É o combate às fake news, estúpido! artigo de Alexsandro Ribeiro

  É o combate às fake news, estúpido! artigo de Alexsandro Ribeiro [EcoDebate] Não é perseguição ou censura à liberdade de expressão, mas sim a contundente luta contra a indústria das fake news. As ações do Supremo Tribunal Federal (STF), as denúncias de entidades da sociedade civil, e até as medidas tomadas por pequenos grupos digitais são respostas necessárias contra um mal que vem contaminando a saúde da boa informação. A tecnologia e os

Pesquisa diz que 62% dos brasileiros não sabem reconhecer notícias falsas (fake news)

  Pesquisa diz que 62% dos brasileiros não sabem reconhecer notícias falsas (fake news) Especialista dá 5 dicas para reconhecer as fake news Por Lorena Oliva Ramos As notícias falsas têm ganhado cada vez mais credibilidade entre os brasileiros. De acordo com um estudo feito pela empresa de cibersegurança Kaspersky, 62% dos brasileiros não sabem reconhecer uma fake news. Além disso, segundo o Massachusetts Institute of Technology (MIT), as notícias falsas circulam 70% mais do que

Nem leu e já tem opinião formada sobre o assunto, artigo de Alexsandro Ribeiro

    [EcoDebate] Para um bom entendedor, meia palavra precisa da outra metade para de fato dizer alguma coisa. Aliás, precisa do contexto. Estou me referindo ao que está por trás das reportagens, títulos e imagens compartilhadas nas redes sociais, que nem sempre condizem com o que está lá na página original da notícia. Isso mesmo. Tem muita gente formando opinião e debatendo na superficialidade da manchete da reportagem. Não como referência científica,

‘Isso a Globo não mostra!’, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Recebo vídeos diariamente – e imagino que você também – pelo msn do face ou pelo whats, que começam com “Isso a Globo não mostra!”. Os conteúdos podem ser qualquer coisa, assuntos já batidos, a frase inicial é apelativa, só para chamar a atenção. Deve dar resultado, porque já virou “meme”, que não tem relação com qualquer conteúdo específico, serve para tudo. Já tive minha fase de contestação, de teorias

CPT emite Nota de Repúdio à ‘reportagem’ da TV Band: quem de fato está devastando as margens do rio São Francisco?

    A Comissão Pastoral da Terra (CPT) – CPT Nacional e Regional Minas Gerais - vêm a público repudiar e exigir direito de resposta à Band (Rádio e Televisão Bandeirantes S.A.) em face da reportagem da TV Bandeirantes veiculada às 20h do dia 19 de julho de 2018 e disponibilizada também em seu sítio eletrônico, sob o título “Grupos invadem terras e destroem vegetação perto do rio”, que criminaliza os Povos

Mídias socioambientais: financiando uma economia sustentável, artigo de Amyra El Khalili

    [EcoDebate] Quem atua no mercado financeiro costuma ouvir aquela afirmação: “O mercado sobe no boato e cai no fato”. Se alguém me perguntasse “como você conseguiu saber que o petróleo teria suas cotações disparadas, com altas sucessivas até atingir a maior marca dos últimos 20 anos?”, responderia: mídias socioambientais. Já tinha gritado que a US$ 26,00 o barril era para entrar comprando e que abaixo de US$ 34,00 o mercado nunca mais

‘Fake news’ sustentam escolhas políticas, afirma o professor da UFMG

    'Fake news' sustentam escolhas políticas, afirma o professor da UFMG Por Ewerton Martins Ribeiro, UFMG O grande volume de notícias falsas que trafegam atualmente não deve ser creditado apenas à falta de informação ou à ignorância das pessoas. Em alguns casos, deter algum nível de informação pode ser fator determinante para cristalizar os próprios preconceitos. Essa análise foi feita pelo sociólogo Yurij Castelfranchi na palestra Ciências, crenças e boatos: como lidar com a

Crescer no vazio ético da mídia brasileira, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Era madrugada e dois jornalistas conversavam sobre mídia num aeroporto do Nordeste. Um era estrangeiro e outro brasileiro, ambos de um grande jornal internacional com extensão no Brasil. O brasileiro – pela conversa era fotógrafo – pergunta ao estrangeiro como está a imagem do Brasil no país dele depois do golpe. O estrangeiro repete que está pior do que era antes. Mas, ressalta que notícias sobre o Brasil pouco aparecem

Pesquisadores de Stanford dizem que jovens têm dificuldade em julgar a credibilidade da informação on-line

    Pesquisadores em educação dizem que os jovens são enganados pelos conteúdos patrocinados e nem sempre reconhecem o viés político das mensagens sociais. Quando se trata de avaliar a informação, que flui através de canais sociais ou aparece em uma pesquisa do Google, os jovens podem facilmente ser enganados, de acordo com um novo relatório de pesquisadores, na Stanford Graduate School of Education. O relatório, divulgado esta semana pelo Stanford History Education Group

Qual o problema da imprensa com o clima? por Beatriz Diniz e Marcia Pimenta

Qual o problema da imprensa com o clima? Veja na análise da cobertura da ratificação do Acordo de Paris [EcoDebate] É uma tristeza a ratificação do Acordo de Paris pelo Brasil não estar na capa dos principais jornais do país nem ter destaque em suas edições digitais e nos telejornais da TV aberta. A cerimônia na segunda 12/9 até foi noticiada pelos meios de comunicação, só que timidamente. O também chamado acordo

