Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.191, de 10/11/2014

    Tudo junto e misturado, artigo de Montserrat Martins Pagamos tanto por lixo quanto por alimentos, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves 40% de todos os conflitos internos dos últimos 60 anos estão associados a recursos naturais PA: Desmatamento cresce na área da APA Triunfo do Xingu e órgão gestor se omite MG: ICMBio é condenado por omitir-se no exercício do poder de polícia ambiental Ibama e Inpe lançam calendário para

Tudo junto e misturado, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O primeiro post da presidenta reeleita na internet, “tudo junto e misturado”, traz no título um convite à restauração dos vínculos estremecidos entre situação e oposição ao longo de toda campanha eleitoral. Para quem havia calcado sua propaganda no argumento de ser a “candidata dos pobres” contra os “candidatos dos ricos”, de cunho divisiosionista a ponto de lembrar o chavismo, é um sinal mais agregador esse, o de reconhecer

Pagamos tanto por lixo quanto por alimentos, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves

  Quando a maioria das prefeituras não cumpriu o prazo para o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos a sociedade continua a ser a crescente mina de rejeitos     [EcoDebate] Este assunto já foi tema de crônica anterior de minha autoria em A SOCIEDADE PLASTIFICADA em que relato minha experiência com a transição da vida simples numa cidade considerada periférica - sem produção de lixo - para a sociedade “de consumo”. Segundo conceitos

40% de todos os conflitos internos dos últimos 60 anos estão associados a recursos naturais

  Em Dia Internacional que discute relação do meio ambiente com os conflitos, secretário-geral da ONU acredita que a gestão do meio ambiente deve ser parte da construção da paz.     De acordo com o Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA), pelo menos 40% de todos os conflitos internos nos últimos 60 anos estão associados ao aproveitamento dos recursos naturais, sejam de alto valor como madeira, diamantes, ouro e petróleo, ou

PA: Desmatamento cresce na área da APA Triunfo do Xingu e órgão gestor se omite

  O desmatamento ilegal avança na Área de Proteção Ambiental (APA) Triunfo do Xingu     O desmatamento ilegal avança na Área de Proteção Ambiental (APA) Triunfo do Xingu desde 2013, e, no entanto, há mais de um ano e meio o órgão gestor da área – a  Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA) do Pará –, não convoca o conselho gestor da unidade para tratar dos problemas que afetam a área. A APA

MG: ICMBio é condenado por omitir-se no exercício do poder de polícia ambiental

  Prevaleceu tese do MPF de que a falta de medidas administrativas eficazes para fazer cessar danos causados em APP implica culpa concorrente do órgão fiscalizador     O Ministério Público Federal em Minas Gerais (MPF/MG) obteve decisão judicial que, além de determinar a demolição de três chalés construídos irregularmente em Área de Preservação Permanente (APP), no interior da Área de Proteção Ambiental (APA) Serra da Mantiqueira, também condenou o Instituto Chico Mendes de

Ibama e Inpe lançam calendário para divulgar dados sobre desmatamento

     O presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Volney Zanardi, e o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Leonel Fernando Perondi, lançaram na sexta-feira (7) um calendário formal para divulgação dos dados do Sistema de Detecção de Mapeamento em Tempo Real (Deter). O calendário já está valendo, uma vez que os dados de agosto, setembro e outubro serão divulgados ainda neste mês. A partir

MPF quer mudanças em norma que regulamenta atuação do Iphan no licenciamento ambiental

    Em recomendação, MPF cobra alterações na norma a fim de garantir a devida proteção ao patrimônio cultural O Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) que suspenda a publicação da Instrução Normativa 01/2014, que regula a participação do órgão em licenciamentos ambientais no âmbito federal e estabelece parâmetros para a fiscalização da preservação arqueológica. A recomendação é resultado de audiência pública coordenada pela 4ª

Novo relator defende planejamento para evitar crise da água no Brasil

    Leo Heller, professor da Universidade Federal de Minas Gerais, assume o cargo em dezembro; em entrevista à Rádio ONU, ele pede atuação mais forte dos Estados para solucionar problemas de água e de saneamento. Por Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. O Conselho de Direitos Humanos da ONU escolheu o brasileiro Leo Heller para ser o novo relator para o direito humano à água potável e ao saneamento. Heller é

Nota Pública: O contrafogo da Suzano Papel e Celulose Ltda no território de comunidades quilombolas do leste maranhense

    A Comissão Pastoral da Terra no Maranhão (CPT) tornam públicas as ações criminosas da Empresa Suzano Papel e Celulose Ltda. com a realização de queimadas, que tem como objetivo preservar suas plantações de eucalipto, e que provocam a expulsão de famílias camponesas e destruição de áreas de cultivo tradicional. Entre os municípios de Parnarama e Matões, no estado do Maranhão, as comunidades quilombolas Tanque de Rodagem e São João, Cocalinho e

Anistia Internacional lança campanha sobre o alto índice de homicídios de jovens

  A Anistia Internacional lançou no domingo (09/11), às 10h, na pista de skate do Aterro do Flamengo (altura do Museu da República), Rio de Janeiro, a campanha Jovem Negro Vivo. A mobilização chama a atenção para o alto número de mortes de jovens no país, em especial entre a juventude negra.     “Além de ser um país com um dos maiores índices de homicídios no mundo, o Brasil está matando mais seus

Confecção que escravizava bolivianos sofre multa de R$ 300 mil

    Após flagrante, em julho deste ano, quando 15 imigrantes bolivianos foram encontrados em condições análogas à de escravo em uma oficina de costura terceirizada , a empresa Confecções de Roupas Seiki LTDA firmou acordo na semana passada com Ministério Público do Trabalho em São Paulo (MPT-SP) em que assume a responsabilidade direta por qualquer ilegalidade ou irregularidade trabalhista em todas as etapas de produção dos seus artigos. A companhia, responsável

Top