Índice da edição de 06/01/2010

O ódio de classes como mística, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) O individual e o coletivo, artigo de Maurício Gomide Martins Em 2010, Dê um presente para quem te ama : Pare de reclamar, artigo de Américo Canhoto Carta ao Presidente ‘Lula do Brasil’: POR QUÊ?, artigo de Tadeu Santos Por um outro modelo agrícola, artigo de Osvaldo Russo No país do futebolês, a vitória da impunidade, artigo de Bruno Lima Rocha Pará e Maranhão lideram

O ódio de classes como mística, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

Roberto Malvezzi (Gogó) [EcoDebate] O ódio de classes como mística de luta sempre foi inaceitável para os cristãos. Recordo-me dessa questão posta por Frei Betto a Fidel Castro em seu livro “Fidel e a Religião”. Não me recordo exatamente as observações de Fidel, apenas que não punha esse princípio como um dogma marxista. Mas eu não falo do ódio das classes subalternas. Aliás, por mais sórdido que seja, sempre me recordo de

O individual e o coletivo, artigo de Maurício Gomide Martins

Imagem: IHU [EcoDebate] Um eminente ambientalista expôs em seu blog uma situação paradoxal que é a constituída pelo que os ambientalistas pregam e pelo que praticam. Aventa ele que o raciocínio do ambientalista se dirige sempre ao coletivo, fazendo recomendações ecológicas que não são seguidas pelo próprio. Notamos que se louva ele na pessoa do ambientalista atualmente em evidência, o Sr. Al Gore que, pessoalmente, despende uma soma considerável de recursos

Em 2010, Dê um presente para quem te ama : Pare de reclamar, artigo de Américo Canhoto

NA DÚVIDA É MELHOR CALAR! [EcoDebate] 2010 é o ano da cura das nossas doenças físicas, mentais, sociais, políticas, religiosas, afetivas, ecológicas ou o ano da morte – ou vai ou vai. – tal e qual os anteriores; e os próximos... Para tornar nossa vida mais agradável e a dos em torno; eu me arrisco a dar a idéia de criar uma meta: vamos acabar com a chatice da reclamação. 23277

Carta ao Presidente ‘Lula do Brasil’: POR QUÊ?, artigo de Tadeu Santos

Presidente Luiz Inácio da Silva na COP 15, em Copenhague. Foto Scanpix/Reuters [EcoDebate] Mas por quê Presidente Lula, Vossa Excelência faz um discurso bonito, ousado e histórico na COP 15, porém, antes de viajar a Copenhagen empresta R$ 1 Bilhão para a construção de uma térmica a carvão mineral no Maranhão (Eike / MPX) e quando volta, incompreensivelmente, veta a proposta da Lei de Mudanças Climáticas que propõem a redução

Por um outro modelo agrícola, artigo de Osvaldo Russo

Agricultura familiar e orgânica, em foto de arquivo [EcoDebate] Reportagem do Correio Braziliense de 4/1/2010, sob o título “Maldição da lavoura”, sugere que “o desafio da década para o governo será reverter o alto custo de financiamento do agronegócio, hoje maior que o valor da própria safra”. Isso traz à luz o debate sobre novos paradigmas para a agricultura, em especial em relação aos modelos da agroecologia/agricultura familiar e do agronegócio/agricultura

No país do futebolês, a vitória da impunidade, artigo de Bruno Lima Rocha

[EcoDebate] A sociedade mudou e, em parte, o país também. Não significa uma alteração do ponto de vista qualitativo, mas sim em velocidade. A aceleração dos tempos de circulação de informações, notícias, notas e observações fazem com que o calendário, assim como o clima, seja posto em segundo plano. Estamos na semana do natal e as articulações dos consórcios econômico-eleitorais não cessam. Como sintoma disso, o presidente e o governador

Pará e Maranhão lideram lista suja do trabalho escravo

Pará e Maranhão concentram mais de 40% de empregadores da lista suja do trabalho escravo Das 164 pessoas físicas e jurídicas citadas na relação de empregadores que contratam trabalhadores em situação análoga à escravidão, a chamada lista suja, mais de 40% estão concentradas no Pará (46 casos) e no Maranhão (22). Os dois estados seguem na liderança do ranking, atualizado esta semana pelo Ministério do Trabalho e Emprego. A lista também registra

RJ: Decreto do governo estadual favorece construção em áreas de proteção ambiental em Angra dos Reis

Angra dos Reis (RJ) - A Estrada do Contorno, o único acesso à localidade de Vila Velha, foi bloqueada por diversas quedas de barreira entre a noite do dia 31 e a madrugada do dia 1º, deixando os moradores isolados por cerca de quatro dias Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr Embora a ocupação desordenada do solo possa se tornar um fator de risco para deslizamentos de terra, a instalação de novos empreendimentos

Pesquisadora dá dicas para evitar mofo e micoses no verão

A bióloga Cíntia Borba orienta sobre como reduzir o risco de fungos no verão. Foto: Gutemberg Brito * Encontrados no ar, solo, vegetais e animais, fungos podem causar diferentes doenças. Entre elas, destacam-se as dermatofitoses, associadas a fungos que degradam a queratina da pele, unha e cabelo. Com a proximidade da estação mais quente do ano, pesquisadora dá dicas de como reduzir o risco de proliferação destes micro-organismos * Popularmente conhecidos como

Guarani-Kaiowá. Truculência e omissão. Entrevista especial com Iara Tatiana Bonin

“Na construção dos processos desenvolvimentistas, nós projetamos, sobre o Estado nacional, algumas perspectivas desconsiderando que existem, neste mesmo espaço geográfico, outras temporalidades, ou seja, que existem outros grupos que também convivem nesse mesmo território e que entendem este espaço de forma diferente”. A afirmação é da doutora em Educação Iara Tatiana Bonin. Em entrevista à IHU On-Line, concedida por telefone, ela fala sobre a situação dos povos indígenas no Brasil,

‘O capitalismo se tornou hostil à vida’. Entrevista com Richard Sennett

Foto: Salvatore Vuono/FreeDigitalPhotos.net O capitalismo financeiro mudou o mundo. E não para melhor. A opinião é do sociólogo Richard Sennett. A aversão ao longo prazo deste capitalismo foi um dos fatores que originaram a atual crise e que mudou radicalmente as nossas vidas nas últimas décadas. Sennett esteve em Barcelona, na Espanha, apresentando seu último livro, O Artífice (Record, 2009), que parte de uma antiga conversa com sua professora Hannah Arendt,

Top