A relativização da grande mídia, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Tempos atrás, quando éramos agredidos pela grande mídia, tínhamos que cobrar na justiça uma resposta no mesmo espaço, do mesmo tamanho, com um conteúdo sem retoques por parte dos editores. Claro, conseguíamos um direito de resposta em um bilhão. Hoje a grande mídia critica e é criticada, opina e é opinada, ataca e é atacada. Melhor, praticamente em tempo real, através dos meios que a internet nos disponibilizou. Enfim, chegamos efetivamente

Cobertura jornalística de crimes influencia opinião pública antes de julgamento, sugere estudo

Pesquisa analisa como a cobertura jornalística de grandes crimes pode influenciar a opinião pública antes das investigações e julgamentos emitirem vereditos Por Denis Pacheco, do Jornal da USP Ao afirmar que o jornalismo “não espera o resultado da batalha, informa a cada troca de tiros”, o professor Bernardo Kucinski cristalizou em uma única frase uma das importantes bases para se entender o jornalismo online nos dias de hoje. Sua obra Jornalismo na

Pesquisa identifica violações de direitos e infrações a leis em programas ‘policialescos’ de rádio e TV

  Ação integra o "Programa de monitoramento de violações de direitos na mídia brasileira", desenvolvido em articulação com a PFDC Já está disponível no site do Ministério Público pelo Direito à Comunicação (MPDCom) a íntegra da pesquisa lançada nessa segunda-feira, 16 de maio, que identifica violações de direitos e infrações a leis em programas "policialescos" de rádio e televisão no Brasil. Produzida pela ANDI Comunicação e Direitos, a pesquisa identifica que, em apenas

O que a mídia não vê, o coração não sente, artigo de Daniel Clemente

    [EcoDebate] A crise da política em Portugal segue a tendência ocidental, os partidos políticos afastados das bases populares não respondem as perguntas de seus eleitores e não representam uma possibilidade de mudança. Pedro Santana Lopes, ex-primeiro-ministro português no biênio 2004/2005, discursava em um programa televisivo de notícias da emissora SIC sobre a decadência partidária, quando foi interrompido repentinamente para dar voz e visão ao regresso a Portugal do consagrado técnico

Senado aprova lei que regulamenta direito de resposta nos meios de comunicação

    O plenário do Senado aprovou ontem (4) projeto do senador Roberto Requião (PMDB-PR) regulamentando o direito de resposta nos meios de comunicação, mas exclui os comentários feitos por usuários da internet nas páginas eletrônicas dos veículos de comunicação social. O texto determina o direito de resposta à pessoa (física ou jurídica) ofendida por qualquer reportagem, nota ou notícia “divulgada por veículo de comunicação social, independentemente do meio ou plataforma de distribuição,

Para professor, programas policialescos reforçam visões negativas sobre moradores de comunidades mais pobres

Ver TV reúne especialistas para uma conversa sobre os chamados “programas policialescos.”     Em diversos programas de TV com fundo policial, a notícia se transforma em espetáculo mórbido. Isso, muitas vezes, desrespeita códigos de ética, direitos humanos e legislação. Este Ver TV recebe a gerente do núcleo de qualificação de mídia da Andi – Comunicação e Direitos, Suzana Varjão; o jornalista Pedro Caribé, coordenador da Rede de Mídia Livre Bahia 1798; e a

Câmara aprova regras sobre direito de resposta nos meios de comunicação; Matéria retorna ao Senado

Projeto considera ofensivo o conteúdo que atente contra a honra, a intimidade, a reputação, o conceito, o nome, a marca ou a imagem de pessoa física ou jurídica   Foto: Marcos Santos/USP Imagens   O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (20) o Projeto de Lei 6446/13, do Senado, que estabelece procedimentos para o exercício do direito de resposta por pessoa ou empresa em relação a matéria divulgada pela imprensa. Devido às

‘Governos tiveram pouco ou nenhum êxito em democratizar comunicação’, diz relator da OEA em evento da ONU

  Relator especial para a Liberdade de Expressão da OEA, Edison Lanza participou de mesa-redonda no Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro e destacou experiências globais que buscam regular a mídia ao mesmo tempo em que defendem e ampliam a liberdade de expressão. Encontro foi promovido pela ONU, Coletivo Intervozes e IESP/UERJ. “Todo ser humano tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência,

Especialistas debatem violações de direitos humanos na mídia brasileira

    As violações de direitos na mídia brasileira, principalmente em relação a crianças e adolescentes, foram debatidas ontem (18) no último dia do seminário Andi 21 anos - A Mídia Brasileira e os Direitos Humanos: Avanços e Desafios, realizado em Brasília nesta semana. Um dos assuntos abordados foi a aprovação, na comissão especial, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171/1993, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos,

Especialistas defendem limites para a concentração econômica na mídia

    Especialistas defenderam que o Congresso Nacional estabeleça limites à concentração econômica nos meios de comunicação social, em audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (11). O colegiado discutiu o Projeto de Lei4026/04, que determina que a operação de emissoras em rede não poderá alcançar audiência nacional superior a 50% dos lares, em qualquer horário. Também foi debatido o PL 6667/09, apensado ao

Top