nº 2.434, 2015 [08/12/2015]

    Enfrentar os agrotóxicos: um outro mundo é possível, artigo de Roberto Naime Energia eólica e os desafios socioambientais, artigo de Heitor Scalambrini Costa Cria-se escassez para gerar demanda, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves Vídeo resgata o drama das famílias que perderam tudo na maior catástrofe ambiental do país PA: operação investiga grandes empresas exportadoras de madeira por desmatamento ilegal e fraude Feira da reforma agrária no Rio oferece 70

Enfrentar os agrotóxicos: um outro mundo é possível, artigo de Roberto Naime

agroecologia

    [EcoDebate] Se já não fossem suficientes as contaminações por efluentes gasosos de todos os tipos, poluentes persistentes impostos por processos industriais, gases de escapamento de veículos, queimadas e efemérides causadas pelo desmatamento e demais fontes poluidoras, os agrotóxicos se somam, de forma persistente, ao peso no prato de cada dia da população. No Brasil, os números impressionam. Dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) do ano de 2013 registram que

Energia eólica e os desafios socioambientais, artigo de Heitor Scalambrini Costa

    [EcoDebate] A partir de 2007, ano a ano, o crescimento da geração eólica no país chama a atenção. Se há nove anos a potencia instalada era de 667 MW, em 2015 chegou a 8.120 MW, ou seja, um aumento de 12 vezes. Verifica-se também que vários municípios brasileiros sofreram mudanças radicais com alterações bruscas em suas paisagens e no modo de vida de suas populações. Essas mudanças representam o início

Cria-se escassez para gerar demanda, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves

    [EcoDebate] Lembro o impacto que tive e que muitos tiveram quando de repente, água passou a ser vendida em garrafinhas plásticas. Como venda de água se até então era considerada um bem público? Negar a alguém um copo d’água na porta de casa era inaceitável, considerado até falta de caridade. Mas a água foi gradativamente ganhando mercado. Maquiada como “água mineral”, inicialmente em garrafinhas e posteriormente em garrafões para o

Vídeo resgata o drama das famílias que perderam tudo na maior catástrofe ambiental do país

Os moradores de Paracatu de Baixo eBento Rodrigues, distritos de Mariana localizados a mais de 100 km de Belo Horizonte (MG), viveram no dia 5 de novembro a maior tragédia de suas vidas. Neste dia, uma das três barragens da mineradora Samarco situadas naquela região sofreu uma ruptura e derramou 40 milhões de metros cúbicos de rejeitos no Rio Gualacho, que desemboca no Rio Doce. A lama seguiu o curso do

PA: operação investiga grandes empresas exportadoras de madeira por desmatamento ilegal e fraude

    Grandes empresas exportadoras de madeira atuando no Pará são suspeitas de usar créditos florestais para “esquentar” madeira ilegal Foi deflagrada nesta sexta-feira, 4 de dezembro, uma operação do Ministério Público Federal, Polícia Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e Justiça Federal que investiga um esquema de desmatamento ilegal e fraude em sistemas florestais no qual estão envolvidas algumas das maiores empresas exportadoras de madeira do Pará. A operação envolve buscas

Feira da reforma agrária no Rio oferece 70 toneladas de alimentos

    Uma enorme tenda montada na 7ª Feira Estadual da Reforma Agrária Cícero Guedes foi um alento para muitas das pessoas que passaram, na manhã de ontem (7), pelo Largo da Carioca, centro do Rio de Janeiro. Além de servir de refúgio da chuva forte, o interior da tenda oferecia uma variedade de cores, cheiros e sabores, além de música, apresentações culturais e rodas de conversa. Até quarta-feira (9), cerca de

MPF/MT vai investigar possível tentativa de envenenamento de crianças indígenas

    Os primeiros relatos de possível tentativa de envenenamento chegaram ao Ministério Público Federal na manhã de sexta-feira, 4 de dezembro O Ministério Público Federal no Mato Grosso (MPF/MT) instaurou procedimento para apurar a possível tentativa de envenenamento de crianças indígenas da etnia Bororo que vivem na Terra Jarudore, no município de Poxoréo, em Mato Grosso. Os primeiros relatos de possível tentativa de envenenamento chegaram ao Ministério Público Federal na manhã de sexta-feira,

COP21 entra na semana decisiva de negociações para novo acordo climático

COP21

    A 21ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP21), em Paris, entrou ontem (7) na semana decisiva de negociações em que o alto escalão ministerial vai se debruçar sobre o rascunho de 48 páginas do novo acordo global climático finalizado no sábado (5). Os ministros de 195 países e da União Europeia devem aprovar o texto até sexta-feira (11). Segundo o secretário-executivo do Observatório do Clima,

COP21 chega à metade sem saber aonde vai

COP21

    Definição sobre objetivo de longo prazo do novo acordo do clima e sobre quem paga a conta ficam nas mãos dos ministros, que assumem a negociação a partir de segunda-feira CLAUDIO ANGELO E CÍNTYA FEITOSA Do Observatório do Clima, em Paris Um diplomata de um país em desenvolvimento resumiu da seguinte forma o texto preliminar do Acordo de Paris, que foi finalizado na manhã deste sábado: “Ele só precisava de dois colchetes: um

Refrigerante é o ‘novo tabaco’, diz especialista

    Especialistas alertam para consumo exagerado e dependência, já apontando para os principais males gerados pela bebida O alto consumo de refrigerante em todo o mundo rendeu à bebida o título de “novo tabaco”, considerado empecilho na busca por uma vida saudável. Nos Estados Unidos, por exemplo, as políticas públicas voltadas ao combate da obesidade proibiram a venda do produto em escolas do ensino fundamental. Diante da crítica aos males do consumo, as

Top