Portal EcoDebate: Índice da edição nº 2.261, de 09/03/2015

    O solo e a crise de água, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves Assentar os acampados é reconhecê-los cidadãos, artigo de Osvaldo Russo Crise hídrica e falta de governança: sintomas de um problema crônico do Brasil. Entrevista com Eduardo Assad Unidades de conservação na áreas urbanas ajudariam a preservar recursos hídricos RJ: Pequenos agricultores opõem-se à construção de uma grande barragem no Rio Guapiaçu País desperdiçou potencial para energia eólica,

O solo e a crise de água, artigo de Raimundo Nonato Brabo Alves

  [EcoDebate] Com a crise hídrica do sudeste a maior preocupação é com o retorno das chuvas, para a reposição do nível das represas a patamares ideais de segurança de fornecimento de água para a população e indústrias. Outra medida é de construção de infraestrutura de reforço a estações já existentes, como adutoras e transposição de rios. Pouca atenção tem sido dada ao diagnóstico das causas que provocaram esse déficit hídrico,

Assentar os acampados é reconhecê-los cidadãos, artigo de Osvaldo Russo

    O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, tomou posse com grande expectativa dos movimentos sociais e anunciou, entre as prioridades de sua gestão, a reforma agrária e o assentamento das famílias acampadas no Brasil. Decidir acampar na beira da estrada e permanecer nela durante tempo indeterminado não é alternativa fácil de seguir. Importa em sacrifício e risco para a família – homens, mulheres, crianças, adolescentes, jovens e idosos. Os movimentos sociais,

Crise hídrica e falta de governança: sintomas de um problema crônico do Brasil. Entrevista com Eduardo Assad

  “Tem gente comprando piscinas de plástico e carro-pipa. Quando se imaginou que chegaríamos a uma situação dessas?”, questiona o pesquisador da Embrapa. Foto: Jornal GGN A resolução da crise hídrica de São Paulo depende, estruturalmente, de um projeto de revegetação dos 34 mil hectares desmatados em torno do Sistema Cantareira, defende Eduardo Assad, pesquisador da Embrapa. Segundo ele, cálculos baseados em estudos científicos apontam para a necessidade de plantar em média 800

Unidades de conservação na áreas urbanas ajudariam a preservar recursos hídricos

  Escassez está associada a fatores como a falta de planejamento dos assentamentos e equívocos no manejo do uso do mineral     Criar e manter unidades de conservação (UCs) da natureza nas áreas urbanas pode ser uma resposta para a falta de água. A escassez está associada a fatores como a carência de planejamento dos assentamentos urbanos, os equívocos no manejo do uso do mineral, a utilização de equipamentos urbanos de distribuição ineficientes

RJ: Pequenos agricultores opõem-se à construção de uma grande barragem no Rio Guapiaçu

  Mapa: Inea / SCOM – Sociedade Civil Organizada Macacu   Pequenos agricultores e famílias assentadas no município de Cachoeiras de Macacu reúnem-se, na tarde de sexta-feira (6), com o secretário estadual do Ambiente, André Corrêa, para discutir a construção de uma grande barragem no Rio Guapiaçu. Os agricultores são contra a construção porque, segundo eles, isso resultará na remoção de 3 mil famílias da região para o preenchimento do reservatório. Segundo o gestor

País desperdiçou potencial para energia eólica, aponta pesquisa

    O Brasil perdeu janelas de oportunidades para promover uma política nacional consistente de inovação e tecnologia que incentivasse a geração de energia eólica, como fizeram Índia e China, dois de seus parceiros do Brics. Apesar de ter criado um mercado capaz de baratear este tipo de energia, com preços muito competitivos, o país acabou desperdiçando o seu enorme potencial ao não criar medidas para incentivar o desenvolvimento e o aprendizado

Mudança climática põe em risco direitos humanos de milhões de pessoas

  Alerta foi feito pela vice-alta comissária da ONU em reunião no Conselho de Direitos Humanos, em Genebra; Flavia Pansieri afirmou que a mudança do clima enfraquece os direitos à saúde e à comida.     Por Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York. A vice-alta comissária da ONU, Flavia Pansieri, alertou que a mudança climática põe em risco os direitos humanos de milhões de pessoas no mundo. Em pronunciamento feito esta sexta-feira no Conselho

Mobilidade urbana reflete-se na economia do país

    De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o tempo médio gasto em deslocamento nas principais regiões metropolitanas do país (Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Brasília) é de 82 minutos. Se esse período fosse convertido em horas trabalhadas, o ganho de produção alcançaria cerca de R$ 300 bilhões ou mais de 7% do PIB do país. Para incrementar a

Trabalho de crianças pobres ainda é considerado natural, diz procuradora

    A cultura de considerar natural o trabalho infantil, ainda presente no país, só vê como normal o trabalho de crianças pobres, afirmou na sexta-feira (6) a procuradora do Trabalho Sueli Bessa, da Coordenadoria de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes do Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro. "Muitas pessoas aceitam como comum o trabalho de crianças que são pobres, e não das que têm boa condição

A realidade da Esclerose Lateral Amiotrófica: do anonimato ao Oscar

  O premiado longa-metragem "A Teoria de Tudo" fomenta a discussão sobre a doença e dissipa a condição dos pacientes e seus familiares     O ano de 2015 começou com conquistas importantes para a comunidade de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) no Brasil. Depois da longa batalha para tornar a doença mais conhecida, ela finalmente teve seu auge com o Desafio do Balde de Gelo em 2014 e, agora, tem novo destaque com o

Top