ONU aponta que crianças respondem por 26% da mão de obra no início das cadeias produtivas na América Latina

Um novo relatório da ONU aponta uma contribuição significativa do trabalho infantil e do tráfico de pessoas nos patamares iniciais das cadeias produtivas, em atividades extrativistas e de agricultura, fazendo com que a visibilidade, diligência e identificação de tais atividades seja desafiadora. A América Latina lidera a estimativa de trabalho infantil neste setor, com 26%. O relatório “Fim do trabalho infantil, trabalho forçado e tráfico humano nas cadeias produtivas” foi produzido

O trabalho infanto-juvenil é comprovadamente prejudicial ao desenvolvimento físico e psicológico e ao desempenho educacional

  Era uma vez... Histórias de infância e adolescência roubadas No Brasil, seguem explorados 2,3 milhões de meninos e meninas, o que representa 2% das 152 milhões de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos que estão na mesma situação no mundo. Considerado aqui e por vários países uma prática ilegal, o trabalho precoce é comprovadamente prejudicial ao desenvolvimento físico e psicológico e ao desempenho educacional Por Katia Machado - EPSJV/Fiocruz Em agosto

Trabalho infantil e o exterminador de futuros, artigo de Pedro Gorki

    [EcoDebate] Vivemos um tempo de naturalização do absurdo. De retrocessos humanos e civilizacionais. É nesse contexto que o presidente do Brasil aparece como exterminador de futuros e nos faz questionar se teremos algum. Depois de décadas de grande esforço mundial para erradicar o trabalho infantil, que persiste no mundo, principalmente nas regiões mais pobres, o presidente brasileiro vem a público dizer que trabalho infantil não causa nenhum mal. E que

Trabalho infantil e a tolerância da sociedade, artigo de Denise Erthal de Almeida

    [EcoDebate] Falar de trabalho infantil em pleno século XXI (no qual os avanços da tecnologia, ciência, educação e saúde são inúmeros) deveria ser uma questão antiquada, superada. No entanto, historicamente a exploração do trabalho infantil tem se mantido, uma vez que um dos seus determinantes é a pobreza. Tornou-se, inclusive, uma alternativa que muitas famílias encontram para sobreviver e está atrelada à exploração do próprio trabalhador adulto, decorrente da competitividade

Governo federal lança o 3º Plano Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil

  Brasil tem 2,4 milhões de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil     Governo lança plano para combater trabalho infantil - O governo federal lançou ontem (27) o 3º Plano Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil. O documento traça um conjunto de medidas a serem adotadas entre 2019 e 2022 para acabar com essa prática e foram divulgadas pelo Ministério do Trabalho, em Brasília. O Brasil estabeleceu como meta

Brasil tem 1,8 milhão de crianças e adolescentes trabalhando, 30 mil delas têm de 5 a 9 anos de idade

    No Brasil, em 2016, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgada ontem (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de um total de 40,1 milhões de crianças e adolescentes no grupo de 5 a 17 anos, 1,8 milhão estavam no mercado de trabalho. O nível de ocupação para esta população foi 4,6%, principalmente concentrado no grupo de idade de 14 a

OIT: Escravidão moderna afeta 40 milhões de pessoas no mundo; trabalho infantil atinge 152 milhões

  ONU Uma nova pesquisa da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Fundação Walk Free, em parceria com a Organização Internacional para as Migrações (OIM), revela a verdadeira escala da escravidão moderna em todo o mundo. Os dados, lançados na terça-feira (19) durante a Assembleia Geral das Nações Unidas em Nova Iorque, mostram que mais de 40 milhões de pessoas foram vítimas da escravidão moderna em 2016 globalmente. Além disso, a OIT

Brasil registra aumento de trabalho infantil entre crianças de 5 a 9 anos

      Em todo o Brasil, a mão de obra de crianças e adolescentes ainda é explorada de forma indiscriminada. Seja nos semáforos, nos lixões, em feiras, restaurantes, no campo, em indústrias ou dentro de casa, os direitos à infância e à educação são negados para quase três milhões de crianças e adolescentes no país, de acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O mapeamento da situação do trabalho

Trabalho infantil afeta 3 milhões de crianças no Brasil; especialistas pedem mais políticas públicas

  Apesar de ter caído nas últimas décadas, o trabalho infantil ainda atinge em torno de 3 milhões de crianças no Brasil, ou 8% do total, segundo dados do IBGE. Para mudar essa realidade, são necessários mais políticas públicas de combate à desigualdade e investimentos em educação, disseram especialistas durante evento promovido por programa da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e parceiros em Porto Alegre.     O trabalho infantil atinge em torno de

Trabalho infantil provoca significativas quedas no desempenho escolar

  Estudo analisa alterações no desempenho acadêmico de crianças brasileiras e propõe alternativas para sanar a questão Para compreender o desempenho das crianças brasileiras no ambiente escolar, a professora Ana Lúcia Kassouf, do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, e seus alunos do programa de doutorado em Economia Aplicada Marcos Garcias, Ida Bojicic Ono e Camila Rossi, se integraram

