anunciou ontem, 14 de janeiro, que vai manter o próximo dia 31 como data limite a partir da qual os frigoríficos, curtumes e exportadores de gado do estado terão que exigir de seus fornecedores a inscrição no Cadastro Ambiental

Pesquisa avalia relação entre desigualdades sociais e mortalidade cardiovascular

A pesquisa, feita em Juiz de Fora, concluiu que os bairros com melhores condições sócioeconômicas tiveram mortalidade por doenças cardiovasculares significativamente menor e que a redução das desigualdades pode contribuir para a diminuição das iniquidades Avaliar a relação entre a mortalidade cardiovascular precoce (antes dos 65 anos) e as condições sócioeconômicas no espaço urbano de um município de médio porte no sudeste de Minas Gerais: este é o objetivo de um

Dificuldade de engolir pode ser indício de doença grave

Exames regulares para fumantes, alcóolatras e quem sofreu agressões no esôfago A dificuldade moderada, ou até mesmo leve, de engolir substâncias líquidas ou sólidas não deve ser negligenciada. “Assim que é diagnosticado o problema, é fundamental investigar a sua causa, pois em alguns casos pode ser o alerta de algo mais sério”, aponta Rubens Sallum, gastroenterologista e diretor do Serviço de Cirurgia do Esôfago do Hospital das Clínicas da Faculdade de

O fato é que a sociedade já discute o PNDH-3, artigo de Flávia Piovesan

[O Estado de S.Paulo] O terceiro Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3) tem como mérito maior lançar a pauta de direitos humanos no debate público, como política de Estado, de ambiciosa vocação transversal. São 521 ações programáticas, alocadas em seis eixos orientadores: interação democrática entre Estado e sociedade civil; desenvolvimento e direitos humanos; universalizar os direitos humanos em um contexto de desigualdades; segurança pública, acesso à Justiça e combate à violência;

Top