Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.835, de 15/05/2013

    A Fazendona Brasil e a 'opção' pelo desenvolvimentismo ruralista, por Henrique Cortez A redução da extrema pobreza nas regiões do mundo em desenvolvimento, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Leilão do petróleo: muitos motivos para questionar, por Lívia Duarte Senado aprova plantio de cana-de-açúcar em áreas de Cerrado e da Amazônia Legal Incentivo a serviços ambientais deve ir além da compensação financeira Projetos Hidroelétricos dependem da conservação de Florestas Tropicais

A Fazendona Brasil e a ‘opção’ pelo desenvolvimentismo ruralista, por Henrique Cortez

  por Lute para o Hoje em Dia / Humor Político   [EcoDebate] O governo (este e os anteriores) sempre demonstra permanente submissão aos interesses do agronegócio de exportação, principalmente os pecuaristas e sojicultores que, aliados aos grandes grupos econômicos e financeiros, apenas percebem os ativos ambientais como recursos econômicos a serem livremente apropriados. O manejo sustentável dos recursos naturais, a agroecologia e a agricultura familiar não estão na agenda de compromissos dos

A redução da extrema pobreza nas regiões do mundo em desenvolvimento, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O Banco Mundial atualizou as estimativas da extrema pobreza nas diversas regiões do mundo em desenvolvimento, em abril de 2013. A pobreza é um fenômeno multidimensional. Existem muitos indicadores para se medir as situações de pobreza no mundo. Estes indicadores, em geral, levam em consideração as condições de saúde (esperança de vida, taxa de mortalidade infantil, mortalidade materna, morbidade, etc.), educação, habitação, saneamento, segurança alimentar, renda, padrão de consumo,

Leilão do petróleo: muitos motivos para questionar, por Lívia Duarte

  Brasília, 13/05/2013 – Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento Camponês Popular (MCP) e Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB), além de quilombolas e trabalhadores da Federação Única dos Petroleiros (FUP), ocupam o Ministério de Minas e Energia (MME). Eles protestam contra os leilões para exploração de petróleo e privatização de barragens. Foto de Antonio Cruz/ABr   Lívia Duarte, jornalista da FASE – Solidariedade e Educação Diante da 11ª rodada

Senado aprova plantio de cana-de-açúcar em áreas de Cerrado e da Amazônia Legal

    A Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) aprovou em decisão terminativa, nesta terça-feira (14), projeto que autoriza o plantio de cana-de-açúcar nas áreas desmatadas e nos biomas cerrado e campos gerais na Amazônia Legal. Foram cinco votos a favor, dois contrários e uma abstenção. Para o autor da proposta (PLS 626/2011), senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), o plantio da cultura na região vai estimular a produção

Incentivo a serviços ambientais deve ir além da compensação financeira

  Laycer Tomaz / Câmara dos Deputados Sarney Filho lamentou aprovação de projeto do Senado que expande o plantio de cana-de-açúcar para áreas desmatadas na Amazônia Legal.   A regulamentação do artigo 41 do Código Florestal (Lei 12.651/12), que autoriza o Poder Executivo federal a criar um programa de apoio e incentivo à conservação do meio ambiente, foi reivindicada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Herman Benjamin, nesta terça-feira (14), durante audiência

Projetos Hidroelétricos dependem da conservação de Florestas Tropicais

    Uma pesquisa publicada na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, mostra que a conservação das florestas da Bacia do Rio Amazonas aumentarão a quantidade de eletricidade gerada por projetos hidrelétricos na região. O estudo é o primeiro a quantificar o impacto da cobertura florestal regional sobre a produção de energia elétrica. Seus resultados revelam que as florestas tropicais são mais cruciais do que se imaginava no processo de formação de

As florestas ficaram mais frágeis, por Fernando Reinach

    [O Estado de S.Paulo] Charles Robertson passou 20 anos, entre 1870 e 1890, estudando os insetos que polinizavam as flores de Carlinville, uma pequena cidade nos Estados Unidos. Para cada uma das plantas que estudou, Robertson identificou todas as espécies que visitavam suas flores. Descobriu que 109 espécies de insetos polinizavam 26 espécies de flores. Como cada espécie de inseto visita mais de uma espécie de planta e cada flor é

Concentração de CO2 atinge seu mais alto nível em 4 milhões de anos, alerta ONU

  “Curva de Keeling”, que mostra a evolução das concentrações atmosféricas de CO2 ano a ano ao longo das últimas cinco décadas.   No contexto atual de “perigo claro e presente”, depois das concentrações de dióxido de carbono do mundo ter superado seu mais alto nível em 4 milhões de anos, o organismo de combate à mudança climática das Nações Unidas alerta que uma resposta conjunta e melhorada é necessária para afastar os

Agricultura de Baixo Carbono é ameaçada por baixa adesão dos produtores à linha de crédito

    Estudo sobre aplicação do programa ABC mostra que número de contratos está muito abaixo do necessário para cumprir compromisso até 2020 de diminuir gases de efeito estufa A meta brasileira de redução das emissões de gás carbônico por parte do setor agrícola está ameaçada de não ser cumprida até 2020, como estabelece lei federal. E o problema nem é falta de dinheiro, mas a baixa adesão dos produtores a uma linha

Operação Concutare põe em discussão o licenciamento ambiental. Entrevista com Paulo Brack

  Ministério Público Federal (MPF) realizou operação conjunta com a Polícia Federal para apurar fraude nas licenças ambientais no RS | Foto: Ramiro Furquim/Sul21   “Divulgou-se recentemente que, nos últimos 10 anos, 13 secretários de meio ambiente ocuparam a pasta no Rio Grande do Sul. Já vínhamos denunciando que estes cargos estavam sendo utilizados como prêmio consolação para políticos que não obtinham êxito nas eleições do estado, e eram neófitos em meio ambiente”,

Cineasta avalia que mídia tradicional é injusta no debate racial

  Passados 125 anos da lei que libertou africanos e seus descendentes da escravidão no Brasil, o cineasta negro Joel Zito Araújo avalia que, na mídia, há “desequilíbrio” na apresentação de temas relacionados à questão racial, como ações afirmativas, entre elas as cotas, e políticas destinadas a comunidades quilombolas. O cineasta propõe uma reflexão sobre o tema ao trazê-lo ao debate em seu mais novo filme, Raça, uma parceria com a documentarista

Top