Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.301, de 18/03/2011

A aposta Ehrlich versus Simon: população e preço das commodities, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Geomorfologia na análise ambiental, artigo de Roberto Naime Belo Monte e a mineração em terras indígenas: uma ameaça iminente, artigo de Telma Monteiro Comunidade Dandara e o Direito ao Meio Ambiente, artigo de Marco Antonio Borges Netto Olá Colegas DDA, Tudo ok? artigo de Américo Canhoto O inferno existe, estive lá ontem, artigo de

A aposta Ehrlich versus Simon: população e preço das commodities, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] Julian Simon e Paul Ehrlich fizeram uma aposta, em 1980, que ficou famosa. Juliam Simon defendia a idéia de que os avanços tecnológicos são capazes de superar os limites da Terra criando meios para sustentar uma população crescente. Paul Ehrlich – que escreveu o livro “A bomba Populacional”, em 1968 – sustentava que o crescimento populacional iria pressionar os recursos naturais e que os avanços tecnológicos seriam incapazes de

Geomorfologia na análise ambiental, artigo de Roberto Naime

[EcoDebate] A geomorfologia é a ciência que estuda o relevo da superfície da terra e esta intimamente relacionada com o substrato rochoso existente e os processos pedogênicos atuantes superficialmente, bem como as ações das águas superficiais e subterrâneas. A natureza das rochas determina 3 diferentes tipos de domínios geomorfológicos: Escudos antigos ou maciços cristalinos: representam imensos blocos de rochas antigas, de natureza cristalina, estes escudos são constituídos de rochas magmáticas formadas em

Belo Monte e a mineração em terras indígenas: uma ameaça iminente, artigo de Telma Monteiro

[EcoDebate] Como se não bastassem os impactos que podem ser criados com a construção de hidrelétricas nos rios da Amazônia e que afetarão diretamente populações tradicionais e terras indígenas, outra grande ameça fica cada vez mais evidente: as centenas de pedidos de autorização de pesquisa minerária em terras indígenas na região do rio Xingu próxima à localização do projeto de Belo Monte. Em boa hora o Procurador Rodrigo Timoteo da Costa

Comunidade Dandara e o Direito ao Meio Ambiente, artigo de Marco Antonio Borges Netto

[EcoDebate] Em Belo Horizonte há um punhado de ocupações. Lendo os jornais, detive com a notícia de que irão leiloar uma das torres de Santa Tereza1, um tempo atrás fiquei sabendo que os ocupantes do Dandara2 seriam despejados no Natal e recentemente que a Prefeitura de Belo Horizonte considera que a ocupação está ambientalmente errada. Sobre as ocupações em si, considero legais, o Estatuto da Cidade diz: “Art. 5º - Lei municipal

Olá Colegas DDA, Tudo ok? artigo de Américo Canhoto

[EcoDebate] Na qualidade de DDAH e Índigo dos anos cinqüenta consigo me colocar no lugar das pessoas de todas as idades que convivem com esse desafio, sofrimento, para entendê-las melhor. Para os de antigamente era mais fácil, havia mais espaço, mais liberdade, menos informações e cobranças. Quando eu era garoto morando em Umuarama norte do Paraná, tudo era puro mato (puro em todos os sentidos) podia dar vazão á hiperatividade mental

O inferno existe, estive lá ontem, artigo de Paulo Sanda

[EcoDebate] Dentro da proposta do desenvolvimento integral do ser humano, nós da RUAH caminhamos por diversos ambientes. Nas empresas, em associações, hospitais, etc. Em palestras e projetos colaborando na desconstrução e nova construção de relação de valores, na busca de uma relação sadia e descobrimento do prazer e da importância dos relacionamentos. Em projetos sociais, articulando parcerias, desenvolvendo consultoria administrativa, tecnológica e também procurando alavancar investimentos. Durante esta caminhada, somos presenteados

Pesca insustentável, poluição e mudanças climáticas: Estudo alerta para risco de extinção de 75% dos corais

A combinação entre pesca insustentável, poluição e mudanças climáticas pode levar à extinção 75% dos corais do planeta. O alerta é de um novo estudo, que aponta o risco de destruição de mais de 90% dos recifes até 2030 se nada for feito para conservar essas áreas. Segundo o relatório Reefs at Risk Revisited, elaborado por instituições ambientalistas internacionais e pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), as

Falta de agência reguladora aumenta riscos relativos a energia nuclear, diz associação de fiscais da CNEN

A falta de uma agência reguladora na área de energia nuclear expõe a população a fatores de risco, na opinião do físico Rogério Gomes, presidente da Associação dos Fiscais de Radioproteção e Segurança Nuclear, da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN). Para Gomes, a CNEN acumula papéis contraditórios que limitam a fiscalização do uso de tecnologia nuclear, além de não ter efetiva autonomia administrativa para controlar as atividades que façam uso

Proposta em reduz de 100 para 30 módulos fiscais acesso de empresas estrangeiras a áreas rurais no País

Limite para estrangeiro comprar terra será de 3 mil hectares Será de 30 quilômetros quadrados (3 mil hectares) a extensão máxima de terras que empresas com capital estrangeiro poderão comprar ou arrendar no Brasil, segundo proposta em debate no governo. O objetivo é tentar frear o avanço de investidores externos em negócios com imóveis rurais no País. Os limites da lei serão mais rigorosos na Amazônia. Reportagem de Marta Salomon

Uma nova ética do consumo contra a bomba demográfica: a falsidade da superpopulação

"O impacto da humanidade sobre o sistema que sustenta a vida sobre a Terra não depende simplesmente do número de pessoas que vivem no planeta, mas também do modo em que se comportam. Se considerarmos esse aspecto, o quadro muda totalmente: o problema demográfico existe principalmente nos países opulentos. Na realidade, existem muito ricos." A análise é do sociólogo polonês Zygmunt Bauman e da jornalista e pesquisadora mexicana Citlali Rovirosa-Madrazo, em

Capitalismo: risco de ecocídio e de biocídio, artigo de Leonardo Boff

O capitalismo é um modo de produção social e uma cultura. Como modo de produção destruiu o sentido originário de economia que desde os clássicos gregos até o século XVIII significava a técnica e a arte de satisfazer as necessidades da oikos, Quer dizer, a economia tinha por objetivo atender satisfatoriamente as carências da casa, que tanto podia ser a moradia mesma, a cidade, o país quanto a casa comum,

Top