Nota de repúdio do Sindicato à cobertura jornalística da operação militar no Complexo da Maré

    Quando a notícia vira propaganda: nota de repúdio do Sindicato à cobertura jornalística da operação militar no Complexo da Maré Nota foi lida no Congresso Nacional dos Jornalistas, em Maceió, nesta quinta (3) O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro manifesta o seu repúdio à linha editorial que norteou a cobertura jornalística da operação militar nas favelas da Maré, iniciada neste domingo (30/3), na maioria das edições dos

UNESCO lança edição em português de manual para jornalistas investigativos

  Livro, publicado pela primeira vez em 2009 e já conta com versões em sete idiomas, é uma ferramenta básica para começar e terminar um trabalho investigativo, oferecendo conteúdo para o aprendizado de técnicas básicas.   A UNESCO lança esta semana as versões em português e espanhol de seu manual para jornalistas investigativos. A “Investigação a partir de histórias: um manual para jornalistas investigativos”, de Mark Lee Hunter, é um guia amplamente reconhecido por

O jornalismo na era dos creative commons. Entrevista com Natalia Viana, da Agência Pública

  “O jornalismo investigativo leva muito tempo para ser produzido, ele não é lucrativo, ele nem sempre vende. No entanto, é extremamente necessário para a democracia”, afirma a diretora da Agência Pública de jornalismo investigativo Primeiro livro-reportagem da agência. Foto: Pública Em tempos de internet, a lógica que há séculos orientava a produção jornalística vem precisando ser constantemente repensada. A articulação em rede, a facilidade de produção e a livre circulação de informações

A hora e a vez da imprensa apartidária, artigo de Eugênio Bucci

  Foto: Marcos Santos/USP Imagens   [O Estado de S.Paulo] Com a aproximação das eleições, ganha estridência o embate polarizado entre os cabos eleitorais de uns e outros. Nada mais natural, nada mais previsível - e nada mais medíocre. Quando rótulos ideológicos se convertem em xingamentos, a escalada de ofensas não apenas não esclarece coisa nenhuma, como agrava a confusão geral, além de incentivar a idolatria dos salvadores da Pátria e o irracionalismo

Pesquisa investiga mudanças nos processos de produção do jornalismo e no perfil do jornalista

  Livro Digital. Foto: Marcos Santos/USP Imagens   As transformações ocorridas nos meios de comunicação, por meio das novas tecnologias e da cultura de convergência midiática, impactaram profundamente os processos de produção do jornalismo e, consequentemente, o perfil do jornalista. A conclusão é de uma pesquisa que avaliou o perfil do jornalista e as mudanças em trabalho. “Os produtos jornalísticos impressos, televisivos ou radiofônicos são feitos de maneira completamente diferente do que há cerca

Justiça rechaça censura à divulgação de fiscalizações por trabalho escravo

    Por Leonardo Sakamoto, no Blog do Sakamoto O juiz Miguel Ferrari Júnior, titular da 43a Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, indeferiu o pedido da empresa Pinuscam – Indústria e Comércio de Madeira Ltda para que fosse censurada informação sobre uma ação de fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego e do Ministério Público do Trabalho divulgada pela Repórter Brasil. A operação resultou no resgate de

Edição comemorativa: 6 anos de Plurale em revista

    O número 37 de Plurale em revista, dedicada a discutir temas relacionados à sustentabilidade, é uma edição pra lá de especial: comemora seis anos de vida deste projeto liderado pelos jornalistas Sônia Araripe e Carlos Franco. “Esta é a prova viva de que é possível sim acreditar em nossos sonhos. Passamos quase 20 anos em algumas das mais importantes redações e na comunicação de grandes empresas. Sabíamos que o desafio do voo

Imprensa mundial é chamada a dizer a verdade sobre exploração da Chevron na Amazônia equatoriana

  Resíduos da Chevron no Equador. Foto do CUBADEBATE   O ministro de relações exteriores equatoriano, Ricardo Patiño, pediu, na última terça feira, 22 de outubro, para que a imprensa mundial diga a verdade sobre os acontecimentos em torno da Chevron-Texaco no Equador e defendeu a ideia de que a verdade está do lado dos afetados da Amazônia e do Estado, devido às ações que a transnacional realiza contra a comunidade e contra

Jornalismo policial na TV contribui para a consolidação de estereótipos e revela face autoritária da sociedade

  Com audiências de números impressionantes, obtidas a partir de um conteúdo relacionado à violência, os programas de televisão que veiculam o chamado jornalismo policial exercem um forte impacto sobre seus telespectadores. Para compreender como se dá esse processo de influência social resultante da exposição sistemática à criminalidade na mídia, Davi Romão desenvolveu a dissertação de mestrado Jornalismo policial: indústria cultural e violência, apresentada no Instituto de Psicologia (IP) da USP. As

Programas com violência de modo excessivo contribuem para alastrá-la e não a compreendê-la

  Foto: Marcos Santos / USP Imagens   Programas vespertinos que mostram violência de modo excessivo apenas contribuem para alastrá-la e não ajudam a compreendê-la Por Bruno Paes Manso, em O Estado de S. Paulo. Pode parecer absurdo, mas a invenção do enforcamento rápido e da guilhotina, no final do século 18 na Europa, é considerada por historiadores como um passo importante na direção do fortalecimento dos direitos humanos. Naquele mundo pré-iluminista repleto de torturas

Proposta que regulamenta o funcionamento de meios de comunicação é lançada na Câmara

  A proposta de projeto de lei (PL) que regulamenta o funcionamento de meios de comunicação, conhecida como Lei da Mídia Democrática, foi lançada ontem (22), na Câmara dos Deputados pelo Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC). O texto, proposto por meio de iniciativa popular, terá de reunir cerca de 1,3 milhão de assinaturas para ser validado e tramitar no Congresso. Os nomes já começaram a ser colhidos. De acordo com

O Portal EcoDebate incentiva o jornalismo colaborativo, também chamado de jornalismo cidadão

    O EcoDebate é aberto a contribuições, inclusive porque a socialização da informação e o estímulo ao debate são alguns dos nossos conceitos essenciais. Vejam nossas diretrizes em http://www.ecodebate.com.br/sobre/. Em razão de sua proposta editorial, o EcoDebate apoia e incentiva o jornalismo colaborativo, também chamado de jornalismo cidadão, no qual o leitor, na definição de Rodrigo Martins, deixa a posição de mero espectador das notícias para transformar-se, ele próprio, em um narrador

Top