Índice da edição de 19/04/2010

Apontamentos sobre fontes de energia, artigo de Roberto Naime Na era da violência (Parte 2), artigo de Américo Canhoto Lixão é caso de Polícia Federal, artigo de Ana Echevenguá Quando os morros de Santa Maria, RS, começarem a ruir… artigo de James Pizarro SP: Uso descontrolado de agrotóxicos é rechaçado em audiência pública Exposição no Tuca retrata refugiados climáticos em Bangladesh e Índia Estudo diz que agrobusiness não resolve problema da fome e adoção de práticas

Apontamentos sobre fontes de energia, artigo de Roberto Naime

[EcoDebate] Após a descoberta da máquina de vapor por James Watt, e a solidificação da revolução industrial, o mundo tem exaurido a exploração dos seus recursos energéticos não renováveis, basicamente petróleo e carvão, que causam grandes impactos ambientais quando transformados em energia. Além dos problemas ambientais, são extremamente bem conhecidos os problemas políticos associados com a extração de petróleo, cujo barril hoje situa-se a níveis estratosféricos de preço. O carvão é o

Na era da violência (Parte 2), artigo de Américo Canhoto

[EcoDebate] Somos seres muito mais reativos do que pró-ativos; daí que ás vezes, nós reagimos de forma nem sempre proporcional aos estímulos – quase sempre o revide através da agressão supera a ofensa. De onde surge a tendência para a agressividade e violência? Inegável que somos uma lenta construção e que agressividade e tendência para a violência possam ser aprendidas ou desaprendidas sob a ação do meio ambiente; especialmente na infância

Lixão é caso de Polícia Federal, artigo de Ana Echevenguá

[EcoDebate] Quem mexe com esses problemas de meio ambiente, já sabe: é um jogo de empurra-empurra. A gente ouve ‘péra lá, isso não é comigo’, ou ‘vamos fazer um TAC, dando um tempo pro criminoso se ajeitar’, ou ‘trata-se de um conflito de competência’ e outras coisitas... “Ninguém quer a batata quente na mão”, como falava o professor Christian Caubet. Nesse meio-tempo, quem perde é a Mãe Natureza e, em

Quando os morros de Santa Maria, RS, começarem a ruir… artigo de James Pizarro

[EcoDebate] A cidade de Santa Maria, RS, onde nasci e me criei, é cercada por lindas montanhas. Muitas com áreas de degradação e desmatamento, além de pedreiras que consegui paralisar na justiça quando estive vereador, em 1988/1992. Morro da Televisão, Morro do Cechella, Vila Bilibio, etc...têm ocupações irregulares que começaram naquele período, ao arrepio do código florestal e sob a complascência dos políticos. Dei dezenas de entrevistas e escrevi um longo

SP: Uso descontrolado de agrotóxicos é rechaçado em audiência pública

A audiência pública realizada na tarde desta quinta-feira por iniciativa do deputado estadual Raul Marcelo evidenciou a gravidade da falta de regulamentação do uso de pesticidas agrícolas no Estado de São Paulo. Também foi muito criticado o modelo de produção agrícola em vigor no país, que exige crescentemente o uso de venenos cada vez mais tóxicos para aumentar a margem de lucro das lavouras. O defensor público Wagner Giron de La

Exposição no Tuca retrata refugiados climáticos em Bangladesh e Índia

Foto de Peter Caton Parceria entre Senac e o TUCARENA traz a São Paulo a exposição Naufrágio de Sundarbans, com 40 fotografias do inglês Peter Caton e da brasileira Cristiane Aoki. Seleção de obras denuncia o desparecimento da região, que está submergindo em função de alterações climáticas planetárias. De 28 de abril a 20 de maio. O Senac e o TUCARENA inauguram no dia 27 de abril, às 19 horas, a

Estudo diz que agrobusiness não resolve problema da fome e adoção de práticas ambientais na agricultura pode dobrar produção

Lavoura sustentável aumenta safra e lucro A produção agrícola baseada em padrões industriais e alimentos exportáveis (commodities) não colabora para combater a fome em vários países em desenvolvimento e frequentemente resulta em degradação ambiental, afirma um artigo publicado pelo CIP-CI (Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo), um órgão do PNUD em parceria com o governo brasileiro. Os autores do estudo defendem uma mudança

Hoje termina o prazo para que frigoríficos assinem TAC para o fim do desmatamento ilegal associado à criação de gado em MT

Depois de várias de reuniões e sete meses de negociação com representantes dos três maiores frigoríficos em Mato Grosso – JBS, Marfrig e Independência – e com a Associação Brasileira de Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) o Ministério Público Federal resolveu determinar prazo para que eles se comprometam com o termo de ajuste de conduta (TAC) da pecuária sustentável. A data final é esta segunda-feira, 19 de abril. Depois desse prazo,

Sociedade civil protesta no TRF 1 contra decisão política no caso Belo Monte

Integrantes de movimentos sociais e indígenas e ONGs ambientalistas protestam nesta segunda, 19, as 10 h da manhã, contra o cunho político da derrubada da liminar de suspensão do leilão e da licença ambiental da hidrelétrica de Belo Monte, pelo desembargador Jirair Meguerian, presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região em Brasília. A liminar, concedida pelo juiz federal Antonio Carlos Campelo no dia 14 de abril, e amplamente lastreada

Ibama encontra 20 toneladas do produto proibido Ascarel no porto de Rio Grande

Em vistoria de rotina, realizada em 13/04, pelo Ibama, nas dependências do porto de Rio Grande/RS, foram encontradas cerca de 20 toneladas de material contaminado e produto ilegal, como o óleo Ascarel (Bifenila policlorada), proibido no Brasil desde 1981. O produto Ascarel é um dos poluentes orgânicos persistentes que contsta na lista do protocolo de Estocolmo, o que significa que tem fabricaçãoe comercialização proibida nos países signatários. O óleo é resultante

Amazônia. 2015, desmatamento zero. Entrevista especial com João Talocchi

Está prevista, para o final deste ano, a próxima Cúpula do clima. Cancun, no México, receberá pesquisadores, governantes e todos aqueles interessados no tema para discutir o futuro do planeta. O objetivo é que agora se consiga produzir um acordo global com ações efetivas para combater as mudanças climáticas, diferente do que aconteceu em Copenhague, cujo resultado foi considerado um desastre com um acordo que não muda nada. “O Brasil,

Top