nº 2.566, 2016 [12/07/2016]

    Consumo consciente, Parte 3/4, artigo de Roberto Naime A urgência de estudos científicos em torno das Pegadas Ecológicas no Turismo em Porto Seguro-Bahia, por Elissandro dos Santos Santana et al. Cidade de Pedra Branca, CE, usa peixe como método natural contra Aedes aegypti MPF quer prevenir rompimento de barragem desativada na Serra da Bocaina (RJ) ONU anuncia o lançamento do primeiro padrão global para medir perda e desperdício de alimentos

Consumo consciente, Parte 3/4, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] ALENCASTRO et. al. (2014) registra que a canalização de importantes recursos econômicos para promover o consumo e a venda de mercadorias gera uma produção ideológica de necessidades, desencadeando um desejo insaciável e uma demanda inesgotável por mercadorias. É uma verdadeira “manipulação das necessidades por interesses adquiridos” na qual os indivíduos perdem sua autonomia, tornando-se “incapazes de ser autônomos, enquanto forem doutrinados e manipulados (até seus próprios instintos)” (MARCUSE, 1973. p.

A urgência de estudos científicos em torno das Pegadas Ecológicas no Turismo em Porto Seguro-Bahia, por Elissandro dos Santos Santana et al.

A urgência de estudos científicos em torno das Pegadas Ecológicas no Turismo em Porto Seguro-Bahia Elissandro dos Santos Santana1 Denys Henrique Rodrigues Câmara2 Heron Duarte de Almeida3 Rosana dos Santos Santana4 Fonte: foto modificada a partir do livro “Pegada ecológica: qual é a sua?”, INPE. [EcoDebate]   Nos artigos “Sugestão de pesquisa em torno das ações insustentáveis e déficits socioambientais no turismo de Porto Seguro – Bahia”, “Ações insustentáveis no turismo de Porto Seguro –

Cidade de Pedra Branca, CE, usa peixe como método natural contra Aedes aegypti

  Revista Radis / Fiocruz Eles não carregam mais venenos dentro de suas bolsas. Aquele exército de homens de uniforme bege, todos com um embornal a tiracolo, um boné e o rosto queimado de sol, passou a usar uma nova arma contra o mosquito transmissor da dengue: ao invés de larvicida, os agentes de combate a endemias levam consigo uma garrafinha com um peixe de pouco mais de dois centímetros, conhecido na

MPF quer prevenir rompimento de barragem desativada na Serra da Bocaina (RJ)

notícia

    Em janeiro, nível da barragem subiu um metro acima do limite e apresenta sinais de erosão Em ação do Ministério Público Federal (MPF) em Angra dos Reis (RJ), a Justiça Federal concedeu liminar determinando que a empresa Nova Suíça Empreendimentos Turísticos e Hoteleiros apresente, em até cinco dias, à Defesa Civil, ao Município de Bananal e à Agência Nacional de Águas (ANA) relatório atualizado de inspeção da Barragem Bocaina, atestando a

ONU anuncia o lançamento do primeiro padrão global para medir perda e desperdício de alimentos

Segundo as Nações Unidas, cerca de um terço de todos os alimentos é perdido ou desperdiçado em todo o mundo, em processos que envolvem desde a produção da comida até o seu consumo, ao mesmo tempo em que 800 milhões de pessoas encontram-se subnutridas. Além disso, desperdício é responsável por 8% das emissões de gases que causam o efeito estufa. A ONU, em parceria com parceiros internacionais, anunciou no início de junho

Índio pataxó hãhãhãe denuncia invasão a terras demarcadas na Bahia

denúncia

    O índio pataxó hãhãhãe, Tawary Titiah, da etnia Bainã, denunciou ontem (11) na Casa de Trocas, da organização não governamental (ONG) Engajamundo, que a área de mata pertencente à sua aldeia, localizada no sul da Bahia, no município de Pau Brasil, está sendo invadida há pelo menos duas semanas. O primeiro sinal foi dado por um agricultor familiar que ouviu barulho de motosserra na região e avisou a um grupo

PEC 241/16: Uma afronta à saúde, aos direitos sociais e à Constituição

  PEC 241/16: Uma afronta à saúde, aos direitos sociais e à Constituição. Entrevista especial com Grazielle David “A PEC 241/16 é o congelamento e futura extinção dos direitos sociais previstos na Constituição. Isso acontece porque essa Proposta diz claramente que durante 20 anos não haverá ampliação do que será aplicado para a garantia de direitos sociais”, alerta a pesquisadora. Imagem: Abrasco   O Sistema Único de Saúde – SUS, considerado uma das maiores conquistas

A culpa nunca é da vítima

  Até 500 mil pessoas são violentadas no país a cada ano. Saúde deve estar preparada para enfrentar o problema (Julia Niemeyer fotografada por Eduardo de Oliveira) O caso da adolescente de 16 anos, vítima de estupro coletivo no Rio de Janeiro, em maio deste ano, ganhou grande repercussão na mídia e nas redes sociais, e o processo ainda figura nas páginas policiais. A vítima foi levada para uma casa abandonada, e, quando

Top