Pesquisa diz que 62% dos brasileiros não sabem reconhecer notícias falsas (fake news)

 

fake news
Imagem: IHU

 

Especialista dá 5 dicas para reconhecer as fake news

Por Lorena Oliva Ramos

As notícias falsas têm ganhado cada vez mais credibilidade entre os brasileiros. De acordo com um estudo feito pela empresa de cibersegurança Kaspersky, 62% dos brasileiros não sabem reconhecer uma fake news. Além disso, segundo o Massachusetts Institute of Technology (MIT), as notícias falsas circulam 70% mais do que as notícias verdadeiras na internet.

Por isso, é preciso estar atento e entender como descobrir se as notícias compartilhadas por amigos, familiares e conhecidos, são verdadeiras ou não. Para isso, a professora do curso de Marketing Digital do Centro Universitário Internacional Uninter, Maria Carolina Avis, dá cinco dicas de como verificar uma fake news. Confira:

DICA 1

Verifique se essa notícia é recente ou antiga. Muitas vezes a informação não é falsa, só é antiga. Após esse texto, foi publicada alguma atualização que seja mais recente? Então antes de repassar algo para frente, analise quando o texto foi escrito e se houveram atualizações. O Google Notícias pode ajudar nessa verificação.

DICA 2

Isso realmente é uma notícia? Não é uma propaganda que parece uma notícia? Cuidado com o compartilhamento de “notícias” de produtos milagrosos que se disfarçam de informação. Além disso, analise se o produtor do conteúdo tem credibilidade, se a fonte é confiável. Prefira repassar informações verificadas por grandes canais de comunicação.

DICA 3

Muitas informações disponíveis na internet são análises pessoais, e não informações baseadas em dados. Essas não necessariamente são falsas, mas têm uma intenção clara pelo autor que expôs sua opinião.

DICA 4

Se uma notícia é verdadeira, vários canais de comunicação a publicarão. Antes de compartilhar, faça uma breve pesquisa e analise essa questão. Neste momento, leia as várias versões de uma mesma notícia para ter a sua opinião sobre.

DICA 5

Tem muitos erros de português? Pelo link conseguiu ver que o nome da empresa está incorreto? Desconfie.

As notícias falsas são muito atraentes, por isso são tão compartilháveis. É importante verificar antes de repassar, afinal nem sempre as pessoas que receberão sua mensagem pensarão em verificar a veracidade, antes de compartilhar com ainda mais gente.

 

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 24/04/2020

Pesquisa diz que 62% dos brasileiros não sabem reconhecer notícias falsas (fake news), in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 24/04/2020, https://www.ecodebate.com.br/2020/04/24/pesquisa-diz-que-62-dos-brasileiros-nao-sabem-reconhecer-noticias-falsas-fake-news/.

 

PUBLICIDADE




 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top