MPT aciona 13 municípios do agreste de Pernambuco por trabalho infantil

  O trabalho recorrente de crianças e adolescentes em feiras, mercados públicos e matadouros em municípios do agreste de Pernambuco levou o Ministério Público do Trabalho (MPT) a ajuizar ações civis públicas contra 13 prefeituras da região. O órgão pretende obrigar os municípios a criar projetos que combatam a prática e a pagar multa por dano moral coletivo. As prefeituras de Altinho, Brejo da Madre de Deus, Ibirajuba, Jurema, Machados, Sanharó, São

Agricultura é setor que mais recruta crianças no Brasil

NÃO ao trabalho infantil

    Por Renata Martins, da Radioagência Nacional Vendendo doces, engraxando sapatos, trabalhando na lavoura, na colheita do açaí, nas plantações de cana, cuidando de outras crianças... Em 2014, 554 mil crianças de 5 a 13 anos de idade estavam na situação de trabalho infantil no Brasil. O Norte brasileiro é a região com o maior percentual de crianças trabalhando. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, realizada em 2014 pelo

Dados do IBGE mostram que exploração do trabalho infantil cresceu 4,5% em 2014

  A exploração da mão de obra infantil no país cresceu 4,5% em 2014 em relação a 2013, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2013, havia 3,188 milhões de crianças e adolescentes na faixa de 5 a 17 anos de idade trabalhando e o contingente subiu para 3,331 milhões em 2014.   Os dados fazem parte de uma

Brasileiros sabem que há trabalho escravo e infantil no país, revela pesquisa

  Uma pesquisa feita pela Ipsos Public Affairs e encomendada pela organização não governamental (ONG) Repórter Brasil revelou que 70% dos brasileiros sabem que ainda existe trabalho escravo no país, 17% disseram que não existe e 12% responderam que não sabem. Entre os entrevistados com mais de 60 anos, 61% disseram que o trabalho escravo ainda é praticado no Brasil. No grupo de jovens com idade entre 16 e 24 anos,

Exploração de mão de obra infantil no Brasil cresceu 4,5% em 2014

    A exploração da mão de obra infantil no país cresceu 4,5% no ano passado em relação a 2013. É o que revela a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014, divulgada hoje (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a Pnad, em 2013, havia 3,188 milhões de crianças e adolescentes na faixa de 5 a 17 anos de idade trabalhando, e o contingente subiu para 3,331 milhões

Em um ano, fiscais regatam mais de seis mil do trabalho infantil

    O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou na sexta-feira (12), no Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, balanço dos últimos 12 meses de operações de fiscalização e resgate de crianças e adolescentes em condições de trabalho infantil. De acordo com a pasta, de maio de 2014 ao mesmo mês de 2015, o número de resgates chegou a 6.491 casos. Para o chefe da Divisão da Divisão de Erradicação do

DF tem 20 mil trabalhadores infantis, a maior parte negros da periferia

  Negros  que  moram  na  periferia  são  os  mais  afetados  pelo  trabalho  infantil. Foto: Arquivo/Agência  Brasil A capital do país tem atualmente 20 mil crianças e adolescentes, a maioria negros da periferia, no mercado de trabalho. Os dados são do Fórum de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil do Distrito Federal (DF). A Câmara Legislativa promoveu na sexta-feira (12) audiência pública com representantes de entidades que combatem essa prática. Entre os participantes é

Trabalho infantil condiciona o futuro? artigo de Osvaldo Russo

    Tem havido um esforço global no combate ao trabalho infantil, em especial de suas piores formas, que compromete o desenvolvimento da criança e do adolescente. Há um protagonismo não só dos governos, mas também da sociedade civil como, no Brasil, o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil. Segundo relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT), existem, no planeta, 168 milhões de crianças e adolescentes, entre 5 e

Trabalho de crianças pobres ainda é considerado natural, diz procuradora

    A cultura de considerar natural o trabalho infantil, ainda presente no país, só vê como normal o trabalho de crianças pobres, afirmou na sexta-feira (6) a procuradora do Trabalho Sueli Bessa, da Coordenadoria de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes do Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro. "Muitas pessoas aceitam como comum o trabalho de crianças que são pobres, e não das que têm boa condição

SC: Governo do Estado e Ceasa são condenados por trabalho infantil

  Sentença prevê o pagamento de R$ 450 mil como pena pela exploração de crianças em São José     O Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC) conseguiu na Justiça a condenação do governo do Estado e das Centrais de Abastecimento (Ceasa-SC) em R$ 450 mil por trabalho infantil. O dinheiro corresponde à indenização de R$ 200 mil por danos morais coletivos e o pagamento de multa de R$ 250 mil pelo

Top