nº 2.413, 2015 [09/11/2015]

    Orgulho Louco, artigo de Montserrat Martins COP21: o que já está dando certo e o que não está, artigo de Laís Vitória Cunha de Aguiar Auto de Desagravo a Bento Rodrigues, por Nísio Miranda Nota da ASIBAMA/RJ: Continuam os ataques contra o Licenciamento Ambiental de Petróleo e Gás Natural Quilombolas com terras sobrepostas a UCs reivindicam imediata titulação de suas terras Reciclagem de resíduos da cadeia produtiva do pescado poderá

Orgulho Louco, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Surreal uma nota assinada por entidades médicas sobre a parada “Orgulho Louco” realizada em Alegrete, com cerca de 4 mil participantes. Diz a nota que a participação de pacientes psiquiátricos os “expõe” publicamente, o que seria “degradante”. Ocorre que a manifestação é contra o modelo de tratamento manicomial, conhecido por deixar os pacientes estigmatizados e com frequência abandonados por suas famílias. O Hospital Psiquiátrico São Pedro teve muitas décadas

COP21: o que já está dando certo e o que não está, artigo de Laís Vitória Cunha de Aguiar

    [EcoDebate] O rascunho do texto da Conferência realizada em Bonn pelos negociadores foi criticada de forma construtiva até mesmo pelo órgão das Nações Unidas, UNFCCC, mais precisamente por Christiana Figueres, Secretária Executiva do UNFCC (United Nations Framework on Climate Change). Segundo ela o texto está claro, conciso, concreto, porém ainda não está abrangente. Por que não está abrangente? Segundo Yassen Tcholakov, do Grupo Jovem Consultivo Canadense da UNESCO, ‘no rascunho do

Auto de Desagravo a Bento Rodrigues, por Nísio Miranda

    A alma de Minas está soterrada. A alma dos Gerais está enlameada. Como repletos de lama estão meus ouvidos, minhas narinas, minha boca, meus olhos, meus pulmões, as estradas. Limpa, apenas a consciência dos omissos. Imaculada, apenas a imprevidência dos impunes desse e de outros crimes de mesma - ironicamente - lavra . À extensão ampliada das crateras, ao crescimento desmedido dos buracos, a inversa proporção ao cuidado, a ínfima preocupação com o todo, e a percepção inflada do lucro. Ah, sagrado solo dessas Minas! Ah, indispensável água dessas fontes! Ah, vidas ceifadas por essa sina de ser apenas riqueza, - mero recurso - aos olhos insensíveis dos que investem

Nota da ASIBAMA/RJ: Continuam os ataques contra o Licenciamento Ambiental de Petróleo e Gás Natural

  A Associação dos Servidores Federais da Área Ambiental no Estado do Rio de Janeiro (ASIBAMA/RJ) vem a público, novamente, se manifestar contra a atual gestão da Diretoria de Licenciamento Ambiental (DILIC) do IBAMA no gerenciamento dos processos de licenciamento ambiental dos empreendimentos marítimos de petróleo e gás natural no Brasil. Após a divulgação da Carta Aberta da ASIBAMA/RJ publicada em 20.08.2015, intitulada “Licenciamento Ambiental Federal: Resistindo aos Ataques” e, em

Quilombolas com terras sobrepostas a UCs reivindicam imediata titulação de suas terras

    Em carta pública, os participantes do seminário “Terras Quilombolas e Unidades de Conservação” demandam conclusão dos processos de titulação, acesso às políticas públicas e o fim das ações repressivas do ICMBio. Durante três dias, de 26 a 28 de outubro, lideranças quilombolas do Amazonas, Amapá, Pará e Rondônia compartilharam as dificuldades que enfrentam por viverem em territórios sobrepostos a unidades de conservação. "Às vezes a gente pensa que só a gente

Reciclagem de resíduos da cadeia produtiva do pescado poderá viabilizar coprodutos

  A professora Marilia Oetterer, do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, coordena pesquisas que procuram reciclar resíduos do processamento de pescado visando obter coprodutos com valor agregado. Desperdícios e resíduos do pescado chegam a representar 70% do total da produção em todo o mundo. A coleta seletiva dos resíduos é possível obter óleo, farinha, concentrado e hidrolisado

MPF/PA denuncia pela oitava vez empresário por crime ambiental

notícia

    Ezequiel Castanha é um dos 23 denunciados com base na operação Castanheira, que teve como alvo grupo que invadia terras públicas, desmatava, incendiava as áreas para formação de pastos e depois vendia as terras como fazendas O Ministério Público Federal no Pará (MPF/PA), que desde 2010 já havia ajuizado sete ações contra Ezequiel Antônio Castanha por crimes e irregularidades ambientais no oeste do Estado, entrou na Justiça Federal com nova ação

Mapa da Violência sobre Homicídios de Mulheres será lançado em Brasília nesta segunda, 9/11

    Mapa da Violência 2015, elaborado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), será lançado segunda-feira (9) com apoio da ONU Mulheres, da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) e da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM) do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. O Mapa da Violência 2015, elaborado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), será lançado nesta segunda-feira (9) com o

Bird estima que alterações climáticas poderão levar milhões para a pobreza extrema

    Mais 100 milhões de pessoas estarão vivendo na pobreza extrema até 2030 se não for tomada qualquer ação para limitar o impacto do aquecimento global, indicou ontem (8) um novo relatório do Banco Mundial (Bird). "Sem desenvolvimento 'climático inteligente', as alterações climáticas podem empurrar mais de 100 milhões de pessoas para níveis de pobreza extrema em 2030", de acordo com o documento, publicado a menos de um mês da conferência de

Top