Plano de Marketing Sustentável para Confecção de Produtos de Babaçu

Projeto da Embrapa Cocais busca abrir novos mercados para produtos alimentícios do babaçu
Projeto da Embrapa Cocais busca abrir novos mercados para produtos alimentícios do babaçu. Foto: Embrapa

Artigo de José Austerliano Rodrigues e Izabel Cristina da Silva

[EcoDebate] Um plano de marketing sustentável é um documento escrito que resume o que o profissional de marketing sabe sobre o mercado e indica como a empresa planeja alcançar seus objetivos.

O plano de marketing é o instrumento central para direcionar e coordenar o esforço de marketing em dois níveis: estratégico e tático. O plano de marketing estratégico estabelece os mercados-alvos e a proposta de valor a ser oferecida com base em uma análise das melhores oportunidades de mercado, a exemplo das forças das dimensões do modelo de sustentabilidade de marketing: econômica, ambiental, social, ética/cidadania ecológica e tecnologia de informação (LIM, 2015; KOTLER; KELLER; 2018; RODRIGUES; RODRIGUES FILHO, 2018). O plano de marketing tático especifica as táticas de marketing, incluindo características do cliente, custo, conveniência e comunicação (BELZ; PEATTIE, 2012; KOTLER; KELLER; 2018). A seguir, analisaremos o plano de marketing de cada um dos dois níveis da empresa.

A seguir, serão apresentadas uma descrição sucinta de cada uma das dimensões do nível estratégico:

Dimensão Econômica: adota uma filosofia antropocêntrica, em que o objetivo é maximizar a satisfação do consumidor e da organização. Ter foco somente nesta dimensão levará a organização a adotar práticas de insustentabilidade de marketing, uma vez que as partes provavelmente buscarão maximizar resultados econômicos, afastando, nesse caso, a contribuição dos resultados das dimensões social, ambiental, cidadania ecológica e tecnologia de informação.

Dimensão Ambiental: objetiva a filosofia ecocêntrica e a perseverança ambiental. O chamamento é para objetivos que promovam uma saudável conexão com o ambiente ecológico, em que a proteção dos recursos ecológicos (natural e cultural) seja uma prioridade. Uma das questões mais discutidas na última década diz respeito às mudanças climáticas.

Dimensão Social: tem sua filosofia na virtude social e luta em busca da equidade social e de benefícios para a sociedade.

Dimensão de Cidadania Ecológica: adota a filosofia moral e ética, em que a participação e o dever cívico estão ecologicamente incorporados. A expansão da noção de ética e de cidadania ecológica desenvolve um modelo robusto de participação, o da participação democrática.

Dimensão de Tecnologia de Informação: enraizada na filosofia da inovação, tem por objetivo de melhorar soluções existentes e buscar novas formas de resolver problemas e/ou necessidades. É difícil verificar como a tecnologia pode ser usada de modo a contribuir com a agenda de sustentabilidade, pois, ao considerar unicamente o aspecto tecnológico, os recursos investidos em tecnologia poderão ser ineficientes e ineficazes para a adoção da sustentabilidade. A literatura tem registrado inúmeros projetos de tecnologia de informação fracassados, principalmente nos países em desenvolvimento (RODRIGUES FILHO, 2010).

A seguir, serão apresentados um descrição sucinta de cada uma caracterítica do nível tático:

Cliente: um produto ou serviço que uma empresa comercializa quando atende às necessidades do cliente de forma sustentável, deve ter um mínimo de impacto no meio ambiente ao longo de seu processo de produção e comercialização, ou seja, buscando o equilíbrio econômico, social e ecológico, que satisfaça às necessidades dos clientes e dos stakeholders (partes interessadas).

Custo: a estratégia de preço deve incorporar o valor social agregado ou custo social total do processo de comercialização de um produto ou serviço sustentável. Desta maneira, os custos ambientais e socais são tratados como externalidades ambientais negativas geradas pelas atividades empresariais.

Conveniência: a conveniência envolve um conjunto de atividades necessárias que vão desde a saída do produto do processo produtivo até a chegada ao seu destino que é o consumidor, através dos varejistas e prestadores de serviços, no que diz respeito ao uso e pós-uso do produto sustentável.

Comunicação: dentro da perspectiva do mix de marketing sustentável, tem-se a atividade de comunicação, onde além de apresentar as caracteristicas técnicas dos produtos, as necessidades atendida deverão conscientizar e demonstrar o valor agregado social que está incorporado em todo processo de comercialização (incluindo os produtos e serviços sustentáveis), ou seja, a variável de comunicação deve ser capaz de projetar e sustentar a imagem da empresa, destacando seu diferencial social e ambiental junto à sociedade, por meio de campanhas do mix promocional sustentável (BELZ; PEATTIE, 2010; ZENONE; DIAS, 2015).

A Orbygnia Martiana Barb, conhecida como Palmeira Babaçu é sem dúvida uma das mais importantes palmeira do extrativismo no Brasil. Típica das regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste, sendo predominante nos Distritos de Santo Antônio do Matupi/AM e Tabajara/RO, onde vêm sendo utilizada como matéria prima na confecção de produtos sustentáveis, gerando fonte de renda e subsistência, tendo um valor econômico, social e ambiental significativos. A abundância dessa palmeira possibilita o estabelecimento de uma rede de negócio qualificado se adicionada a inovação junto às comunidades que vivem, por exemplo: da extração do coco do babaçu se extrai a amêndoa, do mesocarpo (parte interna da casca), se extrai o leite e a farinha que é usada na alimentação, da amêndoa ainda é extraído o óleo, bastante utilizado na indústria gastronômica, farmacêutica e cosmética, da casca ocorre à fabricação do carvão, biodiesel e produtos, do caule a fabricação de pontes e banco e quando decomposto usa-se como adubo orgânico, da palha (fibra) são feitas coberturas para casas e a fabricação de produtos artesanais (jogos americanos, leques, chaveiros, luminárias), dentre os maiores exemplos da diversidade econômica, social e ambiental do Babaçu, destaca-se a confecção artesanal com arranjos de flores com pedúnculo do babaçu, cipós Titica, Ambé e Juta (DA SILVA et al., 2016).

Portanto, o plano de marketing sustentável é um dos produtos mais importantes do processo de marketing, por fornecer direção e foco para uma marca, um produto ou uma empresa. Contudo, o objetivo do plano é dar forma aos negócios e produtos sustentáveis de empresas de babaçu, para conseguir mais clientes e ganhar mais dinheiro levando ao desenvolvimento sustentável enquanto se protege o ambiente. O plano de marketing ocorre em dois níveis: estratégico e tático.

José Austerliano Rodrigues. Doutor em Marketing Sustentável pela UFRJ e Especialista Sênior em Sustentabilidade, com ênfase em Sustentabilidade e Marketing, com interesse em pesquisa em Marketing Sustentável, Sustentabilidade de Marketing, Responsabilidade Social e Comportamento do Consumidor. E-mail: austerlianorodrigues@bol.com.br.

Izabel Cristina da Silva. Especialista em Análise Ambiental pela UNIR e Membro do GEITEC/ UNIR – RO. Idealizadora e Fundadora do Museu do Babaçu em Porto Velho/RO. E- mail: pedradesantoantonio@gmail.com.

Top