Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.288, de 25/02/2011

Uma leitura crítica do RIMA – AHE Belo Monte, artigo de Paulo Sanda (2) O Carbono na OMC; Hegemonia e Leviatã, artigo de Laércio Bruno Filho A Luta se vence na Rua, artigo de Celso Vicenzi Contribuições da ABC e da SBPC para o debate sobre o Código Florestal Relatório sobre impactos da Transposição do Rio São Francisco é lançado em Recife Tribunal de Justiça de Minas Gerais anula Licença de Operação da UHE Candonga Ipea

Uma leitura crítica do RIMA – AHE Belo Monte, artigo de Paulo Sanda (2)

[EcoDebate] Continuando o exercício “hermenêutico” de interpretação do RIMA AHE Belo Monte (GEP). Para quem não sabe porque as siglas acrescidas ao final, sugiro que leia a primeira parte desta série. Na página 10 vemos o seguinte: Somente com a LI (Licença de Instalação) é que o empreendedor pode começar a construir a usina. Novamente o que está escrito não combina com o que o governo quer fazer, o que não é novidade,

O Carbono na OMC; Hegemonia e Leviatã, artigo de Laércio Bruno Filho

[EcoDebate] “... os EUA vêm discutindo várias propostas legislativas que, pela primeira vez, visam criar limites obrigatórios para as emissões de GEE em nível nacional. Embora não tão ambiciosas como metas Europeias de redução de GEE, uma lei norte-americana de mudança climática poderia acabar com o impasse nas negociações internacionais sobre o clima. Entretanto ela continuaria a ser problemática, sobretudo, porque as atuais propostas legislativas buscam combinar um sistema nacional

A Luta se vence na Rua, artigo de Celso Vicenzi

Toda tecnologia virtual é bem-vinda para facilitar a comunicação entre as pessoas, mas é a ação de gastar a sola de sapato e empunhar cartazes, faixas e bandeiras nas ruas, em direção aos centros do poder, que faz toda a diferença. [Ecodebate] A revolução popular no Egito, que derrubou o ditador Hosni Mubarak e seu vice, Omar Suleiman, tem sido saudada como uma vitória das novas tecnologias, pelo papel que Twitter,

Contribuições da ABC e da SBPC para o debate sobre o Código Florestal

CONTRIBUIÇÕES DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIÊNCIA (ABC) E DA SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÊNCIA (SBPC) PARA O DEBATE SOBRE O CÓDIGO FLORESTAL Atendendo a uma demanda da sociedade, em particular da comunidade científica, por uma participação mais efetiva da ciência na reformulação do Código Florestal, a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) formaram um grupo de trabalho para oferecer dados

Relatório sobre impactos da Transposição do Rio São Francisco é lançado em Recife

A comunidade quilombola Cupira, localizada no município de Santa Maria da Boa Vista, sertão pernambucano, terá o seu território completamente inundado em consequência da construção da barragem de Riacho Seco, uma das obras que integra o grande projeto de transposição do Rio São Francisco. Ainda que as obras de construção da barragem não tenham sido iniciadas, as 250 famílias que formam a comunidade - que ainda luta para ter

Tribunal de Justiça de Minas Gerais anula Licença de Operação da UHE Candonga

Após 7 anos de tramitação de uma ação civil pública intentada pelo NACAB (Núcleo de Assessoria às Comunidades Atingidas por Barragens) o Tribunal de Justiça de Minas Gerais anulou a Licença de Operação da UHE Candonga, construída em 2003 na zona da Mata de Minas Gerais. Em 2004,  na referida ação, havia sido deferida liminar para suspender o enchimento do lago da hidrelétrica de Candonga, que foi suspensa por decisão do  presidente do TJMG

Ipea defende mais incentivos à preservação ambiental

A legislação ambiental do país deve prever não só a punição daqueles que degradam a natureza, mas também incentivar a preservação dela. Esta é a principal conclusão de um estudo sobre leis ambientais brasileiras divulgado hoje (24) pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicada (Ipea), na capital paulista. O estudo faz parte da série Eixos do Desenvolvimento Brasileiro e integra também uma pesquisa mais ampla sobre sustentabilidade ambiental no Brasil produzida pelo

RJ: Prefeitura promove remoção violenta na comunidade Vila Harmonia, no Recreio dos Bandeirantes

Hoje (24/2) durante o dia, a Prefeitura do Rio de Janeiro tentou remover a comunidade Vila Harmonia, no Recreio dos Bandeirantes. Na região estão ocorrendo as obras da TransOeste, via projetada para as Olimpiadas de 2016. Sem aviso prévio, indenização justa, moradia próxima ou sem respeitar o Art. 429 da Lei Orgânica do Municipio, a prefeitura quer retirar os moradores. Muitos sairam devido às pressões e ao medo de não

Ministério Público vai lançar programa para qualificar pessoas submetidas a trabalho escravo

De 2005 a 2010, 17.456 pessoas que trabalhavam em condições degradantes, semelhantes à escravidão, foram libertadas em todo o país pelos grupos móveis de fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O número, divulgado ontem (24), pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), indica que, apesar dos esforços, o Brasil ainda está longe de resolver o problema do trabalho escravo. Segundo o procurador-geral do Trabalho, Otávio Brito Lopes, “apenas resgatar essas

Brasil é o sexto país no ranking de homicídios entre jovens

De acordo com o estudo Mapa da Violência 2011, divulgado ontem (24) pelo Ministério da Justiça, a taxa de homicídio entre pessoas de 15 a 24 anos subiu de 30 mortes por 100 mil jovens, em 1998, para 52,9, em 2008. Nesse período, o número total de homicídios registrados no país cresceu 17,8%, ao passar de 41,9 mil para 50,1 mil. No primeiro lugar do ranking aparece El Salvador, com 105,6

FSM: Declaração da Assembléia pelo direito à comunicação

«O direito de informar e de ser informado» Nós, sujeitos da informação alternativa e militantes que utilizamos a comunicação como uma ferramenta de transformação social Constatando, num contexto mundial caracterizado: - pela influência dos poderes políticos, econômicos e industriais sobre a comunicação e a instrumentalização da informação pelos Estados; - pela negação, obstaculização e repressão à liberdade de expressão dos povos; - por pouco ou nenhum acesso à informação garantido

Top