Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.928, de 26/09/2013

    Crimes virtuais, artigo de Montserrat Martins A comida do agronegócio, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) Mel e graxa: um casamento incompatível, por Clóvis Borges Campanha Nacional do CFMV mobiliza população contra tráfico de animais selvagens 'Mineração: progresso ou destruição?' foi tema do II Encontro de Atingidos pela Mineração, realizado pela CPT/BA SP: A quantidade de lixo recolhido nas rodovias sob concessão aumentou 40% entre 2010 e 2012 Especialistas querem políticas

Crimes virtuais, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Ao invés de uma única pessoa, Presidente da República, decidir a indicação de cada ministro do STF, não seria o caso de uma votação popular? Inviável convocar eleições tantas vezes, mas uma votação na internet já seria possível. O problema nem é a dificuldade que milhões de brasileiros ainda tem de acesso a internet, pois essa barreira vem sendo derrubada com a popularização dos celulares, a dificuldade é mesmo

A comida do agronegócio, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

  - Um comentário ao texto de Zander Navarro –   Bodódromo em Petrolina. Foto: Prefeitura Municipal   [EcoDebate] Conheci Zander Navarro aqui na CPT da Bahia, lá pelos anos 80. Era um pesquisador interessado em conhecer a realidade do campo, particularmente dos trabalhadores. Vi o texto dele sobre a agricultura brasileira publicado no Estadão (Pá de cal na reforma agrária) e achei bastante interessante, embora tenha algumas leves divergências. Aqui em casa a gente não come

Mel e graxa: um casamento incompatível, por Clóvis Borges

    [SPVS] A região costeira paranaense está sob a pressão de cerca de 40 empreendimentos de grande porte. Seria a implantação dessas megaintervenções a redenção econômica e social do litoral? Enfim, chegou o tão esperado desenvolvimento? Estamos certos de que mudar o perfil do litoral, ampliando as atividades industriais e as vias de acesso para outros espaços hoje destinados ao turismo e à conservação da natureza, é mesmo um bom negócio? Áreas

Campanha Nacional do CFMV mobiliza população contra tráfico de animais selvagens

    O crime é a terceira maior atividade clandestina no mundo e movimenta cerca de R$ 2,5 bilhões por ano no Brasil   O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) lançou ontem, 25/9, a Campanha de Combate ao Tráfico de Animais Selvagens. Com duração de um ano, a campanha será iniciada em diversas capitais brasileiras com o “Dia de Conscientização”, no domingo, dia 29/09*. O objetivo principal é conscientizar e engajar a sociedade

‘Mineração: progresso ou destruição?’ foi tema do II Encontro de Atingidos pela Mineração, realizado pela CPT/BA

    Bahia dominada pela mineração Presente em cerca de 100 municípios do Estado, atividade da mineração se assenta principalmente sobre os territórios de comunidades tradicionais “O povo plantava diversas cultuas e tinha muita água, mas com a chegada da mineração em grande escala, os rejeitos eram jogados nas margens do rio e não conseguimos mais produzir. Havia 21 nascentes, hoje há somente três. Mais de 200 jovens saíram para outros estados por falta

SP: A quantidade de lixo recolhido nas rodovias sob concessão aumentou 40% entre 2010 e 2012

    Volume jogado pelos motoristas e população vizinha às estradas equivale à quantidade produzida em cidades como Cubatão ou Jaú; parte do material é destinada à reciclagem   Nas rodovias sob concessão do Estado de São Paulo são recolhidas diariamente 67 toneladas de lixo jogadas pelos motoristas e população vizinha às vias. Só em 2012 foram jogados 24,6 mil toneladas de detritos. São aproximadamente 310 quilos de resíduos mensais recolhidos em média em

Especialistas querem políticas integradas contra poluição nas bacias hidrográficas

  Alexandra Martins / Câmara dos Deputados Arnado Jordy: falhas de fiscalização levaram a casos de contaminação com mercúrio de garimpos. Especialistas defendem a articulação de políticas públicas integradas para enfrentar a poluição e os passivos ambientais das bacias hidrográficas. O tema foi debatido, nesta terça-feira (24), em audiência pública da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara. De acordo com a Agência Nacional de Águas (ANA), os rios brasileiros apresentam boa

Bancada ruralista quer tirar poder da Anvisa e eternizar uso de agrotóxicos

    Não é uma metáfora, apenas o prazo de validade que estes produtos químicos usados intensivamente na produção de alimentos usufruem no Brasil, o maior consumidor mundial – um milhão de toneladas ou um bilhão de litros. Nos Estados Unidos o prazo é de 15 anos, na União Europeia 10 anos e no Uruguai quatro anos. Entre 2006 e 2011, época da implantação dos transgênicos o volume consumido aumentou 72% de

Aquecimento pode causar aumento do nível do mar maior que o previsto

  República de Kiribati, no atol de Tarawa, na região central do Oceano Pacífico.Reuters/David Gray RFI Os climatologistas reunidos em Estocolmo para as reuniões do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da ONU, IPCC devem rever para cima a expectativa de elevação do nível do mar, uma das consequências mais sérias das mudanças climáticas ocasionadas pelo aquecimento do planeta. Um relatório completo sobre o assunto será publicado na sexta-feira pelos especialistas. Em 2007, em seu primeiro

Produção de mamona para o biodiesel com investimentos do governo aqueceu a economia Morro do Chapéu (BA)

  Frutos da mamona. Foto: Agência Embrapa de Informação Tecnológica   Na região do sertão da Bahia, a participação e ingresso de agricultores em programas de incentivo do governo federal, nos anos de 2009, 2010 e 2011, teve um efeito positivo. No município de Morro do Chapéu (BA) ocorreu a profissionalização do cultivo da mamona, impulsionada pelo Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) que, juntamente com o Programa de Aquisição

Fiscalização flagra trabalho escravo em obras de ampliação do Aeroporto de Guarulhos

    A fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em conjunto com o Ministério Público do Trabalho (MPT), resgatou 111 operários em condições análogas à escravidão nas obras de ampliação do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos em três operações entre 6 e 21 de setembro. Os homens estavam em alojamentos considerados irregulares pelos fiscais. “[Tinha] trabalhador dormindo no chão, não havia fornecimento de colchão. Os trabalhadores não estavam alimentados, não estavam

Top