Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.821, de 24/04/2013

    Edição n° 44 da revista Cidadania & Meio Ambiente está disponível para acesso e/ou download Deseconomia de escala: carros trafegam na velocidade de carroças, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Energia eólica, geração de empregos e desenvolvimento sustentável, por Moana Simas e Sergio Pacca 21 de abril: pela memória da liberdade ou da ditadura? artigo de Valdir Lamim-Guedes Estudo mostra como herbicida diuron, usado nas culturas de soja e cana,

Edição n° 44 da revista Cidadania & Meio Ambiente está disponível para acesso e/ou download

  Prezadas(os) Leitoras(es) do EcoDebate e da revista Cidadania & Meio Ambiente Informamos que a edição n° 44 da revista Cidadania & Meio Ambiente, ISSN 2177-630X, já está disponível para acesso e/ou download na página do Portal EcoDebate.   Capa da edição n° 44 Vejam, abaixo, o sumário da edição: Água: tempo de incerteza Crescimento populacional, impactos tecnológicos, exacerbação do consumo, alterações nos estilos de viver, habitar e trabalhar, mudanças climáticas, entre outros fatores, projetam os recursos

Deseconomia de escala: carros trafegam na velocidade de carroças, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Os carros e as grandes metrópoles são ícones do desenvolvimento econômico, segundo o imaginário coletivo. A transição de uma economia agrária e rural para uma economia urbana e industrial é um dos indicadores usados para medir o progresso e o avanço civilizatório. Em geral, se considera que a concentração econômica e populacional permite ganhos de escala e economias de aglomeração, fatores que possibilitam o aumento da produtividade e o

Energia eólica, geração de empregos e desenvolvimento sustentável, por Moana Simas e Sergio Pacca

    Energia eólica, geração de empregos e desenvolvimento sustentável     Moana SimasI; Sergio PaccaII IMestre em Energia pela Universidade de São Paulo, assistente de Pesquisa no Departamento de Ecologia Industrial da Norwegian University of Science and Technology (NTNU) e membro da ISIE - Sociedade Internacional de Ecologia Industrial. @ - moana@usp.br IIProfessor associado da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH), vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação em Sustentabilidade da Universidade de São Paulo, professor do

21 de abril: pela memória da liberdade ou da ditadura? artigo de Valdir Lamim-Guedes

  [EcoDebate] As comemorações em torno do dia 21 de abril, que relembra o dia da execução de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, na cidade do Rio de Janeiro, em 1792, faz parte de um processo de conversão de processo emancipatório, em um caso de heroísmo: Tiradentes - o herói brasileiro. Em Minas Gerais, desde a década de 1950, este dia celebra um evento dotado de tamanho simbolismo que Ouro

Estudo mostra como herbicida diuron, usado nas culturas de soja e cana, é cancerígeno para ratos

    O diuron, amplamente empregado no país, provoca câncer de bexiga nos animais mesmo em doses cinco vezes menores do que se supunha. Pesquisa investigou também alguns efeitos de praguicidas encontrados no tomate   Uma pesquisa realizada na Universidade Estadual Paulista (Unesp) identificou o modo de ação do diuron, um herbicida amplamente utilizado nas culturas de soja e cana-de-açúcar, que provocou câncer na bexiga de ratos. “Mostramos que, quando eliminados pela urina, o diuron

Agricultores da capital de São Paulo começam a eliminar agrotóxicos de suas lavouras

    Agricultor da capital é cada vez mais ecológico - Cidade de São Paulo tem 435 trabalhadores agropecuaristas e pelo menos 35 já eliminaram agrotóxicos de suas lavouras   Profissão: agropecuarista. Cidade de domicílio: São Paulo. Sim, na maior cidade do Hemisfério Sul, densamente urbanizada, há 435 agropecuaristas. Entre eles, 35 se livraram de agrotóxicos e fertilizantes químicos e aderiram a uma produção orgânica, de acordo com dados da Prefeitura - no ano

Século 20 tem maiores temperaturas em 1,4 mil anos, diz estudo publicado na Nature Geoscience

    Pesquisa usou análise de anéis de árvores e outros registros do clima do passado O século 20 teve as maiores médias de temperaturas registradas em 1,4 mil anos, segundo uma pesquisa climática que envolveu 78 cientistas de universidades em 24 países. O levantamento [Continental-scale temperature variability during the past two millennia], divulgado nesta segunda-feira na publicação científica Nature Geoscience, reconstituiu as temperaturas dos últimos 2 mil anos em sete regiões continentais do

Eventos climáticos colocam novos desafios para Defesa Civil, dizem especialistas

  Eventos climáticos mais intensos e frequentes tendem a agravar os desastres naturais e colocam novos desafios para os sistemas de Defesa Civil. Esse cenário foi traçado por especialistas, parlamentares e representantes do governo que participaram, nesta terça-feira, de audiência pública na Comissão Mista de Mudanças Climáticas. A maior tragédia climática do Brasil ocorreu em 2011, quando 918 pessoas morreram e 9 mil ficaram desabrigadas após enchentes na região serrana do Rio

Hidrelétricas podem afetar sistema hidrológico do Pantanal

    Projeto para construção de mais 87 pequenas centrais hidrelétricas na bacia do Alto Paraguai pode afetar conectividade da área de planalto com a de planície do bioma pantaneiro e dificultar fluxo migratório de peixes e outras espécies aquáticas, alertam pesquisadores. O projeto de construção de mais 87 Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) na Bacia do Alto Paraguai, em discussão atualmente, pode afetar a conectividade do planalto – onde nasce o Rio Paraguai

Rio Madeira já sofre impactos de Santo Antonio e Jirau

  Usina Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no Rio Madeira, a sete quilômetros de Porto Velho, no estado de Rondônia. Foto Aneel / EBC   O físico e professor de Planejamento de Sistemas Energéticos da Universidade Federal de Rondônia, Arthur Moretti, declarou em entrevista ao programa 'Amazônia Brasileira', da Rádio Nacional da Amazônia, que a construção das usinas hidrelétricas de Santo Antonio e Jirau, em Rondônia, já está afetando o curso do rio Madeira

Comunidades temem construção de hidrelétrica na Terra Indígena Raposa Serra do Sol

  Brasília, 15/04/2013 – O secretário nacional de Articulação Social da Secretaria-Geral da Presidência da República, Paulo Maldos, recebe lideranças indígenas dos povos Macuxi, Wapichana, Taurepang, Ingarikó, Wai-Wai, Yanomani, Patamona, Sapará e Ye’kuana, representadas pelo Conselho Indígena de Roraima, e também dos povos Kaiabi e Xavante, no Palácio do Planalto. Foto de Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr   A certeza do usufruto do seu território ainda parece estar distante para as comunidades que vivem na

Top