Cerrado: Projeto pretende gerar créditos de carbono no corredor de biodiversidade Emas-Taquari

Meta é criar um corredor ecológico de biodiversidade entre o Parque Nacional de Emas e Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari Um projeto de carbono recém-lançado no corredor de biodiversidade Emas-Taquari tem como meta reflorestar quase 600 hectares com nativas do Cerrado. A iniciativa é a única no Brasil a obter a certificação do Voluntary Carbon Standard (VCS), reconhecida como uma das mais criteriosas no mundo no mercado voluntário de

Como a FAO contribui para a maquiagem verde das emissões de gases de efeito estufa da indústria madeireira

Diante das emissões de gases de efeito estufa em cada estágio da cadeia de produção, a indústria madeireira deve escolher. Poderia considerar a redução das emissões. Ou poderia tentar a maquiagem verde de suas operações tentando de fato evadir responsabilidades. Talvez não seja surpreendente, devido à sua história, que a indústria esteja optando pela última opção. A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação tem sido grande defensor da

Compra de carbono nas florestas: o caminho errado para Cancun

Há muitos anos que a expansão mundial do negócio da celulose e do papel tem estado cobrindo crescentemente milhões de hectares de terras com plantações de monoculturas de árvores em grande escala. Principalmente disfarçados em "florestas", os chamados "desertos verdes" têm invadido vastos territórios e ricos ecossistemas, principalmente do Sul global. A FAO tem contribuído em grande parte com a distorção quando incluiu as plantações de árvores em sua definição de

MDL: ONGs acusam indústrias de criarem milhões de créditos de carbono ‘falsos’

Cresce a tensão mundial em torno de créditos de carbono "falsos" - A ONU (Organização das Nações Unidas) estaria reconhecendo a existência de uma enorme falha no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL)? Em menos de um mês, seis fábricas asiáticas viram suas alocações de créditos de carbono sendo bloqueadas pela ONU, tempo de verificar se essas indústrias abusaram ou não do MDL, principal dispositivo do protocolo de Kyoto que

Efeito estufa e mudanças climáticas (parte 3): Protocolo de Quioto e Mercado de Carbono, artigo de Marjorie D. A. Rodrigues

[EcoDebate] O artigo anterior abordou importante medidas adotada a partir da Eco-92, dentre as quais, o Inventário nacional de emissões e remoções antrópicas de gases de efeito estufa (GEE) cujo objetivo principal era de manter até o ano 2000 as emissões de GEE dos países industrializados, nos mesmos níveis daquelas ocorridas em 1990. Desde a Eco-92 repercutiram alguns indícios de que o clima mundial já estava sofrendo alterações e em

‘Florestas plantadas’ sequestram menos carbono que florestas naturais

[Por Henrique Cortez, do EcoDebate] Plantações de sequestram menos carbono que as florestas naturais, de acordo com um novo estudo [Ecosystem Carbon Stock Influenced by Plantation Practice: Implications for Planting Forests as a Measure of Climate Change Mitigation] publicado recentemente na revista científica de acesso aberto PLoS ONE. Sintetizando 86 estudos experimentais entre as plantações e os seus homólogos da floresta natural, pesquisadores da University of Oklahoma e da Fudan University,

Resposta da Fundação Amazonas Sustentável, FAS, sobre a matéria ‘REDD na Amazônia – caso de prova Juma’

Infelizmente, o artigo "Brasil: caso de prova Juma-REDD na Amazônia", publicado no boletim nº 155 da WRM, traz uma série de incorreções tanto de informação quanto na compreensão sobre o funcionamento do Programa Bolsa Floresta e o Projeto de REDD da RDS do Juma. Diante disso, a Fundação Amazonas Sustentável enviou ao WRM os esclarecimentos devidos para que seja publicado pelo mesmo site. Além disso, a FAS está disponibilizando os

Brasil: caso de prova Juma/REDD na Amazônia

[WRM - Word Rainforest Movement] Atualmente, a iniciativa de Redução de Emissões do Desflorestamento e Degradação Florestal (REDD) é um conjunto de propostas e alguns programas piloto. No entanto, está sendo fortemente impulsionada e a uma velocidade impressionante tanto dentro quanto fora das Nações Unidas com o intuito de incluir a captura de carbono por uma floresta na variedade de mecanismos para licenças e compensações de carbono. Durante os últimos dois

Para que existe o comércio de carbono? artigo de Chris Lang

Patrick Birley, o diretor executivo da European Climate Exchange (Bolsa européia do clima), sabe algumas coisas sobre o mercado do carbono. Ele deveria saber. Ele alega que aproximadamente 95 por cento de todo o carbono comercializado no mundo é comercializado através de sua bolsa. Portanto, quando ele fala sobre os mercados de carbono, faríamos bem em escutá-lo Eis aqui o que ele tem a dizer sobre o mercado de carbono: “Não

Sequestro de carbono no subsolo ou nos oceanos, uma alternativa pouco eficaz e com muitos riscos

[Por Henrique Cortez, para o EcoDebate] A ideia de sequestrar carbono atmosférico está ganhando apoio como uma forma de evitar ou minimizar o aquecimento global. A título de exemplo, a União Europeia vai investir 1 bilhão de euros, dentro dos próximos dez anos, para desenvolver a captura e armazenamento de CO2, em usinas de energia e e outras atividades com grande emissão, para armazenamento no subsolo. Mas até que

