EcoDebate: Índice da edição nº 3.265, de 16/08/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   Greve Global pelo Clima, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Justiça Climática: casos e relatos de um mundo em reconstrução, artigo de Maria Cecília Trannin Você entende a real importância das florestas para o planeta e para a humanidade? Estradas Solares: 3 exemplos que mostram o futuro da tecnologia Relação entre fraturamento hidráulico (fracking) e impactos à saúde e economia foi articulada em audiência pública no Senado NOAA relata que julho

Greve Global pelo Clima, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Não peçam aos seus filhos respostas para a bagunça que vocês fizeram” Greta Thunberg     [EcoDebate] Os adolescentes que sempre foram vistos como imaturos e inconstantes estão dando uma lição aos seus pais e avós. Eles dizem que não querem repetir os versos de Belchior: “Ainda somos os mesmos, E vivemos, Como os nossos pais”. A juventude mundial está começando a perceber que recebeu uma herança maldita das gerações anteriores e que é grande

Justiça Climática: casos e relatos de um mundo em reconstrução, artigo de Maria Cecília Trannin

JUSTIÇA CLIMÁTICA: CASOS E RELATOS DE UM MUNDO EM RECONSTRUÇÃO Maria Cecília Trannin1 Resumo As consequências das mudanças climáticas têm causado severos prejuízos econômicos e sociais em diversas comunidades do mundo, tornando urgente o desenvolvimento de ações capazes de mitigar a mudança do clima através da redução da emissão de gases de efeito estufa e proporcionando meios para que toda a sociedade consiga se adaptar aos efeitos dessas mudanças, especialmente as populações

Você entende a real importância das florestas para o planeta e para a humanidade?

    Seis segredos sobre a importância das florestas para o planeta e para a humanidade FAO Onde você encontraria o maior centro de recreação do mundo e o supermercado mais natural de todos? Florestas não teriam sido sua primeira resposta, certo? Essa é a magia sobre as florestas. Eles guardam segredos. Por muito tempo pensávamos nas árvores como puramente funcionais ou ornamentais, objetos no cenário. Eles decoram as ruas da cidade. Nos fornecem sombras para

Estradas Solares: 3 exemplos que mostram o futuro da tecnologia

Projetos foram instalados em rodovia, ciclovia e via expressa, todas alimentados pela energia limpa do sol. Por: Ruy Fontes – agência #movidos A mesma tecnologia fotovoltaica que hoje gera energia em milhares de telhados de casas e empresas do Brasil, já é utilizada para criar estradas autossustentáveis ao redor do mundo. O princípio também é o mesmo: aproveitar espaços com disponibilidade de luz solar para a geração de energia limpa e gratuita,

Relação entre fraturamento hidráulico (fracking) e impactos à saúde e economia foi articulada em audiência pública no Senado

  Desenvolvimento econômico e fracking: uma conta que não fecha “Estamos falando de uma ameaça ao futuro do Brasil”, foi desta forma que o diretor fundador da Coalizão Não Fracking Brasil, Juliano Bueno de Araújo, colocou a técnica de fraturamento hidráulico (fracking) em pauta durante uma Audiência Pública sobre os impactos da exploração de gás de xisto no Brasil, promovida pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) e Comissão do Meio

NOAA relata que julho de 2019 foi o mês mais quente já registrado

  Grande parte do planeta sofreu um calor sem precedentes em julho, quando as temperaturas subiram para novas alturas no mês mais quente já registrado. O calor recorde também encolheu o gelo do Ártico e do Oceano Antártico, atingindo mínimos históricos. Clima pelos números de julho de 2019 A temperatura média global em julho foi 1,71 graus F acima da média do século 20 de 60,4 graus, tornando-se o mês de julho mais

EcoDebate: Índice da edição nº 3.264, de 15/08/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   Consórcios de recursos hídricos, rumo a governança na gestão, parte 2/2 (Final), artigo de Roberto Naime A corrosão da política, artigo de Gaudêncio Torquato Europa tem a capacidade eólica inexplorada suficiente para atender à demanda global de energia Poluente ligado à mudança climática acelera o desenvolvimento de enfisema e o declínio da função pulmonar Pesquisadores encontram microplásticos na neve do Ártico Alguém ganha com o aquecimento global? por Michael Hudson   [CC BY-NC-SA

Consórcios de recursos hídricos, rumo a governança na gestão, parte 2/2 (Final), artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] MATOS (2013) assinala sobre a caracterização dos consórcios pesquisados, que possuem grande disparidade em relação ao tamanho da bacia hidrográfica. Questionados sobre quais seriam os fatores que dificultam a consolidação dos consórcios, os responsáveis do consórcio assinalam que a articulação entre os municípios foi o fator que obteve o maior número de indicações. Em seguida vêm as dificuldades estruturais, como a captação de recursos e apoio técnico, com 19% das indicações,

A corrosão da política, artigo de Gaudêncio Torquato

    [EcoDebate] A degradação política se espraia pela comunidade mundial. A rede da representação não tem passado no teste de qualidade. Aqui e alhures. Espraia-se pelos continentes o sentimento de que a política, além de não corresponder aos anseios das sociedades, não é representada pelos melhores cidadãos, como pregava o ideário aristotélico. Norberto Bobbio já descrevia as promessas não cumpridas pela democracia, entre as quais a educação para a cidadania, o

Europa tem a capacidade eólica inexplorada suficiente para atender à demanda global de energia

    A Europa tem capacidade para produzir mais de 100 vezes a quantidade de energia que produz atualmente por meio de parques eólicos em terra, revelaram novas análises da Universidade de Sussex e da Universidade de Aarhus. University of Sussex* Numa análise de todos os locais adequados para parques eólicos em terra, o novo estudo revela que a Europa tem potencial para fornecer energia suficiente para todo o mundo até 2050. O estudo revela

Poluente ligado à mudança climática acelera o desenvolvimento de enfisema e o declínio da função pulmonar

    Em resumo A exposição prolongada a poluentes atmosféricos externos, especialmente o ozônio, acelera o desenvolvimento de enfisema e o declínio da função pulmonar relacionado à idade, mesmo entre pessoas que nunca fumaram, de acordo com um estudo publicado no Journal of American Medical Association. As descobertas podem ajudar a explicar por que o enfisema, uma doença pulmonar crônica, é relativamente comum em não fumantes. Columbia University* Introdução Doença respiratória crônica inferior - um termo genérico

Top