Mudanças Climáticas podem ‘secar’ a produção energética global, aponta estudo

seca

 

 

Ondas de calor e secas em um planeta cada vez mais quente podem paralisar usinas de energia em algumas décadas se não houver medidas de adaptação, alertam pesquisadores

Milhares de usinas elétricas ao redor do mundo podem enfrentar reduções severas na capacidade de gerar eletricidade até meados deste século devido à escassez de água, de acordo com um novo estudo.

Usinas hidro e termoelétricas (nuclear, de combustível fóssil ou de biomassa) estão vulneráveis à diminuição dos rios e reservatórios com o aquecimento global, diz um estudo publicado na revista Nature nesta segunda-feira, 4.

O texto na íntegra está disponível em inglês: The Guardian

Fonte: Jornal da Ciência / SBPC

in EcoDebate, 06/01/2016

 

[CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Caso queira ser incluído(a) na lista de distribuição de nosso boletim diário, basta enviar um email para newsletter_ecodebate+subscribe@googlegroups.com . O seu e-mail será incluído e você receberá uma mensagem solicitando que confirme a inscrição.

O EcoDebate não pratica SPAM e a exigência de confirmação do e-mail de origem visa evitar que seu e-mail seja incluído indevidamente por terceiros.

Remoção da lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate

Para cancelar a sua inscrição neste grupo, envie um e-mail para newsletter_ecodebate+unsubscribe@googlegroups.com ou ecodebate@ecodebate.com.br. O seu e-mail será removido e você receberá uma mensagem confirmando a remoção. Observe que a remoção é automática mas não é instantânea.

Um comentário em “Mudanças Climáticas podem ‘secar’ a produção energética global, aponta estudo

  1. “Mudanças Climáticas podem ‘secar’ a produção energética global, aponta estudo”.

    Considero previsões otimistas demais, por considerarem que essa situação catastrófica se dará em meados deste século.

Comentários encerrados.

Top