Combate aos metais pesados: Bactéria promove crescimento de plantas, minimizando efeitos da contaminação ambiental

  Contaminação por metais pesados no Rio Tietê (SP). (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)   O lançamento de metais pesados na natureza, em forma de resíduos industriais, é um dos mais graves problemas ambientais em todo o mundo. A contribuir para a gravidade do problema está o fato de que os metais pesados não podem ser destruídos pelo homem. E, quando bioacumulados no ambiente, passam de uma espécie a outra ao longo da cadeia alimentar.

RJ: Mapeamento da baía de Sepetiba mostra incidência de metais pesados

    Fotos: Divulgação/Uerj              Embarcação usada pelos pesquisadores da Uerj para a coleta de sedimentos na baía de Sepetiba e Ilha Grande Chumbo, cobre, vanádio, cromo e cádmio. O mapeamento da área da baía de Sepetiba, na Costa Verde, por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores, registrou a presença, em maior ou menor grau, de metais pesados, em seu interior, resultantes da atividade humana. Segundo o geólogo e Cientista do Nosso Estado da FAPERJ Mauro

Governo baiano suspende queima de lixo tóxico da Rhodia em Camaçari

  O Polo Petroquímico de Camaçari está a 50 quilômetros de Salvador, capital do Estado da Bahia (Governo da Bahia/Creative Commons)   O governo da Bahia vai determinar que a empresa de soluções ambientais Cetrel Lumina suspenda o transporte e a queima de material tóxico enviado de Cubatão (SP), pela multinacional Rhodia, para Camaçari, na região metropolitana de Salvador. Serão solicitados novos testes para confirmar a segurança da operação, que causou polêmica no

Vereadores de Camaçari (BA) repudiam envio de lixo tóxico para ser incinerado no município

    A Câmara de Vereadores de Camaçari (BA) aprovou, em 22/11, uma moção de repúdio contra o envio de cerca de 5 mil toneladas de material contaminado por resíduos industriais tóxicos de Cubatão (SP) para ser incinerado no município baiano. O texto de autoria do vereador José Marcelino de Jesus Filho (PT) destaca o risco de transportar, por 1,5 mil quilômetros, o resíduo tóxico da empresa multinacional Rhodia. A moção também cita

Moradores vizinhos aos terrenos da Rhodia em São Vicente (SP) ignoram riscos de contaminação

  São Vicente (SP) - Antônio Márcio Mariano da Silva, é funcionário afastado da empresa Rhodia e membro da Associação de Combate aos Poluentes (ACPO). Márcio foi contaminado por substâncias organocloradas como o pó da china (pentaclorofenato de sódio) e o hexaclorobenzeno quando trabalhava na fábrica da empresa. Foto de Marcelo Camargo/ABr   Moradores do entorno de terrenos em São Vicente, na Baixada Santista, que receberam durante décadas o descarte do lixo tóxico

Rhodia diz que lixo tóxico depositado em São Vicente (SP) terá destino diferente que a incineração em Camaçari

  São Vicente (SP) - Galpão da empresa Rhodia próximo ao bairro residencial Gleba II, em São Vicente, na baixada santista. A empresa armazenou durante décadas milhares de toneladas de resíduos tóxicos em terrenos da Baixada Santista. Foto de Marcelo Camargo/ABr.   A empresa Rhodia não planeja dar a mesma destinação do lixo tóxico armazenado na antiga fábrica de Cubatão aos resíduos que estão concentrados em um terreno de São Vicente, município do

Rhodia obtém autorização para incinerar em Camaçari/BA lixo tóxico armazenado na Baixada Santista

  O Polo Petroquímico de Camaçari está a 50 quilômetros de Salvador, capital do Estado da Bahia (Governo da Bahia/Creative Commons)   Quase nove anos após ser impedida pela Justiça de transferir para a Bahia parte das milhares de toneladas de resíduos tóxicos armazenados há décadas em terrenos da Baixada Santista, a empresa Rhodia foi novamente autorizada a enviar uma parcela do lixo para ser incinerada em Camaçari, região metropolitana de Salvador (BA). O

Cerca de 75% dos cemitérios públicos do país têm problemas ambientais e sanitários

  Cemitério de Brasília teve grande movimento na véspera do Dia de Finados, 02/11/2012. Foto Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr   Pouco mais de sete em cada dez cemitérios públicos brasileiros têm problemas de ordem ambiental e sanitária, de acordo com estudo do geólogo e mestre em engenharia sanitária Lezíro Marques Silva. O levantamento, concluído em 2011, reuniu dados de mais de mil cemitérios do país, entre públicos e privados. O pesquisador, que é professor

Limpeza de locais de águas subterrâneas contaminadas pode exigir décadas

    [EcoDebate] Pelo menos 126 mil locais nos EUA tem as reservas de águas subterrâneas contaminadas e requerem remediação, sendo que cerca de 10 % destes locais são considerados "complexos", ou seja, cuja restauração é improvável de ser alcançada nas próximas décadas, devido a limitações tecnológicas. Esta conclusão consta de um novo relatório [Alternatives for Managing the Nation's Complex Contaminated Groundwater Sites] da National Academy of Sciences. O relatório acrescenta que

Húmus pode ser uma alternativa para tratar solo contaminado por cromo, cobre e chumbo

  Aplicação de vermicomposto reteve 100% do cobre, do cromo e do chumbo presentes em solos arenosos e argilosos   No Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP, uma pesquisa realizada pelo químico Leandro Antunes Mendes mostrou que a vermicompostagem é eficaz para remediar solos contaminados por cromo, cobre e chumbo. A vermicompostagem é o processo realizado a partir da decomposição de resíduos orgânicos por minhocas, o que dá origem ao

Implantação de parques públicos em áreas que abrigavam lixões ou aterros exige análise de contaminação

  Controle deve evitar expor frequentadores a resíduos de antigos aterros   Pesquisa da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP aponta que o projeto de implantação de parques públicos em áreas que abrigavam lixões ou aterros controlados deve ser feito somente após uma investigação detalhada dos riscos de contaminação. A geóloga Luzia Helena Barros analisou a criação de dois parques na cidade de São Paulo e verificou as mudanças na legislação

Ministério Público do Rio recusa TAC da CSN em processo de dano ambiental e à saúde

    Em ação civil pública contra a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) recusou o termo de ajustamento de conduta (TAC) proposto pela empresa sobre contaminação de área residencial na cidade de Volta Redonda. De acordo com o Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente (Gaema) do MP-RJ, o bairro de Volta Grande 4 foi construído em uma área doada pela CSN ao Sindicato

Ministério Público pede fechamento de parque público em SP por suspeita de contaminação

    A Promotoria de Justiça do Meio Ambiente de São Paulo entrou com pedido de liminar na Justiça para o fechamento imediato do Parque Leopoldina – Orlando Villas-Boas por causa do risco de exposição dos frequentadores à contaminação por produtos químicos. O parque está localizado na zona oeste da capital paulista. De acordo com o Ministério Público, os produtos químicos são decorrentes das atividades de uma estação de tratamento de esgotos da

Biorremediação: Bactérias a serviço da remediação dos solos

  Vilma Homero    Divulgação      A coleta de amostras de solo, que mais tarde serão analisadas em laboratório, é a primeira etapa do projeto Antes mesmo de ser iniciada a reconstrução das instalações da estação Comandante Ferraz, na Antártica, consumidas por um incêndio em fevereiro deste ano, a proposta dos pesquisadores Juliano Cury e Alexandre Soares Rosado, ambos integrantes do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Pesquisas Antárticas (INCT Antártica), é para que seja feito

Pesquisa confirma danos causados pela exploração de urânio na Bahia

  [Por Zoraide Vilasboas, para o EcoDebate] A série de apresentações do “Relatório da Missão Caetité: Violações de Direitos Humanos no Ciclo do Nuclear”, que expõe os danos causados pela exploração de urânio na Bahia, começou em Salvador, prosseguiu em Caetité, município situado a 750 Km da capital baiana, e culminou em Vitória da Conquista, onde novo estudo também evidenciou a gravidade dos prejuízos denunciados pela Plataforma Dhesca Brasil (Direitos Humanos

Extração do carvão: O Escuro Deserto da Nossa Indiferença, artigo de Thaianna Cardoso

  Extração do carvão passa por cima de bens difusos, direitos humanos e comunidade local [EcoDebate] Se você é Catarinense e só ouviu falar dos problemas que o carvão no Estado ocasiona, recomendo que faça uma visita aos depósitos de rejeitos espalhados por toda a região da Bacia do Rio Araranguá. Se não bastassem as alterações de relevo, paisagem e ecossistema proporcionadas pela retirada e queima do carvão no ambiente, temos as

Justiça determina interdição de conjunto habitacional vizinho do Shopping Center Norte e moradores protestam

  Atendendo a um pedido feito pelo Ministério Público Estadual na última sexta-feira (7), o Tribunal de Justiça de São Paulo determinou a interdição imediata do conjunto habitacional Cingapura Zachi Narchi, localizado na zona norte da capital, e a remoção de todos seus moradores. O local, segundo o Ministério Público, apresenta risco potencial de explosão. De acordo com a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), 2.787 pessoas vivem no local. O conjunto habitacional

SP: Center Norte fecha para instalar drenos que vão retirar gás metano do subsolo

  A administração do Shopping Center Norte se antecipou à prefeitura de São Paulo e decidiu não abrir o centro comercial ontem (5). Em 4/10, a Justiça derrubou a liminar que permitia o funcionamento do shopping, um dos maiores da América Latina. A prefeitura paulistana não quer que o Center Norte funcione até que resolva o problema do acúmulo de gás metano no subsolo da área. Em nota divulgada hoje, o Center

SP: Com metano no subsolo, Shopping Center Norte têm 20 dias para adotar medidas de segurança

  O Shopping Center Norte e o Ministério Público de São Paulo assinaram ontem (28) um termo de ajustamento de conduta para que o empreendimento adote em 20 dias medidas para afastar o risco de explosão. Por ter sido construído sobre um antigo lixão, o terreno do centro comercial está incluído na lista de áreas contaminadas críticas devido ao acúmulo de gás metano no subsolo. O acordo prevê a instalação de nove

Prefeitura de S.Paulo determina que Shopping Center Norte suspenda atividades em até 72 horas

  Técnicos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente estiveram nesta terça-feira (27/9) no Shopping Center Norte e aplicaram um auto de multa no valor de R$ 2 milhões pelo não atendimento às exigências da CETESB. Os estabelecimentos têm 72 horas para suspender totalmente as atividades. Técnicos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente estiveram ontem (27/9) no Shopping Center Norte e aplicaram um auto de multa no valor de

Top