nº 2.446, 2016 [06/01/2016]

    A população nos 200 anos da independência (1822-2022) do Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Horta orgânica de Terra Estrela, Várzea Grande (MT), artigo de Roberto Naime As reportagens sudestinas sobre a seca do Nordeste, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) Queimadas crescem 27,5% no país em 2015, mostra Inpe 5 evidências que as mudanças climáticas já são realidade Comitê de Bacia reduz novamente a vazão de barragens do Rio São Francisco Mudanças Climáticas podem 'secar'

A população nos 200 anos da independência (1822-2022) do Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  População brasileira entre 1822 e 2022 Fonte: IBGE e Divisão de população da ONU   [EcoDebate]A população brasileira deve apresentar um crescimento por volta de 48 vezes nos 200 anos da independência do Brasil. Em 1822, a população brasileira estava em torno de 4,6 milhões de habitantes, subiu para 9,9 milhões 50 anos depois (1872), quando foi realizado o primeiro censo demográfico do Brasil. Chegou a 17,4 milhões em 1900. Multiplicou praticamente por

Horta orgânica de Terra Estrela, Várzea Grande (MT), artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] PANTALEÃO et. al. (2014) descrevem e relatam a experiência agroecológica cuja origem se deu em função da adequação a uma alimentação saudável para o consumo familiar e se desdobrou em um negócio próspero e sustentável na horta orgânica de Terra Estrela, em Várzea Grande no estado do Mato Grosso. Hortas orgânicas materializam a relevância do equilíbrio dinâmico entre o homem e a natureza que pode ser uma alternativa ao processo

As reportagens sudestinas sobre a seca do Nordeste, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] É duro ter que ler ou assistir as reportagens da mídia sudestina sobre a seca do Nordeste. Só mesmo pelos ossos do ofício. De fato, a seca não muda. Ela só se agrava, ainda mais com as mudanças climáticas. Afinal, esse é o erro mortal de todas as reportagens: aqui não é a Mata Atlântica, a Amazônia ou o Pantanal, mas é o Semiárido. Aqui seca é normal, seja a

Queimadas crescem 27,5% no país em 2015, mostra Inpe

    Em 2015, foram registrados cerca de 235 mil focos de queimadas no país. As queimadas aumentaram 27,5% em todo o país, passando de 184 mil focos em 2014 para aproximadamente 235 mil no ano passado, de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Segundo a série histórica, iniciada em 1999, o resultado perde apenas para o número de queimadas registradas em 2010 (249 mil focos). Os incêndios florestais em 2015, detectados

5 evidências que as mudanças climáticas já são realidade

aquecimento

    2015 foi um ano conturbado para o meio ambiente com desastres como o da barragem em Mariana (MG), mas também com esperanças, por conta da assinatura do Protocolo de Paris que definiu o novo acordo global. Mas e por que isso é importante? Porque é preciso que todas as nações se unam para evitar o aumento da temperatura na Terra e suas consequências. E que consequências são essas? Confira abaixo

Comitê de Bacia reduz novamente a vazão de barragens do Rio São Francisco

    Na expectativa reduzir o consumo, aumentar o volume dos reservatórios e assegurar o fornecimento de energia mais tarde, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco decidiu que, a partir de quinta-feira (7), terá início uma fase de testes para ver se é possível reduzir a vazão da represa de Sobradinho para 800 metros cúbicos por segundo (m³/seg) de água. Hoje a vazão está em 970 m³/seg. Na primeira

Mudanças Climáticas podem ‘secar’ a produção energética global, aponta estudo

seca

    Ondas de calor e secas em um planeta cada vez mais quente podem paralisar usinas de energia em algumas décadas se não houver medidas de adaptação, alertam pesquisadores Milhares de usinas elétricas ao redor do mundo podem enfrentar reduções severas na capacidade de gerar eletricidade até meados deste século devido à escassez de água, de acordo com um novo estudo. Usinas hidro e termoelétricas (nuclear, de combustível fóssil ou de biomassa) estão

Pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas desenvolvem telha sustentável

  Pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) estão desenvolvendo o protótipo de uma telha sustentável. Ela é feita, principalmente, com fibras naturais da Amazônia, como a malva e a juta, e com uma argamassa que inclui areia, resíduos de cerâmica e pouco cimento. Essa composição, segundo o subcoordenador da pesquisa, o doutor em engenharia João de Almeida Melo Filho, dá mais resistência ao material e pode melhorar a sensação térmica

Vítor, um menino Kaingang de apenas dois anos, é assassinado enquanto era amamentado pela mãe

    O Conselho Indigenista Missionário, Regional Sul, vem a público manifestar sua indignação com o cruel assassinato de Vítor Pinto, criança Kaingang de dois anos de idade. O crime ocorreu na rodoviária de Imbituba, município de Santa Catarina. Vitor estava sendo amamentado pela mãe, Sônia da Silva, quando um homem se aproximou, acariciou seu rosto e, com um estilete, o degolou. Enquanto a mãe e o pai – Arcelino Pinto – desesperados

Brasileiros sabem que há trabalho escravo e infantil no país, revela pesquisa

  Uma pesquisa feita pela Ipsos Public Affairs e encomendada pela organização não governamental (ONG) Repórter Brasil revelou que 70% dos brasileiros sabem que ainda existe trabalho escravo no país, 17% disseram que não existe e 12% responderam que não sabem. Entre os entrevistados com mais de 60 anos, 61% disseram que o trabalho escravo ainda é praticado no Brasil. No grupo de jovens com idade entre 16 e 24 anos,

Top