A FAO listou cinco maneiras de reduzir o uso de plásticos no dia a dia

  Cinco maneiras de reduzir o uso de plásticos no dia a dia O plástico é tão comum em nossas vidas que nem percebemos mais — é conveniente, barato e onipresente. A infeliz verdade é que mais de 70% do plástico que usamos não é reciclado e grande parte desse lixo é arrastado de nossas praias para os oceanos ou é levado das ruas para os rios. Estima-se que, atualmente, 5 trilhões de unidades

EcoDebate: Índice da edição nº 3.228, de 25/06/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   Uma visão sobre agricultura familiar, saúde e meio ambiente, Parte 1/2, artigo de Roberto Naime A terra inabitável, artigo de Lucio Carvalho Desvendar as complicadas relações entre as pessoas e a natureza para um futuro sustentável Regras atuais da energia solar distribuída no Brasil podem gerar 672 mil empregos até 2035 Chegou ao seu término o projeto 'Garantindo a defesa de direitos e a cidadania dos povos indígenas do médio

Uma visão sobre agricultura familiar, saúde e meio ambiente, Parte 1/2, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] MOREIRA (2013) destaca que na agricultura familiar há uma importância cada vez maior em se produzir hortaliças e frutas com padrões de qualidade e que sejam livres de resíduos de agrotóxicos, não comprometendo o ambiente agrícola. O consumo de frutas e hortaliças tornou-se um consenso entre médicos e nutricionistas para uma dieta saudável e como uma alternativa, para a população brasileira e mundial. A partir de junho de 2009, houve uma

A terra inabitável, artigo de Lucio Carvalho

  Imagem: pbs.org   [EcoDebate] O twitter de David Wallace-Wells nunca mais foi o mesmo depois de 09 de julho de 2017. Nesse dia, na New York Magazine, onde é editor-assistente e articulista, ele publicou um artigo desconcertante a respeito das mudanças climáticas em curso no mundo contemporâneo. Além do titulo assustador, A Terra Inabitável, digno dos clássicos filmes do gênero catástrofe, no artigo Wallace-Wells fazia o apanhado visionário distópico mais aterrador sobre

Desvendar as complicadas relações entre as pessoas e a natureza para um futuro sustentável

  As pessoas e a natureza dependem umas das outras de maneiras complexas.   Crédito: Tim McClanahan, Sociedade de Conservação da Vida Selvagem   Um grupo internacional de cientistas está fazendo grandes avanços para sustentar os ambientes do mundo, desemaranhando as formas intricadas pelas quais as pessoas e a natureza dependem umas das outras. Os resultados são publicados na Nature Sustainability de hoje e incluem contribuições de uma equipe de cientistas do ARC Centre of Excellence

Regras atuais da energia solar distribuída no Brasil podem gerar 672 mil empregos até 2035

Por: Ruy Fontes - Redator Depois de sete anos da sua criação, o segmento de geração distribuída atingiu certo nível no Brasil que, caso inalterado, pode continuar gerando ganhos ao país durante os próximos anos. Foi o que apontou o estudo realizado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) e enviado a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), que regula e monitora o segmento de geração distribuída de energia no

Chegou ao seu término o projeto ‘Garantindo a defesa de direitos e a cidadania dos povos indígenas do médio rio Solimões e afluentes’

ESPERANÇA, LEGITIMIDADE E AUTONOMIA: RESULTADOS QUE INDICAM CAMINHOS DE LUTA Por Lígia Apel Com importantes resultados chegou ao seu término o projeto “Garantindo a defesa de direitos e a cidadania dos povos indígenas do médio rio Solimões e afluentes”, realizado pela Cáritas de Tefé e CIMI Regional Norte I na Prelazia de Tefé, e apoiado pela União Europeia e Agência Católica de Desenvolvimento Internacional (CAFOD). Caracterizado como um grande “ajuri” (mutirão) em defesa

Expansão da infraestrutura rodoviária amplia o desmatamento na Bacia do Congo

Caros Colegas, Indico um novo artigo online, na Nature Sustainability, que avalia a expansão das estradas na vasta Bacia do Congo. Um comunicado de imprensa também está anexado. Algumas conclusões importantes: 1 Desde 2003, quase 100.000 quilômetros de novas estradas foram construídos na Bacia do Congo. 2 Em média, a taxa de destruição florestal associada a novas estradas quadruplicou ao longo do tempo. 3 Na República Democrática do Congo (RDC), novas estradas levam a 2

EcoDebate: Índice da edição nº 3.227, de 24/06/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   Água, ar, alimentos, saúde, lazer... artigo de Montserrat Martins A dinâmica demográfica da Venezuela segundo as novas projeções da ONU, artigo de José Eustáquio Diniz Alves PL que institui novo marco legal para saneamento básico no país chega à Câmara dos Deputados sob críticas de todos os lados O futuro da moda sustentável Estudo da Embrapa indica que o aquecimento global pode intensificar doença no cultivo do feijão em locais

Água, ar, alimentos, saúde, lazer… artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] A Alemanha tem um governo de direita e Portugal um de esquerda, mas ambos os países tem bons exemplos de cuidados com a natureza, tais como os cuidados com as florestas na Alemanha e as praias com poluição zero em Portugal. Existem coisas que estão acima das ideologias: todos precisamos de água, de ar, de alimentos, de saúde, de lazer, seja qual for nossa preferência política. Você pode ser contra

A dinâmica demográfica da Venezuela segundo as novas projeções da ONU, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] A dinâmica demográfica da Venezuela não ficou imune à crise econômica e política que acomete o país. Os principais indicadores foram afetados. A população venezuelana, que era de 5,5 milhões de habitantes em 1950 (representando 0,22% da população mundial de 2,5 bilhões), cresceu continuamente nas décadas seguintes e atingiu 30,1 milhões de habitantes em 2015 (representando 0,41% da população mundial de 7,4 bilhões), conforme mostra o gráfico abaixo, com

PL que institui novo marco legal para saneamento básico no país chega à Câmara dos Deputados sob críticas de todos os lados

    Por Martha Esteves - EPSJV/Fiocruz A proposta de um novo marco legal para o saneamento básico chegou à Câmara dos Deputados com o 'mérito' de desagradar tanto seus críticos, quanto seus defensores. Isso porque os governadores obtiveram uma vitória importante no último lance da disputa, assegurando a renovação dos contratos já firmados entre companhias estaduais de saneamento e municípios, que são os entes titulares da prestação destes serviços. A mudança desagradou

O futuro da moda sustentável

  Uma das indústrias que mais traz problemas para o meio ambiente é a da moda, já que para produzir roupas há um enorme gasto de água, como também eliminação de dióxido de carbono e ainda depois com as peças prontas, a indústria ainda ajuda a despejar toneladas de lixo todos os anos. Ou seja, algo precisava ser feito. Nos últimos anos, constantemente, o mercado de moda está se abrindo para mudanças,

Estudo da Embrapa indica que o aquecimento global pode intensificar doença no cultivo do feijão em locais mais frios

  Foto: Murillo Lobo Na faixa central, plantas com desenvolvimento comprometido causado pela podridão radicular seca Com o aumento da temperatura do planeta, muitas doenças de plantas podem alterar sua distribuição nas regiões produtoras, aumentando as dificuldades de manejo e os riscos de perdas na produção. Entre os males que afetam as raízes, a podridão radicular seca, causada por fungos do gênero Fusarium, pode se intensificar em lavouras de feijão das regiões Sul

A ética da responsabilidade é um caminho para encarar a crise ecológica e dilemas de nosso tempo

  A ética da responsabilidade é um caminho para encarar a crise ecológica e dilemas de nosso tempo. Entrevista especial com Wendell Lopes Por: Ricardo Machado | Edição João Vitor Santos | IHU     O professor Wendell Lopes observa que a Modernidade inaugura uma nova era, a do humanismo, mas também uma em que a ciência tem sua potência elevada. E não é qualquer ciência, é uma “nova ciência”. “E esta ciência moderna foi responsável pela matematização do mundo. Para ela nada

EcoDebate: Índice da edição nº 3.226, de 21/06/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   A revisão 2019 da ONU para as projeções populacionais do Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Criminalização da homofobia no trabalho, artigo de Maria Inês Vasconcelos Derretimento das geleiras do Himalaia dobrou nos últimos anos, ameaçando o abastecimento de água para milhões de pessoas na Ásia Inércia política mundial é responsável pela falta de progresso em energias sustentáveis Ilhas solares flutuantes podem mitigar emissões globais de CO2 Por que é

A revisão 2019 da ONU para as projeções populacionais do Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] A Divisão de População da ONU divulgou, no dia 17 de junho de 2019, as novas projeções populacionais para todos os países, para as regiões e para o total mundial. A população brasileira foi estimada em 211 milhões em 2019 e 212,6 milhões de habitantes em 2020. A novidade é que o Brasil perdeu o posto de 5º maior país do mundo, em termos demográfico, lugar agora ocupado pelo

Criminalização da homofobia no trabalho, artigo de Maria Inês Vasconcelos

    [EcoDebate] O trabalho foi e sempre será palco de enorme significado para o trabalhador. É no trabalho que muitas vezes passamos a maior parte da vida e, é através dele que construímos a nossa identidade. Por isso, é importante que ele seja prestado em condições e padrões saudáveis, livre de opressões e assédios. Pois bem, a homofobia está na pauta do dia e vem se perguntando muito, de que forma se

Derretimento das geleiras do Himalaia dobrou nos últimos anos, ameaçando o abastecimento de água para milhões de pessoas na Ásia

  Derretimento das geleiras do Himalaia - Aquecimento acelerado está afetando consistentemente uma região enorme, diz novo estudo Por Kevin Krajick* The Earth Institute - Columbia University   Um novo estudo abrangente mostra que o derretimento das geleiras do Himalaia, causado pelo aumento das temperaturas, acelerou dramaticamente desde o início do século XXI. A análise, que abrangeu 40 anos de observações de satélites na Índia, China, Nepal e Butão, indica que as geleiras vêm perdendo

Inércia política mundial é responsável pela falta de progresso em energias sustentáveis

  Inércia em políticas de energia sustentável é responsavel pela a falta de progresso no alcance das Metas de Clima e Desenvolvimento da ONU As energias renováveis atualmente são responsáveis por mais de um quarto (26%) da produção global de eletricidade, mas as tendências atuais do setor mostram que decisões políticas mais ousadas são necessárias em todos os setores de uso final para tornar nossos sistemas de energia sustentáveis. A energia renovável está

Top