Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.481, de 01/12/2011

  Reflorestamento para uso na indústria de celulose, artigo de Roberto Naime Enchentes Urbanas: Mais uma vez culpar a Natureza? , artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos Nota da SBPC: Para que o novo Código Florestal não resulte em desastre MPF/RO obtém liminar para fechamento de madeireiras que devastam três terras indígenas Apesar de uso inadequado de florestas ter caído, perdas de áreas naturais aumentaram, diz FAO Corredor ecológico: Caminho seguro para as

Reflorestamento para uso na indústria de celulose, artigo de Roberto Naime

  [EcoDebate] Atraídas por terras baratas, depressão econômica histórica e ciclo de maturação de florestas em tempos muito inferiores aos 35 anos de média que as florestas levam para chegar ao tempo de corte de árvores no hemisfério norte, ocorre uma certa corrida da celulose no sul do Brasil. Onde os tempos médios de maturação de florestas para corte pode atingir 7 anos, ou seja 5 vezes menos que no hemisfério

Enchentes Urbanas: Mais uma vez culpar a Natureza? , artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

  [EcoDebate]Começaram em sua natural abundância as chuvas que desde priscas eras incidem no sudeste brasileiro nos meses de novembro a março. E já as cidades da região sofrem com novas enchentes. Diga-se de passagem, enchentes a cada ano mais frequentes, de maior intensidade e atingindo locais em que nunca haviam antes ocorrido. E, também como rotina conhecida, certamente nossas autoridades públicas responsáveis já estarão preparando seus discursos plenos de grandes

Nota da SBPC: Para que o novo Código Florestal não resulte em desastre

  A presidente da SBPC, Helena Nader, encaminhou carta aos senadores para tentar impedir que a proposta do novo Código Florestal (PLC 30/2011) entre em votação sem que tenham sido incorporadas as recomendações da comunidade científica. O projeto de lei está previsto para ser votado hoje pela casa. As recomendações da comunidade científica, que podem ainda ser incluídas como emendas, são fruto de um grupo de trabalho instituído pela Sociedade Brasileira para

MPF/RO obtém liminar para fechamento de madeireiras que devastam três terras indígenas

  Justiça Federal também determinou suspensão das licenças ambientais e prazo de 60 dias para retirada dos maquinários das madeireiras O Ministério Público Federal (MPF) em Ji-Paraná (RO) conseguiu na Justiça o fechamento de nove madeireiras que extraíam ilegalmente grandes quantidades de madeiras nobres de três terras indígenas. Além da paralisação imediata das madeireiras, a Justiça Federal também proibiu a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sedam) de movimentar saldos de madeira no

Apesar de uso inadequado de florestas ter caído, perdas de áreas naturais aumentaram, diz FAO

  O uso das áreas de florestas no mundo, em 15 anos, caiu em 30% no período de 1990 a 2005. O percentual se refere a um total de 3,69 bilhões de hectares de florestas em todo o planeta. Os dados mostram ainda que a perda líquida de florestas aumentou de 4,1 milhões de hectares por ano, de 1990 a 2000, para 6,4 milhões de hectares. Os países da América do

Corredor ecológico: Caminho seguro para as onças e outros animais

  O Projeto Corredor das Onças, uma iniciativa do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), desenvolvido conjuntamente pelo Instituto de Biologia (IB) e pelo Instituto de Economia da Unicamp, pretende implantar na Região Metropolitana de Campinas (RMC) corredores ecológicos, cujo principal objetivo é proteger as onças, bem como outras espécies que ocorrem regionalmente. A ideia, conforme a professora Eleonore Setz, uma

Espírito Santo: Justiça condena fazendeiros por trabalho escravo

  O MPF/ES está recorrendo ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) para aumentar a pena dos dois porque um menor de idade também foi mantido em condições análogas à de escravo Denunciados pelo Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES) em março de 2009, os fazendeiros Peres Vieira de Gouvêa e Peres Vieira de Gouvêa Filho foram condenados a quatro anos e nove meses de prisão e ao pagamento de

A grife espanhola Zara se recusou a assinar acordo com ministério público sobre trabalho escravo

  A grife espanhola Zara se recusou ontem (30) a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Trabalho (MPT). O acordo tinha o objetivo de regularizar a cadeia produtiva da empresa, depois que foi identificado trabalho degradante, semelhante ao escravo, em confecções contratadas pela marca. A Zara, entretanto, apresentou uma contraproposta que será analisada pelos procuradores. Caso não haja acordo, o ministério público deverá entrar com

Os desafios da alternativa energética. Entrevista com Luciano Basto Oliveira

  A produção de biomassa no Brasil ainda está concentrada nos resíduos da cana-de-açúcar, e os investimentos para gerar energia a partir dos resíduos de milho e soja ainda são baixos. O pouco interesse, de acordo com Luciano Basto Oliveira, justifica-se pelo alto custo para retirar os resíduos de milho e soja das áreas de plantio. O pesquisador esclarece que o bagaço de produto é recolhido do campo porque ele “é

Brasil produz energias renováveis, mas as aproveita de forma insuficiente, diz a agência Unctad

  O Brasil ocupa posição de destaque na produção de energias renováveis, mas poderia fazer mais esforços em relação às energias solar e eólica, segundo relatório da Conferência da ONU para Comércio e Desenvolvimento (Unctad), divulgado no dia 29/11. O documento informa que o Brasil foi o quinto país que mais investiu em energias limpas no ano passado, totalizando US$ 7 bilhões. A China, com o valor recorde de US$ 49 bilhões,

Brasil é o 5º maior investidor em energias renováveis do mundo

  Estudo da ONU mostra o avanço global das energias alternativas - O Brasil é o quinto maior investidor em energias renováveis do mundo, somando em 2010 cerca de US$ 7 bilhões. Os dados foram publicados pela ONU ontem e mostram que, pela primeira vez na história, investimentos mundiais em inovação tecnológica em energias alternativas superaram os investimentos em tecnologia para a energia fóssil. O levantamento mostra ainda que parte substancial

Top