Estudo investiga eficiência da Caatinga na absorção de gás carbônico

  É o que pesquisadores do Instituto Nacional do Semiárido, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, querem provar. Para isso, instalaram duas estações micrometeorológicas em Campina Grande, na Paraíba, para monitorar o dióxido de carbono absorvido pelas plantas da região (Foto: Otávio Nogueira / Creative Commons)   A vegetação da Caatinga pode ser proporcionalmente mais eficiente do que as florestas úmidas para absorver o gás carbônico presente na atmosfera, em um

Serviço Florestal Brasileiro,: no NE, 94% da lenha é ilegal, cortada e queimada sem qualquer tipo de controle

  Carvão ilegal. Foto de arquivo MMA No calor da indústria do gesso, a ruína da caatinga no Nordeste - Em toda a região, 30% das empresas usam lenha como fonte de energia; adesão a planos de manejo ainda é baixa No Araripe, na divisa de Pernambuco com Piauí, está o maior polo gesseiro do país. Com o incentivo à construção civil, as fábricas estão a pleno vapor e respondem por 95% da

Bendita é entre as florestas: Caatinga, artigo de Cristiano Cardoso Gomes

  [EcoDebate] Quando se fala em florestas, a maioria das pessoas logo lembra a Amazônia, outras veem a memória a Mata Atlântica, alguns o Cerrado e um ou outro, se lembra da Caatinga. Não é raro questionar se a Caatinga é floresta ou mata. Não é difícil ver pessoas surpreendidas quando se diz que a Caatinga é uma floresta. A Caatinga é Mata sim. Inclusive na própria epistemologia do nome, quando os reais

A Caatinga é o bioma semiárido mais biodiverso do mundo. Entrevista com João Arthur Seyffarth

  Trata-se de um bioma adaptado às condições semiáridas e se localiza nos nove estados do Nordeste e no norte de Minas Gerais, ocupando 11% do território nacional Por: Thamiris Magalhães “A Caatinga é o bioma semiárido mais biodiverso do mundo, sendo extremamente distinto em espécies animais, vegetais, em paisagens e sob o ponto de vista genético”, frisa o biólogo João Arthur Seyffarth, em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line. E continua:

Caatinga, um bioma desconhecido e a ‘Convivência com o Semi Árido’. Entrevista com Haroldo Schistek

  " A Caatinga ocupa 11% do território nacional e mereceria, sem dúvida, um enfoque apropriado e políticas públicas feitas exclusivamente para a área que engloba. Esta área corresponde às superfícies da Alemanha e França juntas", constata o  idealizador do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – IRPAA, com sede em Juazeiro, BA. "A Caatinga é o bioma mais frágil que temos no Brasil. A ciência, identificando sua fauna e flora, nos

Ibama fiscaliza polígonos de desmatamentos detectados por satélites na Caatinga da Paraíba

  O Ibama realizou, nas duas últimas semanas, a Operação Borborema, de fiscalização do desmatamento do bioma Caatinga no estado. Foram aplicados mais de R$ 264 mil reais em multas, com 23 autos de infração lavrados, e embargadas atividades em 195,5 hectares de Caatinga desmatados ilegalmente. Os embargos às atividades nas áreas desmatadas ilegalmente visam garantir a regeneração da vegetação do único bioma exclusivamente brasileiro e com a biodiversidade mais rica

Fundo Socioambiental (FSA) da Caixa recebe projetos para proteção de nascentes de água e da biodiversidade da Caatinga

O Fundo Socioambiental (FSA) da Caixa Econômica Federal disponibiliza R$13,8 milhões para apoiar projetos de recuperação de nascentes de água e de matas ciliares em bacias hidrográficas que servem ao abastecimento humano, para preservar a biodiversidade da Caatinga e para a gestão de resíduos sólidos. As instituições públicas ou privadas, sem fins lucrativos, registradas no Cadastro Nacional de Entidades Ambientalistas (Cnea), com projetos de recuperação hídrica, têm até 5 de agosto

Entre 2008 e 2009, a Caatinga perdeu 1.921 km2 de vegetação nativa

Entre 2008 e 2009, a Caatinga, bioma predominante do Nordeste brasileiro, perdeu 1.921 quilômetros quadrados (km²) de vegetação nativa, uma área equivalente a 200 campos de futebol. A média anual foi de 0,23% a menos da área original do bioma por ano, ritmo menor que o medido entre 2002 e 2008, de 0,28% de floresta derrubada anualmente. Os estados que mais desmataram o bioma entre 2008 e 2009 foram a Bahia,

Carta de Petrolina: Mudanças Climáticas no bioma Caatinga

CARTA DE PETROLINA Nós, representantes de entidades e movimentos sociais que lutam por uma Convivência Sustentável com o Semiárido, tornamos públicas as reflexões e os compromissos assumidos no Seminário “Mudanças Climáticas no Bioma Caatinga”, promovido pelo Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social, em parceria com a Articulação no Semiárido - ASA. Percebemos, com alegria, que a luta popular pela Convivência com o Semiárido, em contraponto ao modelo predador de “desenvolvimento”, mudou positivamente

No Dia da Nacional da Caatinga um alerta contra a devastação

Nas comemorações do Dia da Nacional da Caatinga, parlamentares, ONGs e representantes do MMA defendem urgência para combater desmatamento e desertificação no bioma que já é o segundo mais devastado do País A Caatinga, que abriga 27 milhões de pessoas e abrange cerca de 11% do território nacional, está em ritmo acelerado de devastação. Números apresentados nesta quinta-feira (28/04) em audiência pública na Câmara dos Deputados revelam que 2,8 mil Km2

A vegetação e o Ambientalismo de Asfalto, artigo de Cristiano Cardoso Gomes

[EcoDebate] Cotidianamente a legião de defensores ambientais tem ampliado, nossa sociedade aos poucos e progressivamente aumenta o interesse pelas causas e efeitos no meio ambiente. Não obstante, informações codificadas e quebradas chegam às pessoas, e as possibilitam um endetimento deficiente da realidade ou mesmo parcial. Para exemplicar utilizarei três acontecimentos distintos, usando-os como pano de fundo para discussão: a) Numa conversa uma pessoa me disse: Eu sou contra a derrrubada

A realidade pouco conhecida da Caatinga

Sertão, terra rachada, sol a pino, povo sobrevivente. A imagem mais relacionada à Caatinga esconde uma realidade pouco conhecida. O único bioma exclusivamente brasileiro é também a região semiárida mais rica em biodiversidade do planeta. Os dados mais atuais indicam 932 espécies de plantas, 148 de mamíferos e 510 de aves, algumas exclusivas do bioma. Ocupando 11% do território brasileiro, a Caatinga também apresenta grande potencial de uso sustentável de seus

MMA discute estruturação do Fundo Caatinga para ações de combate à desertificação e mitigação dos efeitos da seca

Foto: Divulgação/MMA O projeto busca captar recursos para ações de combate à desertificação e mitigação dos efeitos da seca, além de ampliar a oferta e despoluir os recursos hídricos com a recuperação e revitalização de áreas degradadas. O secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, José Machado, em reunião com representantes do ministério e do Banco do Nordeste, apresentou nesta quinta-feira (17/6) a minuta para estruturação do Fundo Caatinga. A proposta para criação

Desmatamento: Caatinga já perdeu 53,62% de sua cobertura original

Infográfico do Correio Braziliense. Para acessar o infográfico no tamanho original clique aqui. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, a área também é a "mais vulnerável" aos efeitos das mudanças climáticas e corre sério perigo de desertificação A caatinga, único bioma exclusivamente brasileiro, é conhecida como cenário de histórias do cangaço e dos heróis do escritor Ariano Suassuna; e por ser a terra do xote, do xaxado e do baião. Porém, poucos

Monitoramento do MMA mostra que desmatamento na Caatinga já destruiu metade da vegetação original

Paisagem de Caatinga. Foto Wikipedia Considerado o único bioma exclusivamente brasileiro, a Caatinga possui atualmente metade de sua cobertura vegetal original. Em 2008, a vegetação remanescente da área era de 53,62%. Dados do monitoramento do desmatamento no bioma realizado entre 2002 e 2008 revelam que, neste período, o território devastado foi de 16.576 km2, o equivalentente a 2% de toda a Caatinga. A taxa anual média de desmatamento na mesma época

Fundo Nacional sobre Mudança do Clima (Lei 12.114/09) pode garantir mais recursos para a caatinga

Caatinga (do Tupi: caa (mata) + tinga (branca) = mata branca) é o único bioma exclusivamente brasileiro, o que significa que grande parte do seu patrimônio biológico não pode ser encontrado em nenhum outro lugar do planeta. A caatinga ocupa uma área de cerca de 850.000 km², cerca de 10% do território nacional, englobando de forma contínua parte dos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco,

Caatinga: Operação, contra uso de madeiras nativas extraídas ilegalmente, fecha sete indústrias do polo de gesso de Araripe, em PE

Na manhã desta quinta-feira, uma operação contra o desmatamento da Caatinga fechou sete indústrias do polo de gesso de Araripe, no interior do estado de Pernambuco, a aproximadamente 200 km de Petrolina. Elas utilizavam madeiras nativas extraídas ilegalmente do bioma para a produção do gesso. Promovida pelo Ministério do Meio Ambiente juntamente com representantes do Ibama, das polícias Civil e Militar, da Força Nacional e do Ministério Público, a ação

Carvoarias degradam as pessoas e o meio ambiente

Cada caminhão carregado de carvão representa 150 m3 de mata nativa desmatada. Foto: João Zinclar. Presença marcante nos municípios baianos de Barra, Buritirama, Morpará e Muquém do São Francisco, na região do Médio São Francisco, as carvoarias destroem o meio ambiente, exploram trabalhadores e põem em risco as comunidades tradicionais. O principal alvo é o bioma Caatinga, que está sendo devastado, com significativa perda da biodiversidade. 17207

Transposição: o estupro da Caatinga, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

[EcoDebate] “É de cortar o coração”. Foi dessa forma surpreendente que uma repórter – uma profissional - se referiu ao que viu nas obras da transposição em Cabrobó. Ela vira a devastação da Caatinga pelo Exército, as montanhas de árvores empilhadas, justamente numa região onde a desertificação mais avança no semi-árido brasileiro. E olha que o Exército é responsável por apenas 3% da obra e não fez muito mais que

Minc reconhece que a Caatinga está sendo destruída mais rápido do que a Amazônia

[Minc recognizes that the Caatinga is being destroyed faster than the Amazon] O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse ontem (29), no lançamento do Mapa das Unidades da Caatinga em Terras Indígenas, que o bioma é um dos mais ameaçados, menos estudados e menos protegidos do país. Na ocasião, foi assinado um plano de ação entre o Ministério do Meio Ambiente, a Fundação Chico Mendes e a organização não-governamental The Nature

Top