A importância do Marketing Sustentável para as Empresas de Produtos e Serviços Derivado do Babaçu no Brasil, por José Austerliano Rodrigues e Izabel Cristina da Silva

babaçú
Foto: EBC

[EcoDebate] O termo marketing sustentável foi utilizado pela primeira vez no início dos anos de 1990 por Donald Fuller, apontando as oportunidades de inovação através das organizações sustentáveis e os objetivos sociais com as estratégias de marketing sustentável na elaboração de seu mix: cliente, custo, conveniência e comunicação, além do mix, as dimensões do modelo de sustentabilidade de marketing: econômica, ambiental, social, ética/cidadania ecológica e tecnologia de informação (BELZ; PEATTIE, 2012; LIM, 2015; RODRIGUES; RODRIGUES FILHO, 2018).

Objetivo deste artigo é entender a importância do marketing sustentável para as empresas de produtos e serviços derivado do coco babaçu, como no caso das fases do ciclo de vida do produto (extração de matérias-primas, comercialização, consumo e descarte) deste vegetal. Na proposta do Ciclo de Vida do Produto, do ponto de vista do marketing sustentável, essas fases têm classificação um pouco difirente. A primeira fase é o impacto social e ecológico durante o processo de fabricação, depois na comercialização do produto, em seguida no consumo e, posteriormente, no descarte (ZENONE; DIAS, 2015).

O babaçu é um dos principais produtos da extração vegetal no Brasil, e em sua área de ocorrência, localizada na transição entre os biomas Amazônia, Cerrado e Caatinga do Nordeste semiárido, reside um dos mais expressivos contingentes do campesinato no país, May (1986), além de grupos indígenas que também mantêm relação com esta palmeira Gonzálex-Pérez et al., 2012. São inúmeros os produtos e serviços derivados dos babaçuais que contribuem para os meios de vida de povos e de comunidades tradicionais, bem como de agricultores familiares, embora apenas a produção comercializada de amêndoas seja reconhecida pelas estatísticas oficiais da extração vegetal (IBGE, 2006, 2016). Compreender e corretamente dimensionar a importância econômica dos produtos do babaçu é condição necessária para delinear instrumentos de marketing sustentável (mix e dimensões do modelo de sustentabilidade de marketing) para o fortalecimento desta economia, assim como para apontar soluções para problemas de logística e de estruturação de cadeias que potencializem o uso efetivo desta riqueza, consequentemente reforçando a conservação destas florestas e proporcionando melhores condições de vida para os agroextrativistas (PORRO, 2019).

Dessa forma, o babaçu poderá ocupar um importante espaço na agricultura familiar e economia brasileira, que contemplem empresas e a sociedade na busca de um desenvolvimento sustentável para todos.

Pesquisadores:

José Austerliano Rodrigues. Doutor em Marketing Sustentável pela UFRJ, com ênfase em Sustentabilidade e Marketing, com interesse em pesquisa em Marketing Sustentável, Sustentabilidade de Marketing, Responsabilidade Social e Comportamento do Consumidor. E-mail: austerlianorodrigues@bol.com.br.

Izabel Cristina da Silva. Especialista em Análise Ambiental pela UNIR. Idealizadora e Fundadora do Museu do Babaçu em Porto Velho/RO. Secretaria Municipal de Educação – SEMED/Porto Velho/RO. E- mail: izabelcrisrondonia@gmail.com.

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 16/06/2020

 

Para pesquisar mais sobre este tema ou outros, use a ferramenta de pesquisa

 

 

CONTEÚDO SUGERIDO / PUBLICIDADE



 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate com link e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394,

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Top