Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.075, de 14/05/2014

    O mito da independência energética dos Estados Unidos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves A Segurança Alimentar na Amazônia, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves Disputa pelo território: Movimentos sociais e resistência na Amazônia, artigo de Ana Laíde Soares Barbosa Animais e plantas da Caatinga também têm suas estratégias de convivência com o Semiárido Denúncia: Munduruku são atacados com rojões por garimpeiros, comerciantes e prefeitura de Jacareacanga (PA) MPF recomenda

O mito da independência energética dos Estados Unidos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Capitalism is torpedoing our prosperity, killing our economies, threatening our children. It must be re-engineered, root and branch” (Nafeez Ahmed - 9 April 2014)     [EcoDebate] Os defensores do excepcionalismo americano e a indústria petrolífera propagam a ideia de que os Estados Unidos vão ser a nova potência energética do século XXI (“Saudi America”) e vão ficar livres da importação de petróleo do Oriente Médio. Consequentemente, ficariam livres dos problemas políticos da

A Segurança Alimentar na Amazônia, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves

  [EcoDebate] Nestes 39 anos como agrônomo na Amazônia, convivendo diretamente com os pequenos agricultores familiares, constatei mudanças radicais no hábito alimentar do meio rural, mesmo por que muitas vezes a convite, me alimentei em suas residências, quando da realização de algum evento de campo. Ao longo desse período, a alimentação desses agricultores mudou drasticamente em função da pressão sobre o meio ambiente, conjuntura econômica e indução dos programas sociais em

Disputa pelo território: Movimentos sociais e resistência na Amazônia, artigo de Ana Laíde Soares Barbosa

  Disputa pelo território: Movimentos sociais e resistência na Amazônia Ana Laíde Soares Barbosa Movimento Xingu Vivo para Sempre Historicamente, hoje mais do que nunca, a disputa pelo território na Amazônia tem se dado entre o Estado, apoiado por grandes empresas e políticos profissionais (geralmente envolvidos em atividades ilegais), todos com fortes interesses econômicos na região, e as comunidades tradicionais e indígenas que, estando do outro lado, participam desta disputa em imensa desvantagem. Inseridos

Animais e plantas da Caatinga também têm suas estratégias de convivência com o Semiárido

    Resistência da Caatinga também é uma característica do povo da região onde o bioma está presente. Práticas agroecológicas são uma forte estratégia de preservação do bioma. Por Catarina de Angola - Asacom Recife - PE Caatinga é um bioma exclusivamente brasileiro. | Foto: Romário Henrique No dia 28 de abril foi comemorado o dia Caatinga, bioma exclusivamente brasileiro, presente na região semiárida, e corresponde a 12% do território nacional. Caatinga vem do tupi-guarani e

Denúncia: Munduruku são atacados com rojões por garimpeiros, comerciantes e prefeitura de Jacareacanga (PA)

    Por Renato Santana, de Brasília (DF) Cerca de 500 garimpeiros, comerciantes e membros do Poder Público de Jacareacanga (PA) atacaram 20 munduruku na manhã desta terça, 13, durante ação contra a presença dos indígenas no município. Dois munduruku acabaram feridos nas pernas depois de atingidos por rojões lançados pelos manifestantes anti-indígenas. Os munduruku temem por novos ataques nas próximas horas e a Polícia Federal foi acionada. “Não podemos nem levar os dois feridos

MPF recomenda ao ICMBio fiscalização intensiva no Parque Nacional Grande Sertão Veredas

  NOME DA UNIDADE: Parque Nacional Grande Sertão Veredas BIOMA: Cerrado ÁREA: 230.853,4200 hectares DIPLOMA LEGAL DE CRIAÇÃO: Dec nº 97.658 de 12 de abril de 1989/Dec s/nº de 21 de maio de 2004 Fonte: ICMBio   ICMBio, responsável pela administração da unidade de conservação federal, deve autuar infratores, para evitar a degradação do meio ambiente local O Ministério Público Federal em Paracatu (MPF/MG) recomendou ao chefe do Parque Nacional Grande Sertão Veredas que

O Veneno Esta na Mesa 2 (dir: Silvio Tendler, 2014)

    da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida Lançado no dia 16 de abril, no Rio de Janeiro, o filme O Veneno está na Mesa 2 segue em exibições pelo Brasil e pelo mundo. Realizado pelo diretor Sílvio Tendler, o filme foi feito em parceria com a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, e tem como princípio ser um filme livre: pode e deve ser reproduzido e exibido

Líder em energia solar, Barbados será o país-sede do Dia Mundial do Meio Ambiente de 2014

    Barbados, ilha caribenha que investe cada vez mais em projetos contra a mudança do clima, foi escolhido pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) como sede das celebrações globais do Dia Mundial do Meio Ambiente (DMMA). A data é comemorada no dia 5 de junho e as celebrações acontecerão ao longo de toda a semana. O tema do DMMA deste ano é “Aumente sua voz, não o nível

Estudo indica que, para prevenir câncer de mama, mulheres devem reduzir a exposição a produtos químicos

    Cientistas americanos identificaram as substâncias químicas mais cancerígenas presentes no ambiente cotidiano que as mulheres devem evitar para diminuir o risco de câncer de mama, uma pista importante para a prevenção da doença. Por Jean-Louis Santini, da AFP, no UOL Notícias, com informações complementares do EcoDebate. O estudo [New Exposure Biomarkers as Tools For Breast Cancer Epidemiology, Biomonitoring, and Prevention: A Systematic Approach Based on Animal Evidence], publicado nesta segunda-feira (12)

Estudo alerta para risco de derretimento na Antártica Oriental

  Até agora tida como praticamente imune ao aquecimento global, a porção leste do continente também enfrenta riscos, afirmam pesquisadores. Uma vez iniciado, derretimento na região de Wilkes seria irreversível.   Enquanto a temperatura no Ártico vêm aumentando duas vezes mais rápido do que no resto do planeta, o gelo da Antártica foi durante muito tempo tido como pouco afetado pelas mudanças climáticas. Nos últimos anos, porém, as imagens de geleiras

All América, a maior companhia ferroviária do Brasil, é condenada por trabalho escravo

  Companhia ferroviária pagará R$ 15 milhões pela exploração e aliciamento de 51 trabalhadores     A All América, a maior companhia ferroviária do Brasil, foi condenada em pela 1ª Vara do Trabalho de Itapecerica da Serra em R$ 15 milhões por dano moral coletivo. A empresa foi processada pelo Ministério Público do Trabalho em São Paulo (MPT-SP) após 51 trabalhadores terem sido resgatados em condições análogas a de escravo durante fiscalização do Ministério

Top