MPF/RO recomenda à Funai que assessore índios cintas largas em contrato de créditos de carbono

Índios cintas largas desejam comercializar créditos de carbono com empresa especializada O Ministério Público Federal em Rondônia (MPF/RO) emitiu uma recomendação para que a Fundação Nacional do Índio (Funai) acompanhe de perto todo o processo referente à comercialização de crédito de carbono envolvendo o povo indígena cinta larga. Recomendação é um documento enviado a órgãos públicos para que cumpram determinados dispositivos constitucionais ou legais. É uma das formas de atuação extrajudicial do

Níveis elevados de CO2 na atmosfera podem alterar o sequestro de carbono feito pelas plantas

Crescimento do nível de CO2 na atmosfera Sequestro abalado – Níveis atmosféricos elevados de dióxido de carbono podem estar alterando os modos com que as plantas sequestram carbono orgânico no solo, segundo indica uma nova pesquisa. O estudo, feito por cientistas europeus, será publicado esta semana no site e em breve na edição impressa da revista Proceedings of the National Academies of Sciences (PNAS). George Kowalchuk, do Instituto Holandês de Ecologia, e colegas

Relatora quer aprovar incentivo que concede créditos de carbono a agricultor que não desmatar

Foto: Paulo Whitaker / Reuters Debatedores ressaltaram a importância de combater o desmatamento de forma integrada para não preservar uma região e prejudicar outra. A relatora do Projeto de Lei 5586/09, deputada Rebecca Garcia (PP-AM), anunciou nesta terça-feira (11) que pretende aprovar seu substitutivo* à proposta do deputado Lupércio Ramos (PMDB-AM), que concede créditos de carbono** aos proprietários rurais que evitarem o desmatamento, a tempo de ser apresentada na Conferência da ONU

Fraude de bilhões de euros com créditos de carbono é descoberta na Alemanha

Criminosos estavam se aproveitando do mecanismo para lucrar bilhões de euros e evadir impostos A Europa descobre que, por trás das boas intenções de cuidar do ambiente, grupos criminosos estavam se aproveitando do sistema de venda de créditos de carbono para lucrar bilhões de euros, evadir impostos e criar um verdadeiro esquema de fraude. Reportagem de Jamil Chade, correspondente em Genebra - O Estado de S.Paulo. 27985

Brasil: mais uma oposição ao projeto MDL da Plantar

A Plantar S.A. Reflorestamentos, empresa de plantações e de ferro-gusa que opera no Brasil, Estado de Minas Gerais, vem se esforçando muito em fazer dinheiro através do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL). As atividades da empresa que envolvem a plantação em grande escala de árvores exóticas de eucaliptos- que são queimadas para obter carvão vegetal para ser usado na produção de ferro- gusa- têm despojado ilegalmente muitas pessoas de suas terras,

Rondônia sediará evento sobre seqüestro florestal de carbono

Será realizado nos dias 26 e 27 de fevereiro de 2010, em Porto Velho, um importante evento sobre mudanças climáticas. Nesses dois dias estará acontecendo I Seminário Amazônico sobre Seqüestro Florestal de Carbono e Mudanças Climáticas; “O Acordo Global na Amazônia” o evento contará entre outras coisas com círculo de palestras com especialistas de todo Brasil, além de atividades paralelas, como por exemplo, debates e mini-cursos específicos para profissionais da

Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL): Crédito de carbono precisa de regulação

Mecanismo de comercialização de projetos que reduzem a emissão de gases poluentes enfrenta entraves burocráticos no Brasil O Brasil está aquém da China e da Índia quando o assunto são as transações econômicas envolvendo a redução da emissão de gases de efeito estufa. Em todo o mundo, existem 5.448 projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), de acordo com dados do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT). O instrumento permite a

As interrogações no mercado de carbono, artigo de Washington Novaes

[O Estado de S.Paulo] Que acontecerá com o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), que é decorrência do Protocolo de Kyoto, se não houver acordo nas negociações da Convenção do Clima em dezembro, em Copenhague, e o mundo ficar sem regras nessa área, já que o protocolo tem prazo até 2012 para ser cumprido? É um tema que preocupa países, empresas, o mercado financeiro. Pelo protocolo e pelo MDL, uma empresa

Uganda: plantações como sumidouros de carbono, onde as árvores são mais importantes que as pessoas

A New Forests Company, companhia sediada no Reino Unido, está estabelecendo plantações de árvores em Uganda, Moçambique e Tanzânia. A companhia diz que “Apesar de estarem baseados na economia do florestamento comercial, nossos projetos são assegurados por créditos de carbono ... em cumprimento do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo. Isso significa que seus lucros da venda de madeira aumentarão através da venda de “créditos do carbono” a indústrias poluidoras no Norte.

Solo, compartimento de emissão e sequestro de carbono, artigo de Carol Salsa

“ Ao longo de duas décadas passadas uma nova concepção da vida, um novo sistema de olhar a vida está emergindo na vanguarda da ciência. Eu não tenho tempo para descrever esta nova concepção da vida com muitos detalhes mas quero mencionar algumas características importantes. A percepção central é que existe um padrão básico da vida que é comum a todos os sistemas vivos, organismos vivos, ecossistemas ou sistemas sociais.

Top