O povo foi colocado à deriva e o governo cospe no prato que comeu. Entrevista especial com Dom Luiz Cappio

“Qual é o Brasil que nós queremos?”, é a pergunta que Dom Luiz Cappio faz ao povo brasileiro e aos movimentos sociais. Depois de várias tentativas de diálogo com o governo Lula e dois jejuns, em defesa do São Francisco e do povo que depende do rio, o bispo reflete sobre a missão dos movimentos sociais e pede: “É o grande momento dos movimentos populares se levantarem. É o grande

Amazônia será ocupada por nós ou potências estrangeiras

Militar alerta: a ocupação não é para a Amazônia, é para o nosso país, se quisermos tê-la BRASÍLIA - O problema crucial da Amazônia é que ainda não foi ocupada. Ledo engano é supor que a região pertence de fato ao Brasil. Será, sim, do Brasil, quando for desenvolvida por nós e devidamente guardada. Daí porque às potências estrangeiras não interessa o desenvolvimento da Amazônia. Por enquanto, Estados Unidos, Inglaterra e

Comentários de Henrique Cortez e Telmo Heinen sobre a entrevista: Amazônia será ocupada por nós ou potências estrangeiras

Amazônia será ocupada por nós ou potências estrangeiras A entrevista deve receber dois tipos de comentários, um relativo à opinião relacionada à doutrina da segurança nacional, que tentarei discutir em seguida e outra relacionada aos números e potencialidades do dendê, do biodiesel, etc, realizada com precisão pelo Telmo Heinen. Os leitores e leitoras avaliem, reflitam e tirem as suas próprias e conscientes conclusões: 490

Biodiesel e código florestal retomam questão de espécies exóticas

A possibilidade de flexibilização do Código Florestal com o projeto de lei (PL) 6424, de 2005, coloca contra o governo duas forças opostas. Ruralistas, beneficiados com a alteração, teriam maior disponibilidade de terras a serem cultivadas, e ambientalistas, que alertam para o risco do aumento de terras cultiváveis e do plantio de espécies exóticas, como o dendê. Na Embrapa, pesquisa focaliza plantas nativas alternativas ao dendê para a fabricação de

Flona Jamari: Rondônia põe 220 mil hectares de floresta em mãos de particulares

Primeira experiência do país ocorre no momento em que se torna cada vez mais desenfreada a corrida à madeira nobre. Itapuã do Oeste (RO) - Até o início do próximo mês será conhecido o vencedor da licitação para explorar a primeira Floresta Nacional do País. A conhecida Flona Jamari (situa-se ao lado do Rio Jamari) já desafia o recém-criado Serviço Florestal Brasileiro (SFB), encarregado de analisar as propostas dos oito concorrentes

Estudo refuta ligação entre acidente nuclear em Goiânia e casos de câncer de mama

Uma pesquisa brasileira publicada na revista "Cancer Causes Control" identifica um aumento da incidência de câncer de mama em Goiânia (GO). Mas, ao contrário do que esperavam, os cientistas não encontraram evidências de que o aumento tenha sido provocado pela radiação resultante do acidente nuclear de 1987. Por Felipe Modenese, Colaboração para a Folha Online, 22/02/2008 - 18h30. 487

Camaçari: Justiça da Bahia manda prefeitura tratar vítimas de contaminação

Por determinação da Justiça, a Prefeitura de Camaçari (região metropolitana de Salvador) terá de fornecer assistência médica a todos os moradores de um povoado contaminados por substâncias tóxicas em conseqüência de um desastre ambiental ocorrido em junho de 2006. Por Luiz Francisco, da Agência Folha, em Salvador, para a Folha Online, 22/02/2008 - 21h55. 486

Austrália controla antibióticos para animais e diminui resistência bacteriana

Medida reduz problema com microrganismos que afetam seres humanos. Antibioticoterapia para animais de criação gera bactérias resistentes. Não estamos sós no mundo e nossos atos se refletem na natureza. Essa verdade nem sempre é respeitada pelos homens, com conseqüências. Luis Fernando Correia, Especial para o G1, 22/02/2008 - 09h03. O uso indiscriminado de antibióticos na criação de animais vem sendo apontado como um dos responsáveis pela alteração do padrão de resistência

Furacão em Içara/SC, artigo de Ana Echevenguá

[EcoDebate] O crescimento vertiginoso da miséria, da violência e da insegurança na cidade fortaleceu as políticas públicas de valorização do meio rural. No Brasil, mais de 80% do total de propriedades rurais do país pertencem a grupos familiares; e são responsáveis por cerca de 60% dos produtos aqui consumidos e por 37,8% do Valor Bruto da Produção Agropecuária. A agricultura familiar gera trabalho e renda local, reduz o êxodo rural,

Um novo Nordeste, mais verdadeiro, artigo de Washington Novaes

[O Estado de S.Paulo] Está programado para maio o I Seminário Nacional de Combate à Desertificação, no qual serão discutidos temas como ampliação sustentável da capacidade produtiva, preservação, conservação e manejo sustentável dos recursos naturais, redução da pobreza e da desigualdade, entre outros temas, com apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Pode ser muito importante, nesta hora em que - felizmente - se discutem mais e mais formatos de convivência

Leitura sugerida: Esta educação nunca vai dar certo! Por Declev Dib-Ferreira

Esta semana foi de reaparecimento na escola. Ressurgimento das cinzas. Falarei sobre a escola do município do Rio de Janeiro, onde tenho matrícula e estou em sala de aula. Vejam só o que vos digo: esta educação nunca nunca nunca vai dar certo! Por mais planos mirabolantes que se tenha, não vai. Não adiantam choros nem velas, ciclos nem série. Leiam a íntegra do artigo no Blog Diário do Professor, clicando AQUI